domingo, 31 de julho de 2011

Radiografia de Deus


Mensagem do dia 30/07/2011 (Sábado) – Culto do Chá – Organizado pela MCA

12 Porque a Palavra de Deus é viva e eficaz, mais cortante que qualquer espada de dois gumes; penetra até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas e é capaz de perceber os pensamentos e intenções do coração 13 E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão descobertas e expostas aos olhos daquele a quem deveremos prestar contas” (Hebreus 4.12-13)

Em 8 de Novembro de 1895, o físico W. C. Rontger descobriu os chamados “RAIOS-X”. A partir de então, foi possivel ver através do corpo humano, o que foi muito útil para a medicina. Mas nos dias de hoje está muito mais avançado, pode-se fotografar e até mesmo filmar várias partes internas do organismo e corpo humano como os exames de Endoscopia, a Ultrasonografia, a Tomografia e a Ressonância magnética.

Todavia, ainda não se pode ver o que está oculto atrás do que é material, paupável: os pensamentos, as intenções do coração e tudo o que está relacionado com o emocional e com o espiritual. Isto não se pode fotografar, pode no máximo fazer avaliações através do que a pessoa exterioriza, seja em comportamentos, ações ou palavras.

Essas coisas me levam a pensar: Quanta hipocrisia, segredos e pensamentos terríveis o ser humano esconde. Quantos pensamentos maus e impuros passam por sua mente e ninguém nem sabe! Será que ninguém sabe mesmo?

Quero responder essas questões:
  • O que pode confrontar o ser humano?
  • Será que o homem pode esconder alguma coisa de Deus?
  • E no final das contas, será que teremos que prestar contas a Deus de nossas vidas?

sexta-feira, 29 de julho de 2011

JÓ: Ousadia na Oração II


Mensagem do dia 27/07/2011 (quarta-feira) 
Igreja Batista Aeroporto de Campo Mourão

Série: Orações na Bíblia-02

No estudo anterior, nós vimos a importância da Intimidade com Deus e como Jó se relacionou com ELE. Vimos a necessidade de estarmos próximos a Deus e conhecê-Lo de fato como ELE é.

Hoje vamos estudar sobre...
II – SÓ HAVERÁ GRANDEZA QUANDO HOUVER HUMILDADE

Jó, um homem de piedade e integridade notáveis, foi abençoado por Deus com tamanha prosperidade terrena que se tornara “o maior de todos (os homens) do Oriente” (1.3). Subitamente, Jó experimentou uma perda total, Foi assolado por uma série de calamidades e privado de todas as suas posses, além de perder os filhos (1.13-19). Teve o corpo coberto por feridas repulsivas (2.7). Perdeu até mesmo o respeito da esposa (2.9-10).

Essas calamidades vieram sobre sua vida sem causas aparentes, nada que justificasse tamanha punição. Três amigos, que vieram para consolá-lo, insistiam que esse sofrimento era um castigo contra o seu pecado e, portanto, seu único recurso era o arrependimento, mas ele continuou “batendo na tecla da inocência e da justiça própria”. Até determinado ponto ele estava certo, todavia, aos poucos, começou a questionar a sorte, chegando a amaldiçoar o dia em que nasceu (3.1). Um deles (Eliú) disse que Jó estaria passando por uma disciplina amorosa enviada por Deus para impedi-lo de cair noutros pecados. Essa interpretação também foi rejeitada por Jó.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Palavras de um Rei


Mensagem do dia 24/07/2011 (Domingo /noite) 

20 Disse Davi a Salomão, seu filho: Sê forte e corajoso e faze a obra; não temas, nem te desanimes, porque o SENHOR Deus, meu Deus, há de ser contigo; não te deixará, nem te desamparará, até que acabes todas as obras para o serviço da Casa do SENHOR” (1 Crônicas 28.20).

Introdução
O rei Davi havia feito de tudo para construir o templo, mas o Senhor falou que não seria ele o construtor e sim Salomão, seu filho (1Cr 28.3, 6). Davi deu as instruções para Salomão de como tudo deveria ser feito conforme a Palavra do Senhor (1Cr 28.11-19). E nos versículos 20 e 21 dá sua palavra final, uma palavra de animo e encorajamento. A Bíblia diz que “Davi reinou durante 40 anos sobre Israel, morreu em boa velhice, com vida longa, riquezas e honra” (v. 28). Davi obedeceu as regras estabelecidas por Deus e descansou em paz.

Dizem que "tudo que é bom, dura pouco". Eu diria que “tudo que é bom dura para sempre”. O que você pensa sobre isso? Afirmo isso por causa da vida de Davi, o que Davi fez de bom não ficou apenas enquanto ele era vivo, continuou no reinado de seu filho e sabemos que sua vida e reinado “falam” até os dias de hoje, ele foi considerado “um homem segundo o coração de Deus”, seus testemunhos, ensinamentos e experiências com Deus são sempre relembrados, citados até porque na Palavra de Deus está registrada toda a vida deste admirável servo.

Este texto me intrigou muito e me levou a refletir: Como é que uma pessoa que não conseguiu fazer o que queria, consegue ter palavras de encorajamento e animo? Isso acontece por causa do coração deste homem, “um coração segundo o de Deus”, somente um homem desprendido de vaidade e obediente ao Senhor poderia ter tal atitude. Neste texto, que lições podemos aprender?

sábado, 23 de julho de 2011

Busque a Sabedoria e Viva Bem



“Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida” (Tiago 1.5)

Estive refletindo esses dias sobre a vida e sobre o comportamento humano no que diz respeito a vivê-la. Reflita juntamente comigo:

Vivemos a vida como se ela fosse interminável. Invertemos os valores, vivemos o passageiro como se fosse eterno. Buscamos o que não precisamos e o que não nos trará alegria, contudo, apenas dor e sofrimento.

A vida é muito breve. Acho que você concorda comigo. Quem quer morrer? Imagino que estando no perfeito juízo, ninguém. Mas a vida é muito breve e entre a meninice e a velhice há um pequeno intervalo de tempo. Faça um exercício, olhe para sua história; os anos que você já viveu (seja qual for sua idade) passaram muito rápido? Os dias tem passado rápido?

A vida é tão breve como os raios de sol que surgem sorrateiramente na mais bela manhã e se despedem sutilmente ao anoitecer sem deixar vestígios.

Tiago fala da fragilidade humana: “Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa” (Tiago 4.14).

quinta-feira, 21 de julho de 2011

JÓ: Ousadia na Oração I


Mensagem do dia 20/07/2011 (quarta-feira) 

Série: Orações na Bíblia-02

Introdução
Durante séculos o povo de Deus não podia se relacionar diretamente com Ele, então a maneira era através do Tabernáculo e seus utensílios, dos sacerdotes e dos profetas. Até mesmo a presença santa de Deus (embora simbólica) lhes era proibida por uma grossa cortina (Lv 16.1-2). Mas Jesus Cristo, o mediador entre o homem e Deus (1Tm 2.5), através do Seu perfeito sacrifício na cruz abriu as cortinas que nos separavam de Deus “O véu do santuário se rasgou” (Mt 27.51). Isso nos possibilitou pelo menos 2 coisas: 1. O acesso direto ao Pai; 2. Garantiu-nos conhecê-Lo com muito mais intimidade; E a oração é um dos meios pelo qual podemos ter este acesso ao Pai.

Mas hoje, muitos querem mudar a lógica de Deus, ensinando que nós é quem devemos “abrir as cortinas do nosso eu interior”, ou seja, permitir Deus nos conhecer como de fato somos. Heresia! Deus já nos conhece perfeitamente, Ele quem nos criou, cabe a nós buscar conhecê-Lo cada vez mais.

Deus se agrada de um coração verdadeiro, sincero, que se derrama “sem máscaras” em Sua presença, alias sempre digo que “não é mais limpo aquele que nunca se suja, mas aquele que sempre se limpa”. Todos nós somos falhos, imperfeitos, Deus sabe disso, Ele sabe de nossas lutas para vencer o mal e o pecado, por isso nos entende. Outro problema é que alguns querem na oração, ou usam como pretexto a oração para buscar apenas as bênçãos e não o Deus das bênçãos. Se tomarmos como exemplo as marcantes experiências vividas por Jó, as quais Deus fez questão de deixar registradas em Sua Palavra, descobriremos que a oração nos reserva benefícios ainda maior do que os favores que buscamos.

Vamos estudar sobre este maravilhoso servo de Deus e assim como Jó, vamos conhecer verdadeiramente o Deus a quem dirigimos nossas orações.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Julgamentos e Pré Conceitos


"1 Não julguem, para que vocês não sejam julgados. 2 Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês” (Mateus 7.1-2).

Quem não se lembra de Susan M. Boyle? Uma senhora escocesa de 48 anos, desempregada, solteira que participou do "Britain's Got Talent", um programa britânico de calouros, são pessoas “comuns” tentando alcançar o estrelato numa versão moderna e atualizada de um "show de talentos" para aspirantes a cantores e outros talentos. A aparência simples de Susan, com seus cabelos despenteados, sem maquiagem, fez com que uma primeira imagem dela fosse impressa, tanto pelos jurados como pela platéia, ou seja, “lá vem uma mulher patética, o que ela quer aqui?”. Talvez foi isso que todos pensaram naquele momento.

E não parou por ai, pois ao ser perguntada sobre seu sonho, Susan disse que estava tentando ser uma cantora profissional e que queria ser como a Elaine Paige (uma famosa cantora, dançarina e atriz britânica). Riram muito dela, um dos jurados perguntou: E porque não deu certo até agora, Susan?  Ela respondeu com muita confiança: “Porque não tive uma oportunidade, mas quem sabe isso não vai mudar hoje”. Adivinha a reação? Claro, todos zombaram dela, mas quem vai rir por último?  Susan cantou “I Dreamed A Dream” de Les Miserables, uma música muito difícil (veja o vídeo), ao abrir sua boca, ela calou a todos com seu extraordinário talento, aquela mulher “patética” tinha uma voz maravilhosa.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

A influência da Igreja no Mundo


Mensagem do dia 17/07/2011 (Domingo /noite)

Introdução

Sempre ouvimos dizer que A igreja é uma agência do reino de Deus no mundo. Ela está no mundo, mas não é do mundo. A igreja não é uma instituição puramente humana; ela tem sua origem em Deus, nasceu no coração de Deus. A igreja é como um lírio que cresce no lodo, santa num mundo corrupto. A igreja tem o ministério da reconciliação num mundo marcado pelo ódio e guerras. A igreja deve fazer a diferença num mundo indiferente. A igreja está firmada em Cristo e caminha para a Glória, enquanto o mundo jaz no maligno e marcha rumo à perdição eterna. Todavia, através da Igreja de Cristo o mundo pode ter outro destino.

Hoje vamos refletir sobre a influência que a Igreja tem no mundo, ou sobre a influencia que ela deveria ter. E para atingirmos nosso objetivo, vejamos três figuras que ilustram a sua influência no mundo:


1. A Igreja é SAL da Terra

“Vós sois o sal da terra; mas se o sal perder suas qualidades, como restaurá-lo? Para nada mais presta, senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens” (Mateus 5.13).

Jesus disse: “Vós sois o sal da terra”. O sal é tanto um conservante quanto também um intensificador do sabor. O sal tem o poder de preservar da decomposição, alguns alimentos são guardados no sal, ele conserva por mais tempo o alimento. O Sal neste sentido é como um elemento anti-séptico que inibe o processo da corrupção (Por exemplo: Os medicamentos anti-sépticos combatem, inibem, detêm o crescimento das bactérias em nosso organismo).

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Como vaso nas mãos do Oleiro


Mensagem do dia 19/06/2011 (Domingo /noite) 
Igreja Batista Aeroporto de Campo Mourão

1 Palavra do SENHOR que veio a Jeremias:  2 Levanta-te e desce à casa do oleiro e lá te farei ouvir as minhas palavras  3 Desci à casa do oleiro e ele estava ocupado com a sua obra sobre a roda. 4 Como o vaso que o oleiro fazia se estragou nas suas mãos, então fez do barro outro vaso, conforme melhor lhe pareceu. 5 Então, veio a mim a palavra do SENHOR:  6 Por acaso não poderei eu fazer de vós como fez o oleiro, ó casa de Israel?, declarou o Senhor. Como o barro na mão do oleiro, assim sois vós em minhas mãos, ó casa de Israel” (Jeremias 18.1-6).

Introdução
Eu acho fantástica a forma que Deus age para levar a sua palavra, ou melhor, aqui neste texto Ele não quis apenas dar uma palavra, mas ELE desejou mostrar a Palavra. Foi assim que fez com o profeta Jeremias. ELE disse: vai à casa do Oleiro e lá vou lhe mostrar a mensagem que quero transmitir ao povo. Jeremias obedecendo o Senhor, foi e viu o trabalho do oleiro... 5 Então, veio a ele a palavra do SENHOR: 6 Não poderei EU fazer de vós como fez este oleiro?... eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão...”

Vamos ao contexto: A destruição está em pauta (Cap 17) Deus avisa o povo de seus pecados, mas o arrependimento ainda pode impedir que a destruição venha (18.7-8). Contudo, o arrependimento não acontecia (18.12), de maneira que Deus usou a imagem do vaso despedaçado para ilustrar Deus despedaçando Israel como disciplina, mas o desejo de Deus é a restauração.

Resumindo essa é a mensagem de Deus para as nossas vidas esta noite: Assim como aconteceu com o vaso, Deus fará o mesmo com a nação que se arrepender e com aquele que com o coração quebrantado se dispor a ser transformado pelo Oleiro. Deus Quebra, Molda, Refaz e Usa.  Você está preparado? Então, vamos ao nosso texto e veremos quais lições vamos aprender nesta  noite.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

SENHOR, ensina-nos a orar III
Mensagem do dia 13/07/2011 (quarta-feira) - Igreja Batista Aeroporto de Campo Mourão

Nós estudamos sobre a importância do envolvimento pessoal com o Pai. Ele espera por seus filhos, Ele deseja que seus filhos o busquem e queiram ter este relacionamento com ELE. E também sobre a importância da persistência na Oração.

A terceira lição que aprendemos é...
 III. A CONFIANÇA na resposta do Pai.

Lucas 11.9-13: 9 Por isso, vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á.  10 Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e a quem bate, abrir-se-lhe-á.  11 Qual dentre vós é o pai que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou se pedir um peixe, lhe dará em lugar de peixe uma cobra?  12 Ou, se lhe pedir um ovo lhe dará um escorpião?  13 Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o Pai celestial dará o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?”.

O versículo 9 começa com a expressão: 9 Por isso, vos digo...”. Jesus quis reforçar em seus discípulos a confiança que devem ter no coração. Eles deveriam ser como o vizinho importuno, pedir, buscar, bater às portas das moradas de Deus na certeza de que serão atendidos. Sempre digo que o NÃO nós já temos, o que podemos ganhar é o SIM, portanto devemos “pedir, buscar e  bater”, Deus atenderá conforme sua vontade.