segunda-feira, 28 de setembro de 2009

“Façamos o bem, sem olhar a quem”



“E não nos cansemos de fazer o bem, pois a seu tempo colheremos, se não houvermos desfalecido”. Gálatas 6.9


Dedico este artigo aos guerreiros e meus brothers de ministério que tanto admiro. Estou me referindo à galera da Seara Urbana. Ministério que tem feito diferença na vida de muitas pessoas nas ruas e becos e bocas de Campinas, interior de SP e também tem edificado a vida de todos que de alguma forma contribuem para que esta maravilhosa obra aconteça, inclusive a minha. Admiro a vida de todos, pois eu mesmo não tenho tamanha coragem, ousadia e dom para lidar com pessoas tão especiais que são discriminadas tanto pela sociedade quanto pelas igrejas. Sim, eles mandam ver com os moradores de rua, travestis e prostitutas. Que este arqui seja motivo de edificação para vida de todos que lerem e toda honra e glória seja dada à Jesus Cristo, o Senhor e Salvador de nossas vidas.


Introdução

Somos servos de Cristo e como todo servo dedicado à obra do Evangelho, nada mais natural do que desejar ver os frutos do nosso trabalho. Observar as sementes que plantamos com tanto amor crescendo e amadurecendo e produzindo bons frutos. Melhor ainda, é ver os nossos frutos vendo os seus próprios frutos – multiplicação – que gostoso! Isso realmente é muito bom, não é verdade? E quando uma semente não dá seus frutos, quando ela é sufocada pelas pedras, pelos espinhos ou perdida pelo caminho e não germinam, pois não caíram em boa terra, ficamos muito tristes, pois é como se tivéssemos perdido um filho.

O texto de Gálatas 6.9 ao meu entender reflete bem a missão da SEARA URBANA e quero pensar baseado nele, em três POSTURAS que devemos ter diante deste desafio tão grande de anunciar as Boas Novas de Cristo.

  • Qual deve ser então a nossa POSTURA diante deste Desafio?

“E não nos cansemos de fazer o bem, pois a seu tempo colheremos, se não houvermos desfalecido”.


A 1° Postura é Compreender o que é “fazer o bem”.

Que bem que Deus deseja que você faça? Qual a importância de fazer o bem? Como deve ser praticado o bem? De uma forma prática, identifico pelo menos dois aspectos:

  • Fazer o Bem na área Material;


  • E fazer o bem Espiritual.


1. O BEM MATERIAL

Tiago fala sobre este bem:
“15 Se um irmão ou uma irmã estiverem carecidos de roupa e necessitados do alimento cotidiano, 16 e qualquer dentre vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, sem, contudo, lhes dar o necessário para o corpo, qual é o proveito disso?” (Tiago 2.15-16)

O que Tiago está querendo dizer e o que acontece muito em nossas igrejas é entender que não adianta bater nas costas da pessoa necessitada e dizer “vai em paz”, “Deus te abençoe”. Ou usarmos aqueles jargões de crentes. “Deus tem um propósito na tua vida”. Só que vira as costas e não supre a necessidade. Tiago dá o seu alerta:
“Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando”. (Tiago 4.17)

Lembre-se que Jesus disse que aquele que faz o bem para o próximo, na verdade faz para ele. (MT 25. 34-40). E “há situações que 1º é necessário alcançar o corpo e a boca da pessoa, para então, depois alcançar o coração”


2. O BEM ESPIRITUAL

Leia o texto de Colossenses 3.12, 14, 16-17 transcrito abaixo:

“12 Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade”.

14 acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição.

16 Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração. 17 E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.

Devemos saber ouvir muito mais do que falar. E ao falar, que seja com Sabedoria para Edificação da pessoa. Saber Quando falar; O que falar e Como falar. Saber entender a Pessoa e seus problemas. Ter Empatia e Compaixão. Ser amigo e companheiro. Instruir na palavra de Deus, buscando a edificação do próximo.

Fazer o Bem é Amar o próximo. E SEM AMOR qualquer ação de nada vale (1Co 13).

A 2º Postura é Visualizar “A colheita” que é nosso alvo!

Como na maioria dos casos, Deus nos dá uma promessa mediante uma posição de obediência. Para que a colheita seja realizada existe uma condição: Qual é a condição proposta no texto?
“colheremos o bem que semearmos, desde que não desanimemos ou abandonemos a causa”.

Muitos desistem, e por vários motivos assim como em qualquer outro ministério na SEARA URBANA não é diferente, se fossemos contar quantos passaram ou apenas visitaram, quiseram conhecer o trabalho, outros se apaixonaram pelo ministério e fizeram promessas de participação e empenho, mas por alguma razão desistiram. Quais são as possíveis razões?

Você pode Desanimar se achar que deve ser RECONHECIDO

  • CUIDADO: Qual é a Motivação do seu coração ao Fazer o bem?

Sabemos que O reconhecimento vem de Jesus, não temos que esperar reconhecimento por aquilo que fazemos. E apenas Jesus é merecedor de toda Honra e toda Glória. Sinta-se FELIZ por isso ao participar do ministério. Lembro-me das palavras de João Batista quando questionado sobre os Batismos que Jesus realizava, ele disse:

“O que importa é que Ele cresça e eu diminua” João 3.30.
Devemos ser Humildes.

“Junto da Humildade está a dedicação”


A Falta de dedicação é o Relaxo.

“Maldito é aquele que fizer a obra do Senhor relaxadamente” Jeremias 48.10

“Tudo quanto vier a tua mão para fazer faça com todas as tuas forças...” Eclesiastes 9.10a

Seja Perseverante, Dedicado, Humilde, Dê o Melhor para Jesus. ELE Merece. Qualquer coisa que você dê para Jesus que seja menor que a tua própria vida será pouco. Afirmo isso, porque Jesus merece o melhor de nós e o que temos de mais precioso é a nossa própria vida. Pense nisso!


A 3° Postura é Saber que “O TEMPO” da colheita pertence a Deus.
“E não nos cansemos de fazer o bem, pois a seu tempo colheremos, se não houvermos desfalecido”.
A palavra usada é Kairós. Significa o Tempo “certo”, “próprio”, “oportuno”, “favorável”. O TEMPO de DEUS.

Outra desistência da obra é por falta de entendimento e paciência em esperar o crescimento do fruto no seu kairós. Nossa tendência é ver os frutos rapidamente e isso nem sempre acontece.

UM ALERTA:

  • Podemos achar que o erro é nosso.


  • Surge um sentimento de culpa, pois os frutos não aparecem e você pode ser cobrado por isso.

Você deve saber esperar o tempo certo para a colheita e que nem todas as sementes irão frutificar, exatamente porque nem todas caem em boa terra. Você deve entender que o tempo pertence a Deus e não a nós. Assim como as árvores que tem o tempo certo para o plantio, para a poda, para frutificar e para a colheita. Deus é quem faz a semente crescer e a cada uma faz de maneiras especificas e diferentes

O apóstolo Paulo disse:
“Eu semeei, Apolo regou, mas Deus deu o crescimento. Portanto, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus que dá o crescimento.” (Coríntios 3.6-7)

“há tempo para todas as coisas” Eclesiastes 3.1

Lembre-se que a Palavra de Deus nunca volta vazia ela é poderosa e cumprirá o propósito dela na vida das pessoas a quem fizer bem. Sua missão portanto é fazer o bem é lançar as sementes. Por isso:

“não se canse de fazer o bem, pois a seu tempo colherá, se não houver desfalecido”.

Não desista, não desanime. “Faça o bem, sem olhar a quem”.

No amor de Cristo,
Paulo Berberth.
____________________________________________________
Você pode ter mais informações deste lindo ministério através dos contatos abaixo:

Site: http://www.searaurbana.com/
Blog. http://searaurbana.blogspot.com/
Email: contato@searaurbana.com
You Tube: http://www.youtube.com/watch?v=E3kPUcIRwns
Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=27792127
Twitter: http://twitter.com/searaurbana
Fotos: http://picasaweb.google.com/searaurbana

domingo, 27 de setembro de 2009

Aos Cansados e Sobrecarregados

“Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso”. Mateus 11.28 (NVI)


Este texto é maravilhoso, foi através dele que eu entendi a mensagem do Evangelho e decidi dar a minha vida para Jesus. Mas porque deste convite? Em qual situação Jesus está fazendo ele? Sugiro aqui que façamos uma leitura panorâmica do capítulo para entendermos o contexto.
  • No capítulo anterior Jesus envia os doze;

  • Capitulo 11 v.10 Jesus dá Testemunho de João Batista para as multidões;


  • V. 15 um alerta – Jesus usa a expressão “quem tem ouvidos para ouvir, ouça”;


  • Vs. 18-19 o povo zomba e afronta João Batista e o próprio Jesus;


  • Vs.20-24 Jesus fala das cidades obstinadas que não creram na sua mensagem e nem nos milagres realizados;


  • V.25 Jesus afirma que apenas os humildes se rendem à sua palavra, que não fora revelada aos sábios e eruditos, mas aos pequeninos;

Chegamos ao nosso Texto é assim neste contexto que Jesus faz o melhor de todos os convites feitos em todas as épocas. Ele diz: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso”.

JESUS é A única fonte de descanso e alívio. Hoje em dia você pode procurar soluções com remédios e tratamentos, diversões e relacionamentos, bens e bênçãos de todos os tipos, pessoas ou coisas, ou quem sabe hábitos e qualquer coisa que “solucione” o seu problema. Porém, mais cedo ou mais tarde, você descobrirá que estas “soluções” não resolvem, não preenchem, não suprem e não duram, são vazias e passageiras. A única solução é Jesus.

Perceba que o chamado de Jesus não é para a Bíblia nem a Igreja, (apesar dele hoje utilizar-se delas) nem para um encontro Social ou Festa. O chamado é para Jesus. O que você precisa é a pessoa de Jesus – em intimidade, em plenitude, em verdade e em espírito. Em Jesus e com Jesus você encontrará a solução singular, o único que nos preenche e nos dá o verdadeiro descanso. Você já se sentiu sobrecarregado? Já duvidou da sua chance de ser perdoado? Já custou acreditar que Deus poderia lhe querer? Você é o tipo da pessoa que Jesus está chamando.

Não é por suas vitórias e sucessos, suas conquistas ou méritos que Cristo lhe quer. Ele lhe quer porque você chegou ao ponto em que viu que nunca terá essas coisas, ou porque viu que elas simplesmente lhe deixaram mais vazio ainda. Está de mãos vazias? Está de coração partido? Está esgotado, sem mais nada para dar? Está pronto para Jesus? Ele está pronto para você. Venha!

Quero ainda apontar a razão, ou pelo menos uma das razões pela qual as pessoas não aceitam este Convite:

“Corações Endurecidos”.


Jesus não obriga ninguém segui-LO, Ele perdoou o que as cidades fizeram ao ignorá-lo – ELE FAZ O CONVITE PARA TODOS. Ele olha a sua situação. Ele quer preencher o vazio e lhe dar alivio e carregar seus fardos. Depois disso tudo, qual será a sua atitude?


“Busque ao Senhor enquanto se pode achar, Invoque seu nome enquanto está perto” (Isaías 55.6)



Oração:
“Pai Santo, maravilhoso Deus, Jesus é tudo para nós. Ele é a fonte da nossa energia, a razão do nosso viver, e o nosso descanso no final do dia. E quando chegamos ao fim das nossas forças, ele está lá. Ele nos recebe e nos ampara. Ele nos consola e nos preenche. Obrigado Jesus, não apenas pelas coisas que realizas por nós, mas pricipalmente por quem TU ÉS e SIGNIFICA. Em nome do Cristo agradeço. Amém”.

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Tens Esperança?


“Feliz o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR”. (Jeremias 17.7)

Em 2007 estava à caminho de Sorocaba-SP, uma cidade que fica cerca de 115 km de Campinas. Numa de minhas idas e vindas sentou-se ao meu lado uma moça, e como eu estava lendo um Livro sobre Filosofia da Religião, ela perguntou sobre a leitura, se estava gostando e se entendia do assunto. Nessa época esta no final do 3º ano do Seminário, mas não falei isso logo de cara, fiquei curioso para saber onde iria parar a conversa.

Perguntei o que ela fazia em Campinas. Ela disse que estava em Campinas para estudar, mas que a família era de Sorocaba. Fazia Filosofia e estava super empolgada com as coisas que estava aprendendo no seu curso, pois estava confirmando vários dos seus pensamentos. Falamos de alguns pensadores e algumas linhas de pensamento, e não demorou muito para o assunto mudar para “religiões”. Ela deu as primeiras pinceladas de sua posição a respeito de religião. Achei super inteligente, desenvolvia muito bem seu raciocínio, porém totalmente distorcido da realidade de Deus. Ela se julgava atéia, mesmo que seu discurso em alguns momentos deixou resquícios de que sua “fé”, na verdade estava apenas abalada e frustrada por causa de más experiências.

Então ela disse que a religião oprime as pessoas e faz delas pessoas alienadas e burras, não pensantes. E disse que este papo de Deus é uma grande besteira e que se Deus existisse mesmo ela não estaria passando por tantos problemas particulares em várias áreas de sua vida. Bom como sempre gosto de fazer, deixei ela falar e discursar sobre seu pensamento. Enquanto isso, fui articulando as minhas respostas e como deveria responder aos seus questionamentos. Fiquei em oração o tempo todo e ela falando talvez por quase 1 hora e então ela parou e disse: O que você acha de tudo isso? Não acha que é verdade essas questões que levantei?

Aí olhei para ela e disse: Posso fazer uma pergunta?
Ela numa posição firme e um tanto quanto orgulhosa por ter falado tanto e ter mostrado um “bom” domínio sobre o assunto, respondeu:
- Claro diga. E com um sorrisinho irônico completou. Estou preparada!
Agora era a minha vez de falar. Não poderia perder essa oportunidade, então disse:

Qual é a tua esperança?
Se você tem esperança. Onde está a tua esperança? Em quem? No que?

O engraçado é que ela me olhou, talvez surpresa com a pergunta e ficou sem resposta, não sabia o que me dizer. Então ela baixou a cabeça e me perguntou. Paulo, qual a tua esperança? Eu não tenho resposta para a tua pergunta.

Então pude explicar a lógica sobre Deus e a Esperança Futura que todos aqueles que Esperam no SENHOR, que Crêem em JESUS CRISTO como Senhor e Salvador podem ter. Automaticamente me lembrei de alguns textos bíblicos, peguei a Bíblia e expliquei o plano da salvação, usando até alguns de seus pensadores preferidos para expor as falhas do conceito de Deus que ela tinha.

Bom o resultado dessa conversa eu não sei muito bem, porque ela se portou ainda muito resistente ao Evangelho, mas no mínimo, no mínimo... ela ficou com muitos problemas filosóficos para resolver e outra, a Palvra de Deus não volta vazia e como o apóstolo Paulo escreveu certa vez:
“... todavia, não me envergonho, porque sei em quem tenho crido e estou certo de que ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele Dia”. (2 Timóteo 1.12)


De que adianta ter tanto conhecimento se não há a esperança futura mais gloriosa de todas?

Oração:
“Senhor, que maravilhoso é saber que tenho uma esperança Real e Verdadeira, e que nenhum outro conhecimento deste mundo pode superar o conhecimento dos teus ricos propósitos. Sinto-me privilegiado em ser portador e anunciador das tuas Verdades Eternas. Peço-te que me ajude a aproveitas as oportunidades para anunciar-te e também de criá-las quando for necessário. Em nome de Jesus. Amém!”

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Um Quebrantado Coração


“Sacrifício aceitável ao Senhor é o espírito quebrantado; ó Deus, Tu não desprezarás o coração quebrantado e arrependido” Salmo 51.17

O pano de fundo deste Salmo pode ser lido em 2Samuel 11. Davi cobiçou a mulher de Urias, Bate-Seba, deu uma ordem criminosa para se livrar do marido dela:

“De manhã, Davi enviou uma carta a Joabe por meio de Urias. Nela escreveu: "Ponha Urias na linha de frente e deixe-o onde o combate estiver mais violento, para que seja ferido e morra". (2Samuel 11.14-15).

Morto Urias, tudo parecia resolvido. Mas Natã o acusou: 2Samuel 12.1-9. Davi caiu em si e compôs dois salmos parecidos o 32 e este. A história não acabou. Alguns dizem que depois disto Davi nunca mais foi o mesmo. Tal declaração ignora a Bíblia. E desconhece a graça de Deus. Deus o perdoou e continuou com ele: 2Samuel 12.24-25. As pessoas se centram nos erros de Davi, mas o foco central é a Graça de Deus. Este é o ensino do Salmo. Deus nos perdoa, Ele nos aceita e nos ama.

Há alguns problemas de compreensão a respeito da Graça de Deus, do seu perdão e o arrependimento do pecador. Como já mencionado, Davi após seu pecado revelado, caindo em si clama pelo perdão de Deus em profunda tristeza, porém demonstrando arrependimento genuíno que Deus aceita, que é um coração quebrantado.

Muitos não se sentem perdoados, pois o sentimento de culpa é maior do que crer no perdão de Deus e por isso sofrem. Outros confundem o Arrependimento com Remorso, sentem pelas conseqüências do pecado e não pelo pecado. E tem aqueles que Julgam os outros se estão ou não arrependidos.

Creia no perdão de Deus – “Não é mais puro aquele que nunca se suja, mas aquele que sempre se limpa”. Cuidado com o moralismo, ele acaba com a Graça de Deus.

O Seu pecado deve levá-lo ao Arrependimento genuíno, por isso “cuidado se quando pedir perdão tornou-se uma rotina, minha sugestão é experimente parar de errar”. O arrependimento genuíno leva à mudança de atitude e mentalidade.

Cuidado ao Julgar o arrependimento do próximo, afinal Deus vê o coração e como disse Davi neste maravilhoso Salmo: “...Tu não desprezarás o coração quebrantado e arrependido”. Claro que a Bíblia diz que pelos frutos conheceremos as árvores, mas Deus mais cedo ou mais tarde trará à tona o que está no coração da pessoa, não cabe a nós assumirmos o papel de Deus. Não nos esqueçamos disto.

Oração:
“Senhor, peço-te que me ensine a reconhecer os meus pecados, confessá-los A Ti e abandoá-los. Senhor obrigado por tua maravilhosa Graça, Te Louvo e Te agradeço pois creio que o Senhor jamais rejeitará um coração quebrantado. Em nome de Jesus. Amém!”.

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Atletas por Cristo


“ 23 Tudo faço por causa do evangelho, com o fim de me tornar cooperador com ele. 24 Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. 25 Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível. 26 Assim corro também eu, não sem meta; assim luto, não como desferindo golpes no ar. 27 Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado”. (1Coríntios 9.23-27)

Hoje estava em casa e por volta das 19h00min resolvi dar uma volta, perto de casa tem uma avenida enorme e o bom disso que quando saio para caminhar vou até um condomínio muito bonito e depois volto, só que fazia um bom tempo que não fazia isso, então resolvi correr. Tenho uma amiga que corre, a Camila e certa vez disse para ela que correr é chato se não tiver companhia e ela com certeza disse o contrário. Hoje mudei de idéia.

Nesta minha corrida, fui pensando em algumas coisas, refletindo sobre minha vida sobre o cristianismo e me veio este texto em mente, pensei: Como temos que estar preparados para praticar certas coisas! (falo isso porque devo ter conseguido correr alguns metros, não vou mencionar a quantidade, pois passaria vergonha). Quero comparar com nossa vida cristã. É exatamente isso que o apóstolo Paulo fez.

v. 23 “Tudo faço por causa do evangelho...” Ele já começa arrasando com as palavras e mostra seu objetivo “...com o fim de me tornar cooperador com ele”. O apóstolo Paulo queria ser participante da obra de Deus e desde sua conversão já demonstrou total disposição, relembrando... “Jesus o encontrou e disse: Saulo, Saulo, por que me persegues? Saulo Perguntou: quem és tu, Senhor? Jesus respondeu: Eu sou Jesus, o Nazareno, a quem tu persegues. E Paulo disse: que farei, Senhor? Já se colocou diante de Jesus “Que farei, Senhor?”. Às vezes isso passa batido quando lemos o texto, são detalhes importantes que fazem a diferença no contexto.

v. 25 “Todo atleta em tudo se domina...” Para alcançar o objetivo, para não desfalecer no meio da prova, há necessidade de domínio e perseverança. Os atletas utilizam-se de várias táticas e meios para terem um bom condicionamento físico e bom preparo, só dessa forma obterão bons resultados.

v. 26-27 “Assim corro também eu, não sem meta; assim luto, não como desferindo golpes no ar. Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado”.

Assim o apóstolo Paulo conduzia seu ministério, foi sábio, perseverante, não desistia fácil, alias nunca desistiu, certa vez apanhou e muito, foi arrastado para fora da cidade, ele se levantou e entrou novamente na cidade para pregar o evangelho. No final de sua vida, do seu ministério disse: “Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé”. Um atleta que venceu, que percorreu toda a prova da melhor maneira que um atleta deveria correr, completou a prova, foi até o final e manteve-se ligado à verdadeira razão de sua corrida, que é a cooperação e participação no evangelho.



E a nós só cabe, TUDO dedicar, ter a mesma atitude do apóstolo Paulo, o mesmo desejo, o mesmo sonho e alvo. Que honra fazer parte de uma geração que serve a Deus e que busca fazer diferença ao mundo, mostrando através de nossas próprias vidas o efeito que o evangelho nos trouxe. Que o Senhor nos fortaleça e Use.



Oração:“Senhor como é difícil ser perseverante no meio de tantas provas, por várias vezes desfalecemos, mas peço a Ti que nos fortaleça e nos dê a visão correta de servos dedicados para que tenhamos participação no evangelho de Cristo, peço que nos use e que possamos ser bênçãos nas vidas de todos que nos cercam. Em nome de Jesus, amém!”.
No amor de Cristo,

Paulo Berberth

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

A Lâmpada de Deus

“A Tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho”. (Salmo 119.105) NVI

Imagine um carro descendo uma ladeira “daquelas” que até com freio de mão é perigosa, à noite e sem os faróis. Qual a probabilidade de haver um acidente? Com toda certeza a probabilidade é muito grande. Assim também é a nossa vida, a palavra de Deus é o nosso manual. É o nosso “farol”. Ela nos guia iluminando os nossos passos, clareia todo o caminho e assim andamos em segurança, desviando dos buracos e das pedras pelo caminho. O que é mais impressionante é que, por ela ser pratica, o resultado será sempre o que nela estiver escrito. Cumpriu está lá, não cumpriu está lá também.

Jesus alertou sobre ouvir e praticar a suas palavras:
“26 E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia; 27 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína”. (Mateus 7.26-27)

Tiago também manda seu recado:
“22 Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. 23 Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; 24 pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência”. (Tiago 1.22-24)

Em ambos os casos, quando não há a pratica da palavra de Deus, o resultado aparece e não é nada bom. Jesus chama o homem de insensato, delirante, irresponsável, louco. Pois ninguém constrói casas sobre areia, não é seguro, não tem firmeza, não é um bom alicerce, pois à qualquer momento ela poderá ser destruída. Tiago fala de algo interessante, ele compara aquele que não pratica a palavra de Deus com um homem que se olha no espelho logo se esquece de sua aparência. É pouco provável que alguém se esqueça de como é, até porque, na verdade, lembramos de muitos detalhes, principalmente dos defeitos.

Pois bem, Seja sábio! Busque na palavra de Deus as respostas para a sua vida. Leia, Ouça, Aprenda, Estude, Aprofunde-se, mas acima de tudo PRATIQUE a palavra e não despreze os ensinamentos do Senhor. Se lembrarmos, noutra ocasião Jesus disse que é o nosso amigo e nós somos amigos Dele se fizermos o que Ele nos manda. Você tem sido amigo de Jesus? Sua vontade é BOA, PERFEITA e AGRADAVEL e o resultado de se cumprir é sempre abençoador. Creia, não duvide disso.

Oração
“Senhor, me ajude a ser praticante e não apenas ouvinte da TUA palavra, e assim irei edificar a vida de outras pessoas e mostrar os resultados abençoadores de obedecê-LO. Em nome de Jesus Cristo que eu oro. Amém!”

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Pensamentos e Atitudes


"Portanto, em nome do Senhor eu digo e insisto no seguinte: não vivam mais como os pagãos, pois os pensamentos deles não têm valor," (Efésios 4:17 NTLH)

Nós sempre ouvimos que “se conselho fosse bom era vendido e não dado”, mas parece que o apóstolo Paulo não concordava com isso nem um pouco. Neste texto ele coloca as coisas com ênfase de ordem e não sugere; ele afirma e insiste. Neste caso, duas lições fundamentais e de alta seriedade precisam ser aprendidas:

Os pagãos vivem do jeito errado e isso não deve ser copiado de forma alguma;
São os pensamentos que definem nossa maneira de viver.

É bem verdade que precisamos de firmeza para viver uma vida que seja minimamente exemplar, pois é obviamente mais fácil estarmos em perfeita sintonia com nosso próprio ego do que com qualquer outra coisa. Para ter uma vida que não causa admiração em ninguém, basta continuar respirando, mais ainda neste mundão globalizado de hoje em dia em que uma mensagem é anunciada e em questão de segundos o mundo já está sabendo. Mas para causar impacto, para ter relevância, para ser exemplar, para fazer a diferença causando mudança e transformação – a coisa é bem diferente.

Preciso ter pensamentos que me levem a ter atitudes que no mínimo, façam com que quem me observe tenha a impressão de que comigo tudo vai bem por causa da minha fé, mesmo quando não vai bem. Não por ser falso, não por fingimento, mas porque a maneira de lidar com as coisas é a mesma quando tudo vai bem ou vai mal. As minhas práticas levam as pessoas a entender que não tenho pensamentos maldosos e isso causa algum benefício.

Para cultivar bons pensamentos que levam a boas atitudes é como na lavoura, a gente planta e colhe o que plantou. No meio vem praga, vem mato, vem erva ruim. Estas são da natureza e devemos arrancar e jogar no lixo. Isso 24 horas por dia, todos os dias da nossa vida. Vale a pena dizer que não estou falando de “pensamentos positivos”, estou me referindo a pensamentos divinos como em Filipenses 4.8 “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento”. Tem esforço envolvido, mas o resultado vale a pena.

Oração:
"Pai, não permita que eu me perca do objetivo de Te agradar e viver diferente dos que não te conhecem. Ensina-me a semear pensamentos para ter atitudes que fazem diferença neste mundo que tanto sofre por não conhecê-lo. Em Nome de Jesus. Amém!"

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

sábado, 12 de setembro de 2009

Esperando no Senhor

Salmo 40.1-3 “1Esperei confiantemente pelo SENHOR; ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro. 2 Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama; colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos. 3 E me pôs nos lábios um novo cântico, um hino de louvor ao nosso Deus; muitos verão essas coisas, temerão e confiarão no SENHOR”.

"Se a vitória só vem no fim da prova, o que acontece conosco até lá?"

Podemos dizer que o tratamento acontece dentro da prova, no tempo em que a pessoa está esperando o livramento de Deus. O que faz alguém vencedor não é uma vitória imediata, no primeiro “round” da luta; é justamente a espera que produz na pessoa este tratamento. Vivemos na época dos instantâneos.

Comida pronta congelada que em poucos minutos se prepara num forno microondas, ou o famoso “Fast-food”. Fico impressionado com o avanço da comunicação, na idade média eram usados os mensageiros, que percorriam longas distancias para entregar as vezes um recado, os correios facilitaram a nossa vida com as cartas, entregas de encomendas. O surgimento do telefone, do Fac-símile (Fax), e hoje em dia contamos com ferramentas ainda mais eficazes, basta alguns segundos e você fala,vê e ouve uma pessoa do outro lado do mundo através do MSN, Skype, E-mail, outros comunicadores como o Orkut, Blogs, Sites, Myspace, e agora há novo meio de comunicação o Twitter, e outras coisas mais.

Nossa geração não sabe ser paciente. E por causa disto não sabemos esperar; vivemos ansiosos, afobados e fazendo de tudo para ganhar tempo. Só que quando as provas e tribulações chegam, achamos que as orações têm que ser todas instantaneamente respondidas e que tudo deve se resolver com urgência; mas como na maioria das vezes não acontece assim, acabamos nos desesperando. Precisamos aprender a esperar, pois a espera produzirá preciosos frutos em nós se o permitirmos.

Entre toda promessa de Deus e seu cumprimento há um intervalo. Este intervalo é um período de espera até que tudo se cumpra, nem sempre exatamente da forma que esperamos, mas se cumpre. O mesmo se dá na adversidade. Entre o começo dela e seu fim há um intervalo, em que devemos esperar. A espera vai produzir mais resultados dentro de nós do que aquilo que veremos fora de nós neste tempo. Muita gente acha que a espera é uma desculpa dos que não crêem na intervenção imediata de Deus, mas na verdade ela é uma marca na vida daqueles que crêem! A espera não é sinal de derrota ou de falta de fé, mas parte da operação da própria fé. É o período quando Deus estará trabalhando nosso caráter e fé.

A espera nos amadurece, não passar o período de espera significa não estar pronto para a herança. O filho pródigo que o diga! Não quis esperar a hora certa de receber a herança, e ao antecipar-se ao momento devido, demonstrou não estar ainda preparado para o que tinha direito de receber. E justamente por não estar preparado acabou perdendo tudo: o dinheiro, o tempo fora de casa, sua moral e dignidade.

Verdadeiramente temos bênçãos preparadas e prometidas por Deus, temos uma “herança” à receber. Mas não encontramos em lugar algum da Bíblia qualquer alusão à posse instantânea delas. Quando esperamos em oração e fé algo da parte do Senhor, estamos amadurecendo para que possamos estar à altura daquilo que viermos a receber.


Não pare de crer no que Deus pode e quer fazer em sua vida. Se não acontecer imediatamente após a sua oração, persevere em buscar ao Senhor e crer que Ele age mesmo que você não perceba “visivelmente” Ele agindo. Espere n’Ele e, ao fim do período de espera, descobrirá que enquanto aguardava no Senhor, Ele não apenas agiu nas circunstâncias, mas também o levou a alcançar mais maturidade. E aconteça o que acontecer, saiba que Deus é soberano sobre todas as coisas a ponto de levá-lo a lucrar em qualquer situação: “Todas as coisas cooperam para o nosso bem...”

Oração:
“Senhor, nos ensine a esperar e descansar em ti. Ensina-nos a Crer que o Senhor tem o melhor e que Tudo mesmo Coopera para o nosso bem. Em Nome de Jesus Amém!”.

No amor de Cristo,

Paulo Berberth