terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Pensando sobre a vida


Pensando sobre a vida

Esta semana, perdi meu avô ‘postiço’, avô da Amanda, minha esposa.  VÔ “BENEDITO”, ou melhor, Aparecido Ferreira de Macedo. Ele está nos braços do PAI agora. Mas durante algum tempo sofremos por ver seu dilema e dor lutando contra a doença e contra a própria idade, uma vez que já estava com 86 anos.

Bom, conheci o vô “Benedito”, assim chamado carinhosamente pela família, em Abril de 2011, e até o dia 01/12/2013, nunca vi, ou ouvi o vô reclamando da vida ou falando mal de alguém. Sempre bem humorado. Homem sábio, reto, humilde, sensato, carinhoso, atencioso engraçado etc e tal... Suas virtudes eram muitas. Um homem que construiu sua história sem mácula, um exemplo e modelo para todos.

No seu velório, não vi queixas contra ele. Homem irrepreensível. Vi lágrimas, mas lágrimas de gratidão e de louvores a Deus por ser quem ele foi. Então, estive pensando sobre a vida, não sei se você já pensou nisso que vou mencionar, eu já pensei várias vezes, mas parece que isso ficou mais forte agora, que tipo de legado eu deixarei para os que estão à minha volta?

Havia um rei chamado Jeorão, a Bíblia diz que ele fora acometido de uma terrível doença, e que ele “Morreu sem deixar saudades”, morreu sem que ninguém o lamentasse, e foi sepultado na cidade de Davi, mas não nos túmulos dos reis (2 Crônicas 21.20). Morreu sem ser bem quisto, sem deixar saudades, sem lamento, sem glória de rei, morreu como um ninguém. Que final de vida triste!

Pense, caso você morra hoje:
  • Como tem vivido?
  • Como será lembrado?
  • Qual será seu legado?
  • Qual foi a sua contribuição?
  • O que construiu?
  • O que ficou?
  • Sentirão sua falta?
  • Sentirão saudades?
  • Lamentarão sua morte?


Não apenas isso, mas depois que morrer:
  • Para onde irá?
  • Céu? Inferno?
  • Tem certeza da vida eterna?
  • Tem certeza da salvação?


O Vô “Benedito” não está nos braços do Pai na eternidade por ser um homem bom, reto e integro, mas por crer em Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador. Por amar e servir a Jesus Cristo, seu Deus e Senhor. Fora servo, ajudou a muitos. Um espelho, homem de honra, homem admirado e bem quisto. O meu avô, mesmo que “postiço”, o meu avô! Jamais lhe esquecerei.

Sou grato a Deus e eu louvo ao SENHOR por sua vida e por ter tido o privilégio, mesmo que pouco tempo, de ter VISTO suas atitudes, OUVIDO suas palavras, VIVIDO por perto, APRENDIDO com seu Exemplo. Um dia, estaremos juntos cantando, louvando e adorando ao Senhor, por toda a eternidade. Já, já eu chego!

Parafraseando Jó 1.1: “Havia um homem na terra de Campo Mourão, PR, cujo nome era Aparecido Ferreira de Macedo; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal”.

Pense sobre a vida e escolha o melhor, não há vida longe do autor da Vida. Viva sua vida com Jesus, para Jesus. “Porque Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas. A Ele seja a glória para sempre! Amém” (Romanos 11.36).

No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth