quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Santificação VII

(Fidelidade)

“Quanto aos servos, que sejam, em tudo, obedientes ao seu senhor, dando-lhe motivo de satisfação; não sejam respondões, não furtem; pelo contrário, dêem prova de toda a fidelidade, a fim de ornarem, em todas as coisas, a doutrina de Deus, nosso Salvador”. Tito 2.9-10

O sétimo fruto mencionado pelo apóstolo Paulo é a Fidelidade. No âmbito de relacionamentos a fidelidade é muito facilmente aplicada, podendo ser abordada em pelo menos 2 aspectos: 1. Em relação a Deus; 2. Em aos homens. Claro que também não podemos deixar de destacar a fidelidade de DEUS com os homens. A fidelidade faz parte de sua essência. DEUS é FIEL (leia os versículos abaixo).

“O teu Amor, ó SENHOR, chega até aos céus e a tua fidelidade até às nuvens”. Salmo 36.5

“se somos infiéis, ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar-se a si mesmo”. 2 Timóteo 2.13

“E daí? Se alguns não creram, a incredulidade deles virá desfazer a fidelidade de Deus?”. Romanos 3.3

No dicionário em nossa língua a palavra fidelidade é a qualidade de quem é fiel. Aparece como sinônimo de lealdade e comprometimento. Fiel é aquele que guarda a fidelidade, é aquele que é leal, trata-se de uma pessoa de confiança.

A palavra usada em Gl 5.22 para fidelidade é  pistis que pode ser traduzida também por “fé”, “confiança” ou “compromisso”. O texto proposto acima (Tito 2.9-10) mostra uma boa aplicação deste fruto. Paulo aconselha como deveria ser o comportamento do servo em relação ao seu senhor (demonstrar obediência, submissão, fidelidade) mostrando que é digno de confiança. O propósito é para tornar atraente a doutrina de Deus, ou seja, o servo deveria viver os padrões da palavra de Deus, ser fiel ao evangelho de Cristo, ser fiel a Deus e à suas vontades.

Portanto, isso exige de nós fidelidade, confiabilidade, lealdade e comprometimento. Neste caso se referindo as pessoas, no entanto podemos pensar em vários níveis de relacionamento, seja entre patrões e empregados, ou entre amigos, familiares, marido e mulher, namorados, etc. Assim como também confirma que devemos ser fiéis a DEUS em todas as áreas de nossas vidas. Que possamos fazer como o salmista proclamar, vivenciar e principalmente refletir a fidelidade de Deus.
“Cantarei para sempre as tuas misericórdias, ó SENHOR; os meus lábios proclamarão a todas as gerações a tua fidelidade”. Salmo 89.1

Oração:
“Senhor, obrigado primeiramente por ser fiel a nós, mesmo quando somos infiéis a Ti. Peço-te que nos ajude a desenvolver em nossas vidas a tua fidelidade. Em nome de Jesus Cristo Amém.”

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth