domingo, 21 de agosto de 2016

A Ceia do Senhor

A CEIA DO SENHOR
Mensagem do dia 21/08/2016 (Domingo/Manhã) – Igreja Batista Mandacaru
Texto: 1Coríntios 11.17-34

Introdução
Ceia do Senhor. Santa Ceia. A Ceia é do Senhor, mas ela é Santa? Participar ou não da Ceia? Como compreender? Qual o entendimento que temos de ter da Ceia? Ainda existe muita confusão quanto a Ceia do Senhor. Vamos pensar um pouco sobre ela antes de realiza-la.

O significado da Ceia do Senhor: v.23-26

Duas idéias, com as quais não compartilhamos:
1) Transubstanciação: os elementos da Ceia (pão e vinho) se transformam no corpo e no sangue do Senhor Jesus (católicos). A mudança é substancial.
 
2) Consubstanciação: os elementos da Ceia são o corpo e o sangue do Senhor, ainda que continuem sendo pão e vinho (luteranos). A presença de Cristo nos elementos é real, embora não aja mudança substancial dos elementos.

Entretanto, nós (BATISTAS) cremos que a Ceia do Senhor é um memorial baseado nas palavras de Jesus: “Fazei isto em memória de mim”. Não há nenhuma transformação nos elementos. Não se trata de um sacramento. Por isso não usamos a expressão “Santa Ceia”, pois ela denota um ato tipicamente sacramental e também místico. Como assim?

  • Sacramental. Porque alguns acreditam que a Ceia é um rito que em si outorga a graça. Sabemos que somente Jesus manifesta Graça, nós estamos debaixo de sua Graça.
  • Místico. Porque alguns acreditam que a Ceia possui algum tipo de poder sobrenatural.

Através da Ceia, relembramos o passado: a morte e a ressurreição de Cristo (vv.23-25). O Pão: simboliza o seu corpo que foi entregue por nós. O Cálice: simboliza o seu sangue que foi vertido por nós na cruz do Calvário.

Através da Ceia, também anunciamos o futuro: v.26. Proclamamos a volta do Senhor Jesus, quando finalmente será celebrada a grande Ceia, as bodas do Cordeiro, o casamento entre o Noivo (Cristo) e a Noiva (Igreja). *Conforme Ap 19.9: “... Felizes os convidados para o banquete do casamento do Cordeiro! E acrescentou: "Estas são as palavras verdadeiras de Deus". 

Como celebrar a Ceia do Senhor: v.17-22, 27-34

Como não celebrar a Ceia do Senhor? Com Divisões, Egoísmo, Falsidade e falta de Entendimento.

1) Com divisões: vv.17-19. A Igreja de Corinto era caracteriza por partidarismos (1Co 1.10-13). “Ouço dizer”, diz Paulo. A imagem daquela igreja estava desfigurada. No v.19, Paulo diz que havia na igreja “partidos” (“heresias”, ou “cisões”). A palavra grega haireseis, cuja tradução é “partido/divergência”, significa uma “decisão obstinada de seguir seu próprio caminho, independente de outras autoridades”. É alguém que não aceita nenhuma autoridade. Tal pessoa precisa ser evitada (Tt 3.10). 

2) Com egoísmo: vv.21-22. No primeiro século, havia uma festa cristã chamada de ´festa ágape’ (Jd 12). Nesses ajuntamentos, cada qual levava seu alimento. Num dado momento da festa, os cristãos celebravam a Ceia do Senhor. Problema: muitas pessoas não compartilhavam seus alimentos com os pobres.

  • O que é, pois, “comer do pão e beber do cálice do Senhor indignamente” (v.27)?
Isso se define pela atitude daqueles que celebram a Ceia com o espírito faccioso e sem considerar as necessidades do próximo e sem compreensão do significado da Ceia. Essas pessoas se reúnem para o que é pior e não o melhor (v.17), elas celebram sua “própria ceia” (v.21), e não a “Ceia do Senhor” (v.20). Aqueles que celebram a Ceia para si mesmos, celebram-na para a própria condenação (v.29). A “própria ceia” gera a própria condenação.

A expressão O “corpo”, no v.29, pode ser o corpo de Cristo ou a Igreja. Pode-se também entender que o “corpo” é tanto o corpo físico de Cristo como a comunidade de Cristo. Aquelas pessoas que celebram a Ceia indignamente, ou seja, sem discernir o “corpo”, são enquadradas na mesma categoria daqueles que mataram o Senhor (v.27).  

Se assim procedermos, seremos julgados pelo Senhor: vv.30-32. Mas o castigo de Deus é a prova do seu amor. Pois sua disciplina tem por objetivo corrigir a má conduta: Pv 3.11,12; Hb 12.5-11.

Conclusão
Antes de participar da Ceia do Senhor, é preciso examinar-se a si mesmo: 1Co 11.28. Examine se você entendeu o real sentido da morte e ressurreição de Cristo. Tenha consciência de que participar da mesa do Senhor é um ato memorial, que proclama a comunhão com o Cristo e com o Corpo de Cristo. Esse exame não tem por objetivo avaliar se você está apto ou não para participar da Ceia. Não! Esse exame é para levar você a se reconciliar com a comunidade de Cristo, para que assim você possa participar da mesa do Senhor. Portanto, que esse não seja um momento para abster-se da Ceia. Antes, que seja um momento de reconciliação.

Vamos celebrar A Ceia do Senhor, faremos a leitura de 1Coríntios 11.23-26:

Como não celebrar a Ceia do Senhor?

Com uma postura de Adorador, Gratidão, Sinceridade, Alegria no coração e Entendimento do significado real da Ceia. É necessário dizer que a Ceia do Senhor é um momento muito alegre, solene e importante para todo cristão. É a afirmação da alegria da salvação. Da vida eterna. Não é mística e nem tem poder em si mesma. A Ceia é um memorial. E tem pelo menos três aspectos práticos:

1º Lembrança: Lembrar com muita alegria e reverencia do que Jesus fez por nós na cruz.

2º Reflexão: Refletir como está a nossa vida cristã, o nosso testemunho pessoal e também a nossa comunhão com Deus e com o próximo.

3º Proclamação: Todas as vezes que participamos da Ceia do Senhor, estamos proclamando que um dia Ele voltará para buscar a sua igreja, e então, estaremos com ELE eternamente.


No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth