sexta-feira, 11 de maio de 2018

Vivendo contra a cultura



 Texto: Filipenses: 1.27-28
  
A cultura e o Evangelho. O Evangelho está acima da cultura e não podemos permitir que a cultura inverta, mude, transforme as bases sólidas do Evangelho. Até porque uma cultura pode mudar, mas o evangelho não muda. Embora podemos ter uma vida contextualizada e criativa, não podemos abrir mão dos fundamentos bíblicos.
 
           Os conceitos, princípios e valores bíblicos a respeito da família têm sido atacados, questionados e contrariados por diversos movimentos e ideologias, com o objetivo de destruir a família. Como podemos permanecer firmes em meio a uma sociedade que vive este caos?

           O texto diz em primeiro lugar que não devemos nos intimidar. Seremos criticados, vão nos chamar de antiquados e retrógrados. Em segundo lugar, o mesmo texto mostra que é uma questão de filosofia. O que eles pensam que é destruição, para nós é salvação da parte de Deus. Quando a família aplica os princípios da Palavra de Deus na vida, de certa forma está sendo salva da corrupção, degradação, evitando assim a destruição da sociedade e principalmente da própria família. V. 27 “Portai-vos de modo digno do Evangelho”.

O nosso modo de viver como família de DEUS,  fará de nós instrumentos para abençoar a sociedade, transformar a cultura e de edificação do Reino de Deus aqui na terra, conforme Mateus 5.13-16 (Sal da terra e Luz do mundo). No meio de um mundo em trevas, brilharemos como luzeiros: “Para que venham a tornar-se puros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e depravada, na qual vocês brilham como estrelas no universo” (Filipenses 2 15).

           A família de Deus sofrerá as pressões deste tempo, mas o que importa é estarmos bem preparados para agradar a Deus e preservarmos a nossa família. Por isso é muito importante que nós, como cristãos, tenhamos postura e posicionamento bíblico. Somente assim, mostraremos à sociedade que os princípios de Deus funcionam harmoniosamente no casamento, e nas relações familiares, entre pais e filhos, pois esta é a vontade de Deus para a família.

            Que o nosso bom Deus nos fortaleça e ajude a praticarmos a Palavra de Deus em nossas vidas e relacionamentos. Portanto, dependa sempre de Deus e não em suas próprias forças. Precisamos de Lares que sirvam de modelo para uma sociedade que pensa que a família é uma instituição falida. É impossível ter famílias abençoadas e abençoadoras, que não vivem dentro dos princípios que Deus determinou.

No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth