segunda-feira, 18 de julho de 2011

A influência da Igreja no Mundo


Mensagem do dia 17/07/2011 (Domingo /noite)

Introdução

Sempre ouvimos dizer que A igreja é uma agência do reino de Deus no mundo. Ela está no mundo, mas não é do mundo. A igreja não é uma instituição puramente humana; ela tem sua origem em Deus, nasceu no coração de Deus. A igreja é como um lírio que cresce no lodo, santa num mundo corrupto. A igreja tem o ministério da reconciliação num mundo marcado pelo ódio e guerras. A igreja deve fazer a diferença num mundo indiferente. A igreja está firmada em Cristo e caminha para a Glória, enquanto o mundo jaz no maligno e marcha rumo à perdição eterna. Todavia, através da Igreja de Cristo o mundo pode ter outro destino.

Hoje vamos refletir sobre a influência que a Igreja tem no mundo, ou sobre a influencia que ela deveria ter. E para atingirmos nosso objetivo, vejamos três figuras que ilustram a sua influência no mundo:


1. A Igreja é SAL da Terra

“Vós sois o sal da terra; mas se o sal perder suas qualidades, como restaurá-lo? Para nada mais presta, senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens” (Mateus 5.13).

Jesus disse: “Vós sois o sal da terra”. O sal é tanto um conservante quanto também um intensificador do sabor. O sal tem o poder de preservar da decomposição, alguns alimentos são guardados no sal, ele conserva por mais tempo o alimento. O Sal neste sentido é como um elemento anti-séptico que inibe o processo da corrupção (Por exemplo: Os medicamentos anti-sépticos combatem, inibem, detêm o crescimento das bactérias em nosso organismo).
A igreja deve ser uma força preventiva no mundo. Sua presença no mundo deve inibir, combater o processo desenfreado da maldade induzido pelo pecado. A igreja presente no mundo é a manifestação da Graça de Deus. A igreja deve ser um Espelho da Graça, refletir a graça de Deus ao mundo. Se a igreja não existisse, o mundo já teria se afundado de forma irremediável no pecado.

Jesus, porém, alerta para o perigo do SAL perder o seu poder de salgar. Aqui neste sentido, o Sal deve dar o bom Sabor de Cristo ao Mundo. O Sal que não salga só presta para ser pisado pelos homens, ele não pode perder seu poder. Ele deve cumprir sua função.

O Sal no saleiro não protege da corrupção o mundo à sua volta. O Sal no saleiro é inútil, não cumpre seu propósito principal. “A igreja não é sal da igreja, ela é sal da terra”. Tanto é que o termo “Ekklesía” (Igreja em grego – língua que foi escrita o Novo Testamento) significa: “Chamados para fora”.
Portanto, a Igreja deve dar sabor ao mundo. A Igreja não é sal no saleiro, ela é sal no mundo. Ela não é sal inútil e insípido, ela é sal que coíbe o mal e dá sabor à vida.

• Que sabor você tem dado ao mundo?
• Você tem sido agente de preservação para aqueles que perdidos estão?

2. A igreja é LUZ do mundo

“14 Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte. 15 nem os que acendem uma candeia a colocam debaixo de um cesto, mas no candelabro e assim ilumina a todos que estão na casa. 16 Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai, que está no céu” (Mateus 5.14-16).

A igreja tem o poder interno de salgar e o poder externo de influenciar. A igreja mostra a direção. A luz existe para se manifestar, para aparecer, é como um farol que reluz fortemente para guiar os navios. Jesus faz outra comparação: “Vós sois a luz do mundo”. E essa luz é como uma cidade no alto de um monte; é impossível escondê-la. Os que acendem uma candeia (velas) não a colocam debaixo de um cesto (alqueire), mas no candelabro e assim ilumina a todos que estão na casa.

Lucas usa outra expressão: “Ninguém acende uma candeia e a cobre com uma vasilha, nem a põe debaixo da cama, mas coloca no candelabro para que os que entram vejam a luz” (Lucas 8.16).

A luz é símbolo de pureza, conhecimento e verdade. A luz tem o poder de apontar a direção. O mundo está em trevas, pois “o diabo cegou o entendimento dos incrédulos” (2Co 4.4). Os ímpios vivem no reino das trevas, não conhecem a Deus. Aqueles que vivem nas trevas nem sabem em que tropeçam. Eles estão caminhando para a morte, mas não sabem para onde vão, não tem idéia de com será o seu futuro. Uma pessoa pode até viver sem Jesus Cristo, no entanto, ainda mais doloroso será morrer sem ELE.

É nesse berço de cegueira que a igreja deve se levantar como luz do mundo. A igreja conhece o caminho e deve apontá-lo para os que não sabem. A igreja conhece a verdade e deve proclamá-la àqueles que vivem no engano. A igreja conhece a vida e deve compartilhá-la com aqueles que estão ainda mortos em seus delitos e pecados. A igreja é a luz do mundo, que anuncia Jesus aos perdidos, a verdadeira luz dá visão aos cegos.

v. 16: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai, que está no céu”.

• Você tem sido luz para o mundo?
• Sua luz tem dado a direção de Cristo aos perdidos?


3. A igreja é o PERFUME de Cristo

“14 Mas, Graças a Deus, que em Cristo sempre nos conduz em triunfo e por meio de nós manifesta em todo lugar o aroma do seu conhecimento; 15 porque para Deus somos o bom aroma de Cristo, tanto entre os que estão sendo salvos como entre os que estão perecendo 16 Para estes, somos cheio de morte para morte, mas para aqueles, aroma de vida para a vida. E quem está preparado para essas coisas?” (2 Coríntios 2.14-16).

A igreja é o perfume de Cristo e o perfume tem o poder de atrair as pessoas. O perfume é sempre notado. Jamais passa por despercebido. Assim é a igreja. Ela é o bom perfume de Cristo, tanto nos que são salvos como nos que se perdem. É vida eterna para os que são salvos e morte para os que estão à caminho da morte eterna.

A grande verdade é que a igreja nunca é neutra. Sempre exala o cheiro de Cristo. Ela é responsável para anunciar a Palavra de Deus, que sai de sua boca como uma espada de dois gumes, para atingir o seu propósito e não volta vazia. Ela anuncia salvação aos arrependidos e morte aos incontritos. A igreja como embaixadora de Deus, tem a função de levar o perdido à reconciliação com o Pai, por isso, chama os pecadores ao arrependimento e esta mensagem é urgente, pois Cristo está voltando.

O problema é que nem todos exalam o BOM AROMA. Tem muito “crente” fedido por ai. O perfume pode atrair, assim como pode repelir, e isso se dá por causa da essência do perfume. Se a essência for Cristo, será o bom aroma, se não, será um mau cheiro tremendo.

• Que aroma sua vida exala?
• Você tem sido o BOM Perfume de Cristo?

Conclusão:
A Igreja é o Sal da Terra, a Luz do Mundo e o bom Aroma de Cristo. E o Cristão como indivíduo deve ser um agente de Deus que contribui para o Reino de Deus. Seja o SAL, a LUZ e o PERFUME que reflete a Graça de Deus.

No amor de Cristo,

Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth