quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Herança nos Céus


4 para uma herança que não perece, não se contamina (sem mácula), nem se altera (imarcescível), reservada nos céus para vós  5 que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo”. (1 Pedro 1.4-5)

O contexto desta carta é de perseguição, por isso a mensagem do apóstolo Pedro é de esperança em meio aos sofrimentos e também de exortação para que a postura dos leitores fossem aquela que Cristo aprova. A palavra “esperança” elpína. Elpís aparece 3 vezes em 1Pedro: 1.3; 1.21 e 3.15. Existe uma ligação entre os versículos 3 e 4. No v. 3 fala-se de uma Viva Esperança adquirida pelo novo nascimento e no v. 4 fala-se de uma Herança Segura. Herança eterna que está guardada (protegida) pelo poder e Graça de Deus, mediante a fé em Cristo Jesus.

Uma herança Segura, kleronomían “herança”. A palavra pode denotar uma propriedade já recebida, bem como uma ainda aguardada. Mas, na presente passagem “herança” está depositada para todos aqueles que crêem em Cristo e será entregue em sua plenitude não aqui na terra, mas no céu, na eternidade. Paulo escreve: “Somos... herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo” (Rm 8.17).

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Uma Esperança Viva

“Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos” (1 Pedro 1.3).

Imagino que todos nós estamos acompanhando o sofrimento das pessoas atingidas pela chuva na região serrana do Rio de Janeiro, na capital e interior de São Paulo e em Minas Girais. Nessa hora é difícil encontrar palavras para confortá-las, pois a grande maioria perdeu tudo inclusive familiares, amigos, visinhos. E fico pensando, que tipo de resposta o cristianismo poderia dar para essas pessoas e também para o mundo? Que levanta questões como: Por que nós sofremos? Se Deus é tão bom, bem como Todo-poderoso, por que ele não evita o sofrimento? Como devemos reagir quando acontecem coisas que não nos fazem sentido?


sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Ser Cristão É Ter Desafios 3

“Procura apresentar-te APROVADO diante de Deus, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”. (2 Timóteo 2.15)

O nosso 1º DESAFIO é apresentar-se Aprovado diante de Deus e o 2º DESAFIO é “não ter motivos de vergonha”. O 3º e ultimo DESAFIO é Manejar bem a Palavra

“... que maneja bem a palavra da verdade”.
Acompanhe o raciocinio: Aquele que é aprovado por Deus. Aquele que não tem motivos de vergonha. MANEJA corretamente a palavra da verdade.

A Palavra é Manejar no grego é ortotoméo – Significa: Cortar uma linha reta; guiar por uma estrada reta; para ter o uso apropriado e correto. A metáfora pode ter as seguintes realidades como base e eu pensei em pelo menos três.


quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Ser Cristão É Ter Desafios 2

“Procura apresentar-te APROVADO diante de Deus, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”. (2 Timóteo 2.15)

O nosso 1º DESAFIO é apresentar-se Aprovado diante de Deus e o nosso 2º DESAFIO é “não ter motivos de vergonha

“... como obreiro que não tem de que se envergonhar...”

·         Aquele que está aprovado não tem nenhum motivo de vergonha.
Essa é a idéia, não ter motivos de vergonha, nenhuma acusação deve haver sobre você. Entramos agora, noutro aspecto: O 1º em relação a Deus – Para Apresentar-se Aprovado; Agora em relação aos que nos cercam. Trata-se, portanto, do nosso testemunho. Por isso devemos tomar alguns cuidados:

 “não dando nós nenhum motivo de escândalo em coisa alguma, para que o ministério não seja censurado”. (2 Coríntios 6.3)  


domingo, 9 de janeiro de 2011

Ser Cristão É Ter Desafios 1


“Procura apresentar-te APROVADO diante de Deus, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”. (2 Timóteo 2.15)

Como cristãos temos inúmeros desafios em nosso dia a dia. Esta carta foi escrita pelo apóstolo Paulo a fim de instruir e encorajar Timóteo em seu ministério. Paulo direcionou Timóteo para desenvolver em sua vida o caráter cristão, o caráter que Cristo Aprova, com a idéia de que ele também guiaria outros neste mesmo rumo. Timóteo era um pastor jovem e cheio de desafios.

Mas estes desafios não foram apenas para Timóteo, quero direcioná-los a nós, a mim e vocês, por isso: Quero mostrar neste texto 3 DESAFIOS que  temos como cristãos.

O 1º DESAFIO é Apresentar-se Aprovado

Procura apresentar-te Aprovado diante de Deus...

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Fé e Esperança em Deus


20 Conhecido já antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós 21 Por intermédio Dele credes em Deus, o qual o ressuscitou dentre os mortos e lhe deu glória, de modo que a vossa fé e esperança estejam em Deus”. (1 Pedro 1.20-21 )

Réveillon, não sei o que você acha, mas vejo sempre as mesmas cenas. Pessoas sorrindo, comprando o presente para amigo secreto, outras correndo desesperadas atrás dos preparativos para a tão esperada hora, a contagem regressiva. Na festa, muita comida e bebidas, familiares, amigos, vizinhos. Pessoas usando roupas com cores específicas, pois acreditam que podem trazer “energias”, “fluidos” positivos para suas vidas. Inicio de ano, é muito comum as pessoas estarem esperançosas, otimistas, confiando que neste novo ano que se iniciou as coisas serão diferentes, melhores e terão mais alegrias, saúde, paz e principalmente muito mais dinheiro e que serão felizes.

No entanto, podemos observar que tal esperança e fé (de muitas pessoas) estão depositadas, estão confiadas nelas próprias ou até mesmo em outras pessoas, nas situações e em coisas terrenas. Viver assim, trás uma grave implicação. Leiamos o que a Palavra de Deus diz em Jeremias 17.5-8: