terça-feira, 27 de setembro de 2011

As Bem-Aventuranças 05

AS BEM-AVENTURANÇAS 05:
“OS MISERICORDIOSOS”
Mensagem do dia 25/09/2011 (Domingo/Noite) – Igreja Batista Aeroporto de Campo Mourão

Mateus 5.7: “Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia”.

INTRODUÇÃO
A 5ª bem-aventurança tem uma estrutura diferente. Ela é retributiva. Nas anteriores: a pessoa era algo e recebia alguma coisa. Nesta bem aventurança: a pessoa receberá o que ela é. Na realidade, não receberão, mas alcançarão. Como algo que está lá, esperando por conta da fé em Jesus Cristo. Mas O oposto também é verdadeiro Tiago 2.13: “Porque o juízo será sem misericórdia para quem não usou de misericórdia. A misericórdia triunfa sobre o juízo”. Por isso Jesus disse: “Bem-aventurados os misericordiosos...”

1. MISERICÓRDIA
É uma palavra rica em português (eu já falei o significado certa vez), é a junção de duas palavras: 1. Misere que significa miséria, sofrimento. 2. Córdia que significa coração. Unindo-as: “miséria do coração”, ou “sofrimento no coração”. Misericórdia é não receber a pena que merecemos. Misericórdia é um sentimento profundo de compaixão. Jesus agiu com misericórdia, com compaixão ao ver o nosso arrependimento, Ele viu a miséria em nosso coração e nos perdoou, dando-nos a Salvação. Por isso que a Graça significa: “favor, benefício não merecido”.

Uma curiosidade: No hebraico, a palavra teria sido hesed, “amor inalterável”. Usada mais de 150 vezes. Em 96 delas como “misericórdia”. Em 38, usada por “bondade”. Nas outras vezes é usada por: “graça”, “amor” e “benignidade”. Estas palavras estão co-relacionadas. O salmista declara: “Aleluia! Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom; porque a sua misericórdia dura para sempre” (Salmo 106.1). Leia também [1Crônicas 16.34, 2Crônicas 7.3, Esdras 3.11, Salmo 106.1, 107.1, 138.8]. A Misericórdia do Senhor dura para sempre. Indica a bondade eterna do coração de Deus.

Misericórdia também se relaciona com a “verdade”: “Todas as veredas do SENHOR são misericórdia e verdade para os que guardam a sua aliança e os seus testemunhos” (Salmo 25.10). A verdade deve fazer parte do caráter de todo cristão. Verdade é a constância e fidelidade a um propósito. Deus fez promessas e se manteve e se mantém fiel a todas elas. Essa é a essência do caráter de Deus.

Portanto, assim como os pobres de espíritos “os miseráveis” (v.3), carecem de graça e misericórdia de Deus. Os misericordiosos receberão misericórdia se agirem com misericórdia.

2. MISERICORDIOSOS
“Aquele que age com misericórdia é porque reconhece ter recebido misericórdia”.

Ser misericordioso era raro naqueles tempos. Aristóteles (filosofo grego) disse: “o escravo é uma ferramenta”. As pessoas eram tratadas pior do que uma “coisa”. Publius Vedius Pollio (falecido em 15 a.C.) foi um romano, amigo do imperador Augusto, que o nomeou para uma posição de autoridade na província de Ásia. No fim da vida ele se tornou conhecido por seus gostos luxuosos e crueldade para com seus escravos. Certa vez lançou um escravo às piranhas de seu aquário porque quebrou uma taça. Esta foi considerada uma crueldade inaceitável, mesmo para os padrões romanos.

Jesus fala de misericórdia.  Fala dos que têm este sentimento, os misericordiosos. Era o sentimento de Jesus: “Vendo as multidões, compadeceu-se delas, porque andavam atribuladas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor” (Mateus 9.36). Jesus acabará de ser crucificado. Jesus, porém, dizia: “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem” (Lucas 23.34).

As religiões ao longo da história têm semeado ódio. Houve o tempo das cruzadas; Guerras da Reforma; Ódio entre os grupos; Adolfo Hitler e o seu terrível holocausto. Eu sinceramente tenho medo dos santos, alguns são tão rabugentos que não conseguem olhar com amor ninguém, deveriam ser bondosos, deveriam ser misericordiosos como Jesus foi. A Igreja Primitiva viveu isso: Atos 2.44-47 e 4.32-35 – eles agiam de misericórdia uns com os outros. É um padrão para nós: “Sede misericordiosos, como o vosso Pai é misericordioso” (Lucas 6.36).

  • Você é misericordioso?

3. ALCANÇARÃO MISERICÓRDIA
Avaliados pelo que damos, Mateus 7.1-2 1 Não julgueis, para que não sejais julgados. 2 Pois, com o critério com que julgardes, sereis julgados; e, com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também”.

Receberemos o que dispensamos aos outros. Da parte de quem? De Deus. Ele devolve o que damos e não dá o que não damos:

Mateus 6.14-15: 14 Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; 15 se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas”.

Mateus 18.32-35: 32 Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda porque me suplicaste; 33 não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti? 34 E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos carrascos, até que lhe pagasse toda a dívida. 35 Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um a seu irmão”.

CONCLUSÃO
Hoje em dia, fala-se muito de culto e de louvor. Mas sem misericórdia. Há pessoas que prestam ao invés de adoração, uma catarse, bota para fora os sentimentos. Fui à igreja, cumpri minha obrigação! Faz-nos bem, mas não é o que Deus mais deseja. Oséias 6.6 mostra isso: “Pois quero misericórdia e não sacrifícios e conhecimento de Deus, mais do que holocaustos”.

O que Deus mais deseja é um coração quebrantado que O ame, e que ame aos outros, um coração que age com misericórdia, assim como Deus agiu conosco. Por isso, se dermos, receberemos!

“Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia”.

No amor de Cristo,

Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth