quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Quando o Silêncio é Suficiente

QUANDO O SILÊNCIO É SUFICIENTE

Jó, diante dos seus “amigos”, pedindo um julgamento justo, fica evidente que trata-se de uma frase é indiscutivelmente verdadeira:

-- Ah! Antes ficásseis totalmente calados, pois assim passaríeis por sábios (Jó 13.5)

Diga-me: Quando o silêncio é suficiente?

Nós temos uma incontrolável necessidade de falar, embora o momento peça que nos calemos para ouvir. Nós temos uma imperiosa urgência de se explicar, quando o momento não exige explicação, explicação que não temos para dar, que não tem necessidade, quanto mais palavras, mais complicações! Temos uma perigosa paixão por controlar situações, enquanto sabemos muito bem quem está no controle.

domingo, 1 de setembro de 2013

Eu Vivo para Glória de Deus

Eu vivo para glória de Deus
Pastoral nr 028

“Ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou” (2 Coríntios 5.15)

Setembro, mês de Missões Nacionais. O tema deste ano é perfeito. “Eu Vivo para Glória de Deus”. Jesus morreu por todos, com o objetivo de que não vivamos mais para nós mesmos, mas vivamos para ELE. O Pr. Martin Luther King, Jr. disse certa vez: “O homem que não está disposto a morrer por uma causa não é digno de viver”.

O apóstolo Paulo disse: “Já estou crucificado com Cristo. Portanto, não sou mais eu quem vive, mas é Cristo quem vive em mim. E essa vida que vivo agora no corpo, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim” (Gálatas 2.20).

Eu vivo para glória de Deus


Eu vivo para glória de Deus
Pastoral nr 028

“Ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou” (2 Coríntios 5.15)

Setembro, mês de Missões Nacionais. O tema deste ano é perfeito. “Eu Vivo para Glória de Deus”. Jesus morreu por todos, com o objetivo de que não vivamos mais para nós mesmos, mas vivamos para ELE. O Pr. Martin Luther King, Jr. disse certa vez: “O homem que não está disposto a morrer por uma causa não é digno de viver”.

O apóstolo Paulo disse: “Já estou crucificado com Cristo. Portanto, não sou mais eu quem vive, mas é Cristo quem vive em mim. E essa vida que vivo agora no corpo, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim” (Gálatas 2.20).