terça-feira, 28 de agosto de 2018

Carta Pastoral aos Jovens


A Opção de Seguir Jesus...
Mas Com Compromisso e Responsabilidade.
           
Jorge era uma pessoa inteligente, criativo e super agradável. Destacava-se em qualquer modalidade esportiva. Era carismático e muito engraçado, tanto que os adolescentes e jovens da igreja adoravam estar com ele. Na verdade, quando Jorge começou a participar do grupo de jovens tinha 17 anos. Não era muito dedicado e comprometido, apesar da família ser membro da igreja desde quando ele nasceu. Aos poucos sua frequência começou a aumentar. Ele estava ansioso em aprender mais sobre como seguir a Deus e fazer boas amizades.

             Assim, não demorou muito e estava participando de um grupo de estudos bíblicos da Escola Bíblica Dominical e de outras atividades da igreja. Fez discipulado, e a cada dia se interessava mais e mais pelas coisas de Deus. Logo, tornou-se líder dos jovens e adolescentes, incentivava a todos participarem de evangelismo, teatro dos estudos bíblicos, do louvor e das outras atividades da igreja. Consequentemente o grupo cresceu contando com a colaboração de todos. Na igreja todos admiravam Jorge pelo empenho e dedicação. Estava em todo lugar e fazia um pouco de tudo.

            Com o tempo, Jorge começou a participar de atividades esportivas da faculdade. Arranjou uma namorada que não era cristã. Começou a trabalhar numa boa empresa e ter um bom salário. Não demorou muito, comprou um carro “nervoso”, todo equipado com som, rodas de liga leve e outros acessórios. À medida que tempo passava Jorge se tornava menos ativo no grupo. Porém, não queria que os amigos da igreja pensassem que havia se esquecido deles. Por isso continuava ajudando em algumas tarefas no grupo. Mas tinha tantas outras ocupações que suas tarefas da igreja eram feitas superficialmente e muitas vezes de forma relaxada. A igreja passou a ser apenas mais um evento social de sua vida agitada e atrapalhada.

            Ocasionalmente aparecia no grupo. Houve um dia, não muito tempo atrás, ele veio para animar os mais novos a continuarem firmes e ativos. Mas a Eduarda, a “Duda” (como é conhecida por todos), disse para ele com carinho em particular:

- “Jorge, era tão bom ter você como líder, Deus te deu dons e talentos incríveis, mas ultimamente não tem sido exemplo para o grupo, você fala muito e age pouco. Nunca faz o que fala. Não cumpre o que combina. Não tem compromisso conosco, nem com a Igreja e muito menos com Jesus e pra mim, Jorge, infelizmente suas palavras perderam o valor”.


Envergonhado baixou a cabeça, ficou pensativo a respeito do que havia ouvido, mas foi embora sem dizer nada. Ele queria seguir a Deus como antes, mas sua atual vida não permitia. Jorge teria que abrir mão de muitas “coisas” para seguir a Jesus Cristo, pois ele mesmo sabia que JESUS merece sempre o melhor e tem que ser o primeiro em nosso coração.

É claro que esta é uma história inventada, mas ao longo do meu ministério pastoral vi isso acontecer muitas vezes. Uma das maiores tristezas para o coração de um pastor é ver alguma ovelha se desviar dos caminhos do SENHOR e não desejar mais ouvir a VOZ de JESUS. É MUITO TRISTE!

A história de Jorge, me lembra a de outro jovem, um jovem da Bíblia, está registrada em Lucas 18.18-23. Aqui conta a história de um jovem que era muito rico e por causa de sua riqueza, disse NÃO para Jesus, foi embora sabendo o que deveria fazer, mas não fez por não conseguir abrir mão de sua riqueza.

Falando em riquezas, eu me lembrei de outra situação, certa vez Jesus estava falando sobre “os tesouros do coração”, o tesouro daquele jovem era a sua grande riqueza. Os tesouros de Jorge eram as coisas de sua nova vida secular, faculdade, trabalho, namorada, carro, amizades...  etc.

Enfim, ambos eram pessoas que viviam perto, mas longe de Deus. A minha pergunta para vocês GRUPO MIB é:

·         Onde está o seu coração?
·         Qual ou quais tem sido os tesouros de sua vida?
·         Como tem seguido a Cristo?

Eu os amo muito e louvo ao Senhor por suas vidas, mas quero que saibam que o meu maior desejo é que todos vocês sejam tementes ao Senhor, obedientes à Sua PALAVRA, sejam perseverantes, fortes, constantes, sejam sempre produtivos e frutíferos para o REINO de Deus, sejam amorosos uns com os outros, respeitosos com os mais velhos e líderes, e tenham no coração o desejo de servir com todas as suas forças, usando seus dons e talentos.

Desejo que vocês não sejam nem como o Jorge da história e nem como o jovem rico da Bíblia. Sejam verdadeiros discípulos de Jesus. Que JESUS seja o seu maior e único tesouro, pois como ELE mesmo disse... “onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração”  (Lucas 12.34).

Por último, quero deixar para vocês as ricas Palavras de Jesus registrada no evangelho de Lucas 14.27: “Aquele que não tomar a própria Cruz e não me seguir, não pode ser meu discípulo”

No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth