segunda-feira, 30 de maio de 2016

#SALMO 4 – parte 2

Estudos em Salmos
Salmo 4 “UMA ORAÇÃO EM MEIO A ANGÚSTIA” – Parte 2

2. DAVI FAZ ADVERTENCIAS AOS INIMIGOS E INSTÁVEIS (vv. 2-5)
"2 Até quando vocês, ó poderosos, ultrajarão a minha honra? Até quando estarão amando ilusões e buscando mentiras? Pausa 3 Saibam que o Senhor escolheu o piedoso; o Senhor ouvirá quando eu o invocar. 4 Quando vocês ficarem irados, não pequem; ao deitar-se reflitam nisso, e aquietem-se. Pausa 5 Ofereçam sacrifícios como Deus exige e confiem no Senhor".

* AOS INIMIGOS (vv. 2-3). Saul fora rejeitado e Davi, o escolhido, era “homem segundo o coração de Deus”. Seguir a Saul era seguir a vaidade (futilidade) e a mentira. Seguir Saul era desobedecer ao próprio Deus. Era ignorar a verdade. No versículo 3, vemos um contraste com v 2, Davi era distinguido como piedoso, e seus inimigos como aqueles que manchavam a glória da escolha de Deus por Davi.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

#SALMO 4 – parte 1

Estudos em Salmos
Salmo 4 “UMA ORAÇÃO EM MEIO A ANGÚSTIA” – Parte 1
INTRODUÇÃO
Há algumas semelhanças entre o salmo 3 e o 4, o Salmo 3 é conhecido como Salmo matutino (v.5), e o Salmo 4, como noturno (vv. 4 e 8), provavelmente o 3 foi composto ao amanhecer e o 4 antes de dormir. Ambos possuem o mesmo contexto de perseguição, Davi estava cercado por sofrimento, injustiça e opressão. No Salmo 3, Davi estava sendo perseguido por seu filho, Absalão (2Samuel 15-19). Mas este Salmo, que é também uma oração, foi composto quando ele estava sendo perseguido por Saul, porque Deus o rejeitara e escolhera a Davi para ser Rei (1Sm 21 a 31 – onze capítulos. Essa guerra durou muitos anos: 2Sm 3.1).

Eis o momento específico do salmo: 1Samuel 22, quando Davi se escondeu na caverna de Adulão. Como se podia dormir numa hora desta? Ao final de mais um dia de pressão, dor e perseguição, Davi trava três diálogos que o leva da angustia à paz, e então, o sono tranquilo.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Confiar ao Senhor...

Confiar ao Senhor...

“Confia ao Senhor as tuas obras, e os teus planos serão bem-sucedidos” (Provérbios 16.3).

Nós somos seres incertos e limitados. Não enxergamos o que se esconde por detrás das “cortinas” do futuro. Não sabemos nem mesmo o que é melhor para nós. Não sabemos orar como convém. Muitas vezes pedimos a Deus uma pedra pensando ser pão. Por essa razão, precisamos submeter a Deus nossos sonhos, planos e desígnios. Ele nos orientará, cabe nós confiarmos Nele. Não podemos administrar todos os acontecimentos, nem podemos ter garantia de que estaremos vivos daqui cinco minutos. Não podemos nos escorar em bordões da autoconfiança ensinados em livros de autoajuda. Devemos depender totalmente de Deus. Ele quem nos dará direção.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

#SALMO 3 – parte 4

Estudos em Salmos
Salmo 3 – “VITÓRIA SOBRE MOMENTOS DIFÍCEIS” – Parte 4

Há Pessoas que Falham e São Desleais, mas há um Deus que protege os seus servos, e sua proteção nos dá tranquilidade e ousadia.

4ª IDEIA: NO SENHOR HÁ VITÓRIA E BÊNÇÃO PARA OS QUE CONFIAM NELE (VV. 7-8).
7 Levanta-te, Senhor! Salva-me, Deus meu! Quebra o queixo de todos os meus inimigos; arrebenta os dentes dos ímpios. 8 Do Senhor vem o livramento. A tua bênção está sobre o teu povo. Pausa

A vida é como uma guerra, e as guerras são feitas de batalhas, é verdade que algumas batalhas perdemos e precisamos saber lidar com elas, mas sabemos também que em Cristo somos mais que vencedores. Contudo, é preciso lembrar que Davi era o rei. Não esperava apenas alívio. Esperava vitória. Devemos esperar mais que alívio. Buscar a vitória.  O v. 7 parece duro? Os inimigos deviam ser vencidos (Davi não era um cristão, mas um hebreu). Sua salvação não vem de Aitofel, nem de Husai, nem do exército. Vem de Deus (v. 8).

domingo, 22 de maio de 2016

#SALMO 3 – parte 3

Estudos em Salmos
Salmo 3 – “VITÓRIA SOBRE MOMENTOS DIFÍCEIS” – Parte 3

Há Pessoas que Falham e São Desleais, mas há um Deus que protege os seus servos,
3ª IDEIA: SUA PROTEÇÃO NOS DÁ TRANQUILIDADE E OUSADIA (VV. 5-6).
5 Eu me deito e durmo, e torno a acordar, porque é o Senhor que me sustém. 6 Não me assustam os milhares que me cercam.

Que fantástico! V. 5: Davi dorme sereno porque sabe que Deus vai ajudá-lo. Se fosse nós, perderíamos o sono, muitas vezes por coisas bem mais simples, como por dificuldades financeiras, questões de saúde etc. Mas Davi foi dormir tranquilo. Que contraste com a situação dele em 2Sm 15.30. "Davi subia chorando pela encosta dos montes da Oliveira... ". No v. 6 vemos que por confiar em Deus ele não teme. “O Senhor me sustenta” (v. 5). Orar é mais que dizer palavras. É descansar totalmente em Deus. Mas como isso é difícil, você concorda?

quarta-feira, 18 de maio de 2016

#SALMO 3 – parte 2

Estudos em Salmos
Salmo 3 – “VITÓRIA SOBRE MOMENTOS DIFÍCEIS” – Parte 2

Há Pessoas que Falham e São Desleais...
2ª IDEIA: MAS HÁ UM DEUS QUE PROTEGE OS SEUS SERVOS (VV. 3-4).
3 Mas tu, Senhor, és o escudo que me protege; és a minha glória e me fazes andar de cabeça erguida. 4 Ao Senhor clamo em alta voz, e do seu santo monte ele me responde. Pausa

Há um forte contraste entre a alegação do salmista e a segurança que ele demonstra, v. 2: “Não há... salvação... v.3: Mas tu, Senhor... escudo”. A posição e a postura de Davi confirmam a teologia apresentada por Paulo em Romanos 8.31: “Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?”. Davi diz v. 3 – "MAS TU, SENHOR". É assim que ele demonstra que apesar da situação difícil, está se sentindo seguro, não em si próprio, nas suas forças ou táticas de guerras, mas em Deus. Que és o seu "escudo". Proteção. O exército estava contra ele, queriam matá-lo. Deus é seu escudo.

terça-feira, 17 de maio de 2016

#SALMO 3 – parte 1

Estudos em Salmos
Salmo 3 – “VITÓRIA SOBRE MOMENTOS DIFÍCEIS” – Parte 1
INTRODUÇÃO
Esse Salmo mistura lamento e confiança, perigo e segurança, ele vai do espanto à certeza da vitória. Em sua grande abrangência, torna-se um modelo de louvor, paz e oração a ser seguido em meio à pressão, perseguição e momentos difíceis da vida.

Este era um momento difícil para Davi. Perseguido pelo filho, Absalão. Queria ser rei. A história encontra-se em 2Samuel 15-19. Na realidade, Davi chegou a ser destronado (2Sm 15.14). A perseguição do filho já doía bastante (imagine ser perseguido como um animal pelo próprio filho?). Além disto, Davi sofreu com a deslealdade de amigos (vv. 1, 6, cf. 2Sm 15.12), havia o boato de que Deus o abandonara (v. 2), e crise no meio do povo por causa de uma guerra civil que Absalão desencadeara (v. 8, onde ele pede pelo povo).

QUATRO IDEIAS no salmo, vamos analisá-las e extrair delas preciosas lições para nossas vidas:

segunda-feira, 16 de maio de 2016

#SALMO 2 – parte 4

Estudos em Salmos
Salmo 2 – “O TRIUNFO FINAL DE JESUS CRISTO” – Parte 4

4. QUARTA CENA: O APELO DO MESSIAS (vv. 10-12)
10 Por isso, ó reis, sejam prudentes; aceitem a advertência, autoridades da terra. 11 Adorem ao Senhor com temor; exultem com tremor. 12 Beijem o filho, para que ele não se ire e vocês não sejam destruídos de repente, pois num instante acende-se a sua ira. Como são felizes todos os que nele se refugiam!”.

Vimos as três primeiras partes, sobre a rebeldia dos homens, a Soberania de Deu e uma palavra de quem é o Messias. Agora um apelo é conclamado (vv. 10-12). Deus não é mau, pelo contrário Ele dá oportunidades ao homem, que é responsável por suas próprias decisões.

sábado, 14 de maio de 2016

#SALMO 2 – parte 3

Estudos em Salmos
Salmo 2 – “O TRIUNFO FINAL DE JESUS CRISTO” – Parte 3

3. TERCEIRA CENA: A PALAVRA DE DEUS SOBRE O MESSIAS (vv. 7-9)
7 Proclamarei o decreto do Senhor: Ele me disse: "Tu és meu filho; eu hoje te gerei. 8 Pede-me, e te darei as nações como herança e os confins da terra como tua propriedade. 9 Tu as quebrarás com vara de ferro e as despedaçarás como a um vaso de barro".

Vimos as duas primeiras partes, sobre a rebeldia dos homens e a Soberania de Deus. Agora o texto encaminha o assunto para o Messias. O governo divino. Eis as primeiras palavras no livro dos Salmos sobre Cristo. Assunto: O decreto de Iahweh. "Tu és meu filho; eu hoje te gerei”. Duas expressões importantes que se aplicam a Jesus: 1. “Tu és meu filho”, 2Sm 7.8-16: referencia a aliança do Senhor com Davi – v.16 Porém a tua casa e o teu reino serão firmados para sempre diante de ti; teu trono será estabelecido para sempre”; 2. “Te gerei”. Criado pelo Pai, tem a mesma substância de Deus. Jesus é o unigênito de Deus.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

#SALMO 2 – parte 2

Estudos em Salmos
Salmo 2 – “O TRIUNFO FINAL DE JESUS CRISTO” – Parte 2

2.  SEGUNDA CENA: A SOBERANIA DE DEUS (vv. 4-6).
4 Do seu trono nos céus o Senhor põe-se a rir e caçoa deles. 5 Em sua ira os repreende e em seu furor os aterroriza, dizendo: 6 "Eu mesmo estabeleci o meu rei em Sião, no meu santo monte".

Vimos na parte 1 a rebeldia do homem contra Deus, agora vemos a reação divina. Será que o abuso dos homens amedronta a Deus? Lhe causa preocupação? Não! O que Deus fez? Riu deles. Deus repreende os rebeldes dizendo: "Eu mesmo estabeleci o meu rei em Sião, no meu santo monte" (v.6).

quinta-feira, 12 de maio de 2016

#SALMO 2 – parte 1

Estudos em Salmos
Salmo 2 – “O TRIUNFO FINAL DE JESUS CRISTO” – Parte 1

Introdução
Este é um salmo Messiânico (anuncia a Cristo). O tema central é a Vitória do Messias. O salmo 1 fala dos dois caminhos: dos justos e dos injustos. E o Salmo 2 fala como Deus julga e trata os quem andam em ambos os caminhos. O caminho dos justos, “os que confiam Nele” (v.12c). E o dos ímpios, "os rebeldes que tramam contra o Senhor" (vv.1-2). A vitória do Messias (Jesus Cristo), é certa!

O Salmo 2 progressivamente, dirige seu foco poético sobre 4 CENAS relacionadas ao motim da humanidade contra Deus.

terça-feira, 10 de maio de 2016

#Salmo 1 - parte 2

 Estudos em Salmos
Salmo 1 – “OS DOIS CAMINHOS” – Parte 2

2. O CAMINHO QUE CONDUZ À REALIZAÇÃO
Nós vimos que o caminho do ímpio é bem triste, lastimável. Mas o caminho do justo conduz à realização. Bem-estar crescente. Bênçãos do Senhor espera por ele. Vamos ver 5 aspectos deste caminho.

Versículos 2-3: 2pelo contrário, seu prazer está na lei do Senhor e na sua lei medita dia e noite. 3 Ele será como a árvore plantada junto às correntes de água, que dá fruto no tempo certo e cuja folhagem não murcha. Tudo que ele fizer prosperará”.

domingo, 8 de maio de 2016

#SALMO 1 - parte 1

Estudos em Salmos
Salmo 1 – “OS DOIS CAMINHOS” – Parte 1

INTRODUÇÃO
O Salmo 1 é o resumo e o prólogo (introdução) do Saltério. A expressão “Bem-aventurados” aparece 26 vezes no livro dos Salmos. O Salmo 1 é também um paralelo de Jeremias 17.5-8: Árvore junto a um rio, arbusto no deserto. Eis a nossa lição: Existem dois caminhos, dois tipos de pessoas, dois estilos de vida, um leva à Realização e o outro, à Frustração. A Bíblia ensina o bom caminho e mostra o mau caminho. A questão para reflexão é que caminho você tem seguido?

sábado, 7 de maio de 2016

Morrendo, viverás!


Morrendo, viverás!

Disse certa vez em uma oração: Obrigado Senhor por “Menos um dia de vida”. O Senhor seja louvado por isso!
Alguém intrigado perguntou:
- Menos um dia? Não seria "MAIS UM DIA?".
Então tive a oportunidade de explicar:
- Não, não. Menos um dia! É isso mesmo! Acho muito interessante pensar na vida, cada um encara ela como quer, mas veja bem, para você, será que a cada dia estamos vivendo ou morrendo?