domingo, 24 de março de 2013

Série: Uma Igreja Frutífera 02


"UMA IGREJA FRUTÍFERA" 02
Uma Igreja Frutífera tem conhecimento e prática da Palavra de Deus.

Mensagem do dia 24/03/2013 (Domingo/Noite) – Igreja Batista Central em Toledo


João 15.8, 16: "Meu Pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e assim serão considerados meus discípulos... Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça..."
Introdução
A Bíblia é perfeita, inerrante, infalível, ela dá testemunho fiel de Deus e dos seus servos, contém preceitos retos, mandamentos puros, os juízos do Senhor são verdadeiros e justos. Na 1ª Mensagem, vimos que Uma Igreja Frutífera tem Consciência da Importância de Frutificar. Se a igreja e o crente tem esta mentalidade, vai saber valorizar a busca do aprendizado e a prática da vontade de Deus para sua vida. Vai pensar no Reino de Deus e não em si próprio. Vai refletir a graça, a misericórdia e todos os princípios, valores e ensinos do Senhor contidos e expressos em sua Santa Palavra, a Bíblia. Por isso, "é preciso conhecer a Bíblia para praticá-la, contudo, quando não há conhecimento, não há pratica, logo, não há frutos. Assim, acontece também quando apenas conhecemos e não a praticamos". Conforme o que Tiago ensinou:

"22 Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos. 23 Aquele que ouve a palavra, mas não a põe em prática, é semelhante a um homem que olha a sua face num espelho 24 e, depois de olhar para si mesmo, sai e logo esquece a sua aparência. 25 Mas o homem que observa atentamente a lei perfeita que traz a liberdade, e persevera na prática dessa lei, não esquecendo o que ouviu mas praticando-o, será feliz naquilo que fizer" (Tiago 1.22-25).

OS RESULTADOS ALCANÇADOS. Vimos que a Palavra de Deus ressaltam seus preciosos princípios e valores divino, vimos também que a busca pelo conhecimento dela e sua pratica produz apenas benefícios em nossas vidas. Quer ser feliz? Pratique, observe o que a Bíblia ensina. Nunca vamos perder em obedecer. Vamos ler o Salmo 19.7-9 e detectar os resultados práticos da busca e do cumprimento dos mandamentos de Deus.

"7 A lei do Senhor é perfeita, e revigora a alma. Os testemunhos do Senhor são dignos de confiança, e tornam sábios os inexperientes. 8 Os preceitos do Senhor são justos, e dão alegria ao coração. Os mandamentos do Senhor são límpidos, e trazem luz aos olhos. 9 O temor do Senhor é puro, e dura para sempre. As ordenanças do Senhor são verdadeiras, são todas elas justas".

1 - "A lei do Senhor é perfeita" (v.7): Uma afirmação importante. No mesmo versículo diz: "... os testemunhos do Senhor são dignos de confiança...". Isso nos dá segurança, ora, se ela é perfeita, não há falhas, não há erros. Como já foi dito, a Bíblia é perfeita, inerrante, infalível. Alguém certa vez me disse que a Bíblia contêm erros e falhas, que a Bíblia foi escrita por homens, então ela não é perfeita. Eu respondi que sim, é verdade que a Bíblia contêm erros, ela fala dos meus, dos seus, dos nossos erros e falhas, mas ela fala também de Perdão, de Graça, de misericórdia. Disse ainda que, a Bíblia realmente foi escrita por homens, é evidente que isso aconteceu, até porque Deus jamais usaria um macaco, ou qualquer outro tipo de animal ou coisa. Homens usados, inspirados por Deus escreveram a Bíblia e podemos crer na soberania de Deus neste processo.

& 2 Pedro 1:20-21: "Antes de mais nada, saibam que nenhuma profecia da Escritura provém de interpretação pessoal, pois jamais a profecia teve origem na vontade humana, mas homens falaram da parte de Deus, impelidos pelo Espírito Santo".
& 2 Timóteo 3.16-17: "Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra".

2 - "Revigora a alma" (v.7): Refrigera/Revigora a alma. Há na Palavra de Deus conforto, consolo para o coração atribulado. Há na Palavra de Deus força, ânimo e encorajamento para os fracos e desanimados. Isso se estende aos que estão a sua volta, influenciando as pessoas. Somos revigorados e as pessoas que nos cercam também podem ser alcançadas.

3 - "Dá sabedoria" (v.7): "... e tornam sábios os inexperientes". Há muitos espertalhões no mundo, todavia, imprudentes e inconsequentes, mas a Bíblia é capaz de dar sabedoria ao mais inexperiente. O cristão usa a sabedoria para o benefício de sua vida e dos outros, nunca para o malefício. A sabedoria que vem de Deus produz vida, o conhecimento humano baseado nele mesmo gera a morte.

4- "Ensina a justiça" (v.8): "Os preceitos do Senhor são justos", aquele que pratica a sua justiça terá uma vida feliz e todos o conhecerão por alguém reto, honesto e irrepreensível. O que busca a Palavra de Deus e a pratica saberá exatamente o que deve fazer.

5 - "Alegra o coração" (v.8): Aquele que observa a Palavra de Deus, tem o coração alegre. Apesar das tristezas e dos pesares deste mundo, podemos dizer como Neemias: "A alegria do Senhor é nossa força" (Ne 8.10). Ou como o apóstolo Paulo: "O Reino de Deus não é comida, nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo" (Rm 14.17). A Bíblia fala ao nosso coração. Quantas vezes estava triste e ao ler a Bíblia, fiquei animado, alegre, feliz!

6. "É límpida e trás luz aos olhos" (v.8): "... Os mandamentos do Senhor são límpidos, e trazem luz aos olhos". A Bíblia é como um rio límpido e claro, do qual podemos ver até as pedrinhas no seu fundo. Ela é... "lâmpada para os nossos pés e luz para os nossos caminhos" (Sl 119.105). Ela mostra os perigos. Ela revela a melhor decisão e o que devemos ou não fazer. Nela encontraremos claramente a vontade de Deus.

7 - "Permanece para sempre" (v.9): Alguém disse certa vez que A Bíblia é o jornal de ontem, de hoje e de amanhã. Ela não muda. É Pura, não há contaminações. É eterna, dura para sempre. É verdadeira e justa. Podemos confiar plenamente nela.

Conclusão
Pensando em tudo isso: O QUE DEVEMOS FAZER?

1. Ter prazer na leitura e aprendizado bíblico. Salmo 1.2 "... antes tenho prazer na lei do Senhor e Nela eu medito, dia e noite". Não deve ser um fardo, ou obrigação, deve ser um prazer.
2. Ter prazer e alegria na prática do aprendizado bíblico. Salmo 19.14: "Que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração sejam agradáveis a ti, Senhor, minha Rocha e meu Redentor!"

Sejamos praticantes e não apenas ouvintes da Palavra de Deus. A recompensa de Deus para a vida do justo advém da prática de seus ensinamentos. Sintamos prazer ao estudá-la, assim vamos frutificar. Seremos uma igreja frutífera. Uma Igreja Frutífera tem conhecimento e prática da Palavra de Deus.

No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Clique no link e baixe o slide da mensagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth