quarta-feira, 22 de julho de 2009

Fácil Sorrir

Gosto muito desta música.

Muitas coisas acontecem em nossas vidas e muitas vezes não entendemos os porquês, mas de uma coisa podemos ter certeza é que o nosso Senhor está no controle de tudo e de todas as coisas.
Essa é a minha confiança...
Leia se você se interessar tenho a cifra.
Música: Fácil Sorrir

Quando as coisas não acontecem do jeito que eu quero em lugar de ficar triste é melhor quando eu espero pra saber o porquê, o que Senhor quer me mostrar, o que ele quer dizer quando não faz aquilo que o meu coração quer mais

É fácil sorrir quando a gente acredita que Deus toma conta da nossa vida. É tão bom saber que ele vai suprir qualquer necessidade que eu sentir

Às vezes fica difícil acreditar que aquilo que eu quero não é o melhor pra mim e então procuro ao meu Senhor e lhe digo que não consigo entender, mas sim posso crer que ele sabe realmente o que é melhor

Agradeço Senhor por fazeres em minha vida só aquilo que tu queres, agradeço porque apesar do que sou Senhor ainda me tratas com tanto amor.

É fácil sorrir quando a gente acredita que Deus toma conta da nossa vida. É tão bom saber que ele vai suprir qualquer necessidade que eu sentir

Deus pode suprir....
Qualquer necessidade que eu sentir

terça-feira, 21 de julho de 2009

O Medo do Invisível

“Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem”. Hebreus 11.1

Será que Existe fé na terra? Subir em um prédio bem alto e pula nos braços do Pai, tendo certeza que você não vai se esborrachar no chão é o que quer dizer Hebreus 11.1. Ou seja, quando Deus nos conduz por caminhos ou situações onde, se Ele não agir, não podemos fazer nada além de depender do Espírito Santo, estamos andando por fé. Somos chamados a viver desta forma: “Veja o soberbo! Sua alma não é correta; mas o justo viverá pela sua fé”. (Habacuque 2.4) Ainda em Hebreus 11 v 6 diz:

“De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam”.
Mas quando o FILHO do HOMEM vier, achará, porventura, fé na terra? Andar por fé não é nada fácil para nós enquanto seres humanos, portanto limitados, quando ficamos doentes: “tenho plano de saúde”. Quando não posso ter algo porque o dinheiro acabou: “faço um empréstimo”. Quando não acontece algo que quero: “Deus é culpado”. Quando podemos escolher: “temos medo, insegurança, exatamente porque não conseguimos CONFIAR plenamente em Deus”.

Veja só o que a Bíblia diz no decorrer da sua história. Após um dilúvio, o homem não se arrepende de sua maldade e constrói uma torre para se proteger (não confia em Deus). Na época de Juízes, há um ciclo, O povo peca, Deus manda um Juiz ele prega e ensina o Povo se arrepende e Deus é misericordioso, depois se inicia novamente o ciclo – PECADO, MENSAGEM, ARREPENDIMENTO, PERDÃO. Mesmo assim preferiram o mal e seguir o coração do que ter Deus como Guia e Pastor.

Penso às vezes se as pessoas ainda crêem naquelas histórias de missionários e pastores sem nenhum tostão no bolso, e que milagrosamente recebem ofertas enviadas por alguém que nem conhecem, ou recebem objetos de uso pessoal, exatamente aquilo que estavam precisando? Será que as pessoas crêem nisso hoje em dia? Sim isso acontece! Já fui alvo de muitas bênçãos deste tipo se começasse a falar não pararia.

O problema é que viver pela fé não é bem a nossa praia, o ser humano gosta de andar em “segurança”, com os “pés no chão”, mas não com os pés firmados na ROCHA. Uma questão: e de onde virá o nosso socorro? Da policia? Da caderneta de poupança? De homens? Do nossos próprios braços? E os nossos medos? Quem nos tranqüilizará? E nos dará a Paz? Será as Situações? O mundo? Eu mesmo? Quem?

Salmos 121 “1 Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? 2 O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra. 3 Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda. 4 É certo que não dormita, nem dorme o guarda de Israel. 5 O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita. 6 De dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua. 7 O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma. 8 O SENHOR guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre”.

Depois destas palavras, porque temer?
Há uma musica que aprendi nesta semana muito linda e num dos seus trechos diz: “Vale a pena seguir em frente, vale a pena esperar acontecer, “vale a pena lançar-me em Teu colo e descansar, e descansar...”

“Aquilo que Deus confirma no Claro, não duvide no escuro”

Oração:
“Senhor, ajude-me a entregar todos os meus medos, minhas inseguranças e duvidas nas tuas mãos e confiar que O SENHOR está no controle e me guiará em pastos verdejantes, mesmo que passe pelos vales da sombra da morte não temerei mal algum porque sei que és o meu pastor e nada me faltará, em nome de Jesus que eu oro. Amém!”

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

terça-feira, 7 de julho de 2009

A Tristeza profunda de Elias


A depressão é um dos assuntos mais mal compreendidos na igreja evangélica da atualidade. Muitos pastores lidam com a depressão como se fosse ação demoníaca. Outros vêem como pecado. Mas na verdade a depressão é uma doença, e muito séria. Claro que na minha limitada forma de ver e perceber os fatos deste assunto, não quero de forma alguma esgotá-lo com minhas simples observações, mas creio que trata-se de uma doença que pode levar a pessoa até ao suicídio, penso que de alguma forma ela possui estágios, uns mais elevados outros nem tantos. Vamos analisar o que houve com Elias e como ele passou por tão grande tristeza.

Devemos tomar cuidado com a ressaca de uma grande vitória. Você nunca é tão vulnerável como depois de uma grande vitória.

“As vitórias de ontem não são garantias de sucesso de hoje”.

Todo dia você precisa estar cheio do Espírito Santo. Elias, o guerreiro e gigante servo do Senhor, depois de derrotar os profetas de Baal, agora teme, foge e se deprime (1Reis 19.1-4). Quais foram as causas da depressão de Elias?

Primeiro: Ele olhou para as circunstâncias em vez de olhar para Deus (1Reis 19.2-3). A vida dele dependia de Deus, e não de Jezabel. Sua vida e a minha vida, depende de Deus e não de homens.

Segundo: Ele se afastou das pessoas mais próximas na hora em que mais precisava delas (1Reis 19.3b). A solidão não é um bom remédio para quem está deprimido. As pessoas precisam de Deus, mas também precisam das outras pessoas.

Terceiro: A autocomiseração mascarou a visão dele sobre a vida (1Reis 19.4,9) Elias pensou que estava sozinho.

Quarto: o esgotamento físico-emocional (1Reis 19. 4-5). Elias estava fisicamente cansado e emocionalmente exausto.

E como Deus curou a depressão de Elias?

Deus usou quatro expedientes:

Primeiro: Sonoterapia (1Reis 19.5). Uma pessoa deprimida não consegue desligar sua mente. O corpo fica moído, mas a mente não desliga.

Segundo: Boa alimentação (1Reis 19.6). Deus preparou uma mesa para Elias no deserto.

Terceiro: Desabafo (1Reis19.9). Deus mandou Elias sair da caverna, abrir as câmaras de horror do seu coração e espremer todo o pus da ferida.

Quarto: Deus lhe mostrou uma nova perspectiva para o futuro (1Reis 9.15-21). Elias estava vendo a vida pelo retrovisor. Ele olhava com saudosismo para o passado e com desânimo para o futuro. Ele queria morrer, pensando que o melhor da sua vida ficara no passado. Mas Deus mostrou que seu ministério ainda não tinha acabado. Ele ainda precisava ungir um rei na Síria, outro em Israel e um profeta em seu lugar. Elias queria morrer, mas o plano de Deus era levá-lo para o céu sem passar pela experiência da morte.

O melhor de Deus para a vida de Elias ainda estava por vir. Elias queria morrer, mas não sabia o que pedia. Quando estamos deprimidos, pensamos na morte de forma obsessiva. Não porque queremos morrer. Na verdade, queremos viver, mas, como não vemos outra saída senão na morte, então queremos morrer. O que sentimos é uma dor tão profunda que julgamos maior do que a própria morte. Por isso, as pessoas deprimidas flertam com a morte. Mas Deus na sua bondade nem sempre nos dá o que queremos, mas aquilo que necessitamos. Deus não respondeu positivamente à oração de Elias. Ele queria ir para o céu mediante a morte, mas Deus o levou para o céu mediante o arrebatamento.

Elias cumpriu plenamente o seu ministério. Ele acabou a carreira e estava pronto para ir para a casa receber sua recompensa. Na corte de Acabe foi mensageiro de Deus. Em Querite, foi quebrantado por Deus. Em Sarepta, foi lapidado por Deus. No Carmelo, foi usado por Deus. Na caverna, foi restaurado por Deus. Mas no Jordão, foi arrebatado por Deus.

Eu não sei se você tem passado por alguma dor ou tristeza profunda assim como Elias passou, mas uma coisa eu sei. Deus tem o melhor, Ele conhece nossas limitações e fraquezas. Ele pode mudar o rumo de nossas vidas, mesmo que peguemos desvios perigosos. Ele pode fazer milagres que não esperamos.

Quanto a mim, segue em meu coração a esperança de cumprir cabalmente a missão e o ministério que Deus me confiou, mesmo sendo eu infiel e negligente com as coisas Dele. Sinto-me privilegiado em ter sido escolhido por Ele para tão grande missão que é a de Anunciar o Evangelho e testemunhar do amor de Cristo para todas as pessoas que me cercam, não apenas em palavras, mas principalmente em atitudes.

Oração:
“Senhor perdoe-me por meus erros e pecados, quero ser Fiel, mas não sou, quero ser Firme e dedicado, mas também não tenho sido de fato quem o Senhor deseja que eu seja, porque assim como o apóstolo Paulo disse certa vez que – o bem que quero não faço e o mal que não quero isso faço – peço-te que guie os meus passos e realize através de minha vida os teus propósitos, isto é o que mais anseio, ser Teu instrumento neste mundo que tanto sofre por não conhecer a Ti. Em nome de Jesus. Amém”.

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

Jubão 2009

JUBÃO 2009 “verás que o filho teu não foge a Luta”

No sábado passado foi dado inicio à 2ª temporada do Jubão 2009. E o preletor foi o Pr. Tunico (Triball generation), ou o Pr Antonico Carlos. Farei um pequeno resumo do que foi dito:

Ele nos levou a refletir sobre o nosso Bom Combate por Cristo.

*** Estamos Fugindo da luta?
***Abandonando a Batalha?
*** Desistindo do Bom Combate?
*** Amedrontados pelo desafio de lançar as sementes?
***Apáticos e Desinteressados pelo Evangelho?
*** Irrelevantes neste mundo que sofre por não conhecer a Cristo?
*** Acomodados com nossos próprios desejos e planos?
*** Não há nenhum plano de Deus em nossas vidas? Apenas os pessoais?

O que o Pr Tunico fez, foi abrir os nossos olhos para a nossa realidade como jovens que em muitas situações negamos a Cristo, além de estarmos se omitindo da luta pela qual tivemos o privilégio de ser convocados. SOMOS EMBAIXADORES DE CRISTO.

O que devemos fazer então?
LUTAR assim como Davi.

O “pequenino” e “frágil” Davi (aos olhos dos homens)
LUTOU até o fim e venceu Golias e muitas outras batalhas...

Caiu, mas se levantou....
Sofreu.... e foi consolado...

A essência disso tudo é que ELE tinha um coração segundo Deus desejava.

Este é o nosso desafio...
Sábado que vem dia 11 às 20:00 hrs tem mais....

Você deseja fazer diferença?

Tenham uma ótima e abençoada semana,

Grande abraço para todos,

Paulo Berberth


“Tudo que você tiver de fazer faça o melhor que puder, pois no mundo dos mortos não se faz nada, e ali não existe pensamento, nem conhecimento, nem sabedoria. E é para lá que você vai”. Eclesiastes 9.10 (NTLH)

JUBÃO 2009 TEMA: Verás que um filho teu não foge à luta!
Dia 11 - IBCentral – Preletor: Pr. Marcelo Santos
Dia 18 - PIBC – Preletor: Pr. Fabricio Cunha (Pastor de jovens IB Água Branca)
Dia 25 - PIBC – Preletor: Rev. Sandro Baggio (Proj.242).

Com início sempre às 20 horas.

Mais informações: http://www.jubacad.com.br/

sábado, 4 de julho de 2009

Choro Agora e Depois?


“...Bem-aventurados sois vós, que agora choram, pois haverão de rir”. (Lucas 6.21b)

Amados, a alegria que Jesus Cristo dá ao homem é Indescritível, Sublime, Preciosa, não se trata de uma alegria passageira e momentânea como a que o mundo oferece, ela é Eterna. Tal alegria é de uma felicidade que nasce dentro pelo imenso prazer de estar vivendo a melhor de todas as vidas, trilhar o melhor de todos os caminhos.

Jesus não está exaltando a tristeza como virtude. Ele está prometendo que aqueles que choram agora um dia haverão de rir. Seguir Jesus eventualmente traz sofrimento e tristeza para todo discípulo: “Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação” (2Co 4.17)

Seja qual for a razão do seu choro, a fé em Jesus produz em nós a esperança de que um dia "Deus enxugará dos seus olhos toda lágrima" (Ap 7.17) porque o motivo daquela tristeza terá sumido para nunca mais voltar e dará lugar a uma alegria imensa que durará para Eternidade.

“Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens” (1 Co 15.19)

“mas, como está escrito:Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram,nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam”. (1 Co 2.9)

Oração:
“Bendito Pai, obrigado por estas palavras de conforto, refrigério e esperança. Tenho irmãos que sei que neste momento estão preocupados ou tristes. Mas, eu estou tão feliz porque sei que todos eles um dia vão pular de alegria e nunca parar de rir. Vai ser uma festa! Peço-te que continues a Abençoá-los com a Tua maravilhosa Graça e Amor. Em nome de Jesus eu oro. Amém”.

No Amor de Cristo,

Paulo Berberth

quarta-feira, 1 de julho de 2009

O PECADO

Esta aí uma boa definição da ação do pecado em nossas vidas:
"O PECADO sempre nos leva além de onde pensávamos Ir; nos mantém mais tempo do que pensávamos Ficar; e nos custa mais do que pensávamos Pagar"
Minha amiga Filósofa (Ana Vedoato)

"13 Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta. 14 Ao contrário, cada um, porém, é tentado quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. 15 Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte". (Tiago 1.13-15)
Tiago diz: “Cada um, porém, é tentado quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência”. Concupiscência é um desses termos que lemos, repetimos e muitas vezes desconhecemos. Significa “desejo intenso, ardente”. Não é algo momentâneo. Surge depois de acalentado, de ser alimentado. Esse desejo, sendo muito forte, tolerado e estimulado, impele-nos para o pecado. Somos atraídos. O termo engodado é de pescaria. Seu sentido era facilmente identificado por pescadores.

Deleazómenos é o termo grego. É a isca que o pescador utiliza para emcobrir o anzol e atrair o peixe. É bonita, atraente, mas por baixo dela está a morte. É assim mesmo o pecado. Ele nunca se apresenta feio e destruidor, mas sempre agradável e bom. Somos, então, engodados e levados para o mal. A Concupiscência é a mãe do pecado. Por isso que quando caímos, “dá à luz o pecado” e assim como o peixe "morre" ao ser fiscgado pelo anzol que o atraiu e seduzio, o pecado uma vez consumado, "gera a morte". Cabe novamente a definição acima:

"O PECADO sempre nos leva além de onde pensávamos Ir; nos mantém mais tempo do que pensávamos Ficar; e nos custa mais do que pensávamos Pagar"
Oração:
"Senhor, peço-Te perdão, porque infinitas vezes fui "engodado" e caí em pecado, peço-Te forças, sabedoria e entendimento para fugir das ciladas do inimigo e principalmene dos desejos que há meu coração, tudo que há de mal e errado em mim, tira Senhor, para ser usado cada vez mais. Isso é o que eu te peço em nome de Jesus. Amém"
No Amor de Cristo,
Paulo Berberth