domingo, 22 de julho de 2018

Epafrodito – Cooperador e Companheiro de lutas



Série: Personagens Bíblicos – Mensagem nr 0142 Crônicas 21.
Mensagem do dia 22/07/2018 (Domingo/Manhã) - Igreja Batista Mandacaru
& Filipenses 2.29: E peço que vocês o recebam no Senhor com grande alegria e honrem a homens como este” NVI
Introdução
Ao longo de nossas vidas temos oportunidades de conhecer diversas pessoas. Boas ou ruins. Algumas que passam por nossas vidas por um breve tempo, outros que permanecem desde a nossa infância, enfim pouco ou muito tempo, penso que as que realmente marcam as nossas vidas, são aquelas que se tornaram bons amigos e boas amigas, pessoas de confiança e queridas para nós. Assim foi Epafrodito na vida do apóstolo Paulo, vamos ver um pouco mais sobre sua vida.


1. QUEM FOI EPAFRODITO?

Epafrodito foi um homem enviado pela igreja de Filipos para Roma, pois souberam que o apóstolo Paulo, fundador da igreja, estava preso e passava necessidade em Roma. A igreja levantou uma oferta de amor para Paulo, então Epafrodito foi para Roma com o objetivo de entregar a oferta, e acabou ficando por lá durante algum tempo, servindo ao apóstolo Paulo. Serviu-o com tão grande zelo que Paulo o chamou de irmão, cooperador e bom companheiro de Lutas (Fp 2.25).

Seu nome é de origem pagã e significa "amado por Afrodite", aquele que é amável, encantador (belo) e simpático. Era um nome muito comum durante o período romano. Podemos dizer que Epafrodito pode ser reconhecido como alguém que era amável por seu comportamento e atitudes para com a obra de Deus e em especial na vida do apóstolo Paulo.

Durante o cumprimento de sua missão, Epafrodito adoeceu gravemente em Roma, quase morreu, mas Deus teve misericórdia dele (v.27), inclusive a igreja ficou preocupada com o bem-estar dele. Apesar de tantas dificuldades, cumpriu sua missão com excelência.


2. AS VIRTUDES DE EPAFRODITO v. 25

O apóstolo Paulo ficou preso durante 2 anos em Roma, em domicilio, e lá pregava, ensinava sem impedimento algum, conforme Atos 28.30-31. Durante este tempo a igreja de Filipos, que o amava e o considerava muito, o ajudou em suas necessidades. É por isso que Paulo fala de algumas virtudes de Epafrodito, v. 25: “meu irmão, cooperador e companheiro de lutas”.

“Meu irmão”. Ironicamente uma das palavras mais belas e profundas do cristianismo, tornou-se uma das mais frívolas, fúteis, ditas por dizer, como mais uma expressão “crenteis”. Inclusive, salva-nos quando esquecemos o nome da pessoa, e chamamos de irmão ou irmã. Fomos adotados por CRISTO, passamos a ser chamados de filhos de Deus e consequentemente, passamos a ter como irmãos todos aqueles que creem no nome de Jesus, passamos a ter uma nova família, uma família espiritual. E por isso compartilhamos da mesma fé.

Uma bela lição: Somente irmãos verdadeiros, sacrificam-se uns pelos outros. Um irmão supre a necessidade do outro. Um irmão não guarda ressentimento porque é filho do mesmo PAI. Um irmão fala a verdade em amor, com empatia e paciência. Um irmão deseja apenas o nosso bem, nunca o mal. Este sentimento é de maneira perfeita expressa nas palavras de Salomão em Provérbios 17.17quando ele disse: “O amigo ama em todos os momentos; E nos momentos de adversidades, torna-se um irmão”.

 “Cooperador,” Aqui neste caso, Epafrodito agiu como um “diácono”, aquele que serve, voluntariamente de todo o coração. É aquele que trabalha sem aparecer. E se aparece, não se gloria. O cooperador serve onde for necessário e solicitado, não importa quais tarefas, podem ser das mais simples às mais complexas, o cooperador sempre estará disponível e disposto para servir. Por entende ser apenas instrumentos de Deus.

“Companheiro de lutas”. Aquele que acompanha, que faz companhia ou que está ligado profundamente. No caso de Paulo e Epafrodito, trata-se de um amigo e irmão nas horas mais difíceis. No momento em que a morte e a prisão rondavam o apóstolo Paulo, lá estava Epafrodito para animá-lo, consolá-lo e servir de apoio.

Epafrodito era alguém altruísta, generoso, atencioso, era de fato um bom amigo, fiel e leal, era um parceiro relevante para as lutas. Há pessoas que gostam de estar ao nosso lado apenas nos momentos bons, mas os amigos verdadeiros lutam juntamente com você.

Conclusão
O apóstolo Paulo tinha profundo carinho e gratidão pela igreja de Filipos e também pela vida de Epafrodito,

Filipenses 4.18: Recebi tudo, e o que tenho é mais que suficiente. Estou amplamente suprido, agora que recebi de Epafrodito os donativos que vocês enviaram. Elas são uma oferta de aroma suave, um sacrifício aceitável e agradável a Deus.

Mas é nos vv. 29-30, que o apóstolo Paulo faz um pedido para a igreja, tendo em vista que enviaria Epafrodito de volta para que eles ficassem alegres, ele disse:

29 E peço que vocês o recebam no Senhor com grande alegria e honrem a homens como este, 30 porque ele quase morreu por amor à causa de Cristo, arriscando a vida para suprir a ajuda que vocês não me podiam dar.

Eis uma grande lição espiritual: Dai honra a quem merece honra… Epafrodito era digno de Honra!

Epafrodito honrou a confiança da igreja em sua missão, honrou a Deus dando o seu melhor, honrou a Paulo em suas necessidades, sendo um bom irmão (no mais profundo significado da palavra), sendo cooperador e companheiro das lutas. Como é bom saber que temos ao nosso lado pessoas de confiança, que independente das situações, circunstancias, estará de fato ao nosso lado e não nos abandonará. Difícil mesmo é viver só! Isolado!

F Você tem alguém assim em sua vida, que pode chamar de irmão, cooperador e companheiro de lutas?

No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth