segunda-feira, 30 de maio de 2016

#SALMO 4 – parte 2

Estudos em Salmos
Salmo 4 “UMA ORAÇÃO EM MEIO A ANGÚSTIA” – Parte 2

2. DAVI FAZ ADVERTENCIAS AOS INIMIGOS E INSTÁVEIS (vv. 2-5)
"2 Até quando vocês, ó poderosos, ultrajarão a minha honra? Até quando estarão amando ilusões e buscando mentiras? Pausa 3 Saibam que o Senhor escolheu o piedoso; o Senhor ouvirá quando eu o invocar. 4 Quando vocês ficarem irados, não pequem; ao deitar-se reflitam nisso, e aquietem-se. Pausa 5 Ofereçam sacrifícios como Deus exige e confiem no Senhor".

* AOS INIMIGOS (vv. 2-3). Saul fora rejeitado e Davi, o escolhido, era “homem segundo o coração de Deus”. Seguir a Saul era seguir a vaidade (futilidade) e a mentira. Seguir Saul era desobedecer ao próprio Deus. Era ignorar a verdade. No versículo 3, vemos um contraste com v 2, Davi era distinguido como piedoso, e seus inimigos como aqueles que manchavam a glória da escolha de Deus por Davi.

Deus separou Davi, “aquele que é piedoso”- “piedoso” é hassid, que significa “o que é fiel ao pacto, aliança ou voto com Deus”. É a melhor definição para uma pessoa abençoada pela graça de Deus. Por isto que Deus o ouve. Eles fizeram um pacto. Se firmamos uma aliança com Deus (e ela está em Jesus – veja Mateus 26.28: "no seu sangue"), confiemos que Ele nos guardará e que Ele ouvirá nossas orações. E as pessoas saberão que somos "piedosos" como Davi também era reconhecido.

* AOS INSTÁVEIS (vv. 4-5). Em algumas versões “Irai-vos e não pequeis”. Na versão da B.Séc 21: "Na vossa ira, não pequem, consultai o coração no travesseiro e aquietai-vos". Mas no texto hebraico a idéia da expressão é: “Tremei de medo”. Nesse contexto, a admoestação significa tremer ou estremecer no temor do Senhor para não pecar (conf. Hc 3.16).

Eis então uma palavra ao grupo: "Tremam e temam ao Senhor, e ao deitar-se reflitam nisso, pensem muito bem no que estão fazendo". É a mesma ideia de Efésios 4.26, "Irai-vos e não pequeis, não se ponha o sol sobre sua ira". A ira deles era contaminada por Saul, Davi não os odiava, mas mostrava-se compassivo ao revelar o desejo de Deus para eles, temor, arrependimento e obediência. V.5 Adoração e confiança no Senhor.

  • Mais uma vez o apelo: Confie no Senhor.
No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Vimos
1. DAVI OROU A DEUS PEDINDO POR SUA ANGÚSTIA (v.1)
2. DAVI FAZ ADVERTENCIAS AOS INIMIGOS E INSTÁVEIS (VV 2-5)
Ainda falta...

3. DAVI LOUVOU A DEUS POR TER OBTIDO UMA PERSPECTIVA CORRETA (vv. 6-8)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth