quinta-feira, 14 de julho de 2016

Ter Medo É Natural


Ter Medo É Natural

Você tem medo de alguma coisa? O que pode lhe deixar com medo? Seria o futuro? A área financeira? Seria o medo da morte? Medo da violência? O que lhe deixa com medo? O medo é natural até para os corajosos. Qual a maior virtude de Davi, o rei de Israel? É difícil escolher uma, mas certamente a coragem está entre elas. No entanto, há pelo menos um episódio em que fica claramente com medo,

1 Samuel 21.10-15: 10 Naquele dia, Davi se levantou, fugiu de Saul e foi encontrar-se com Áquis, rei de Gate. 11 Mas os servos de Áquis lhe perguntaram: Este não é Davi, o rei da terra? Não era sobre ele que cantavam nas danças, dizendo: Saul matou milhares, mas Davi, dez milhares? 12 Davi pensou muito nessas palavras e teve muito medo de Áquis, rei de Gate. 13 Por isso, mudou de atitude na presença deles e fingiu-se de louco; ele riscava os portões e deixava correr a saliva pela barba. 14 Então Áquis disse aos seus servos: Vedes que este homem está louco! Por que o trouxestes a mim? 15 Será que me faltam loucos, para que o trouxésseis diante de mim para fazer loucuras? Ele entrará na minha casa?”

Davi. Triste e enfraquecido diante da fúria de Saul, Davi fugiu para Gate, cidade filisteia governada por Áquis. O rei local reconheceu Davi como guerreiro poderoso. Em lugar de se valorizar e de usar isso a teu favor, o filho de Jessé temeu. Ele teve medo. Na tentativa de se livrar, fingiu-se de louco. Por mais esquisito que possa parecer, a estratégia deu certo. Em seguida, fugiu para outro lugar.

Aprendemos, com esta história, que o mundo é o que ele é e não o que gostaríamos que fosse. Nós sabemos que “no mundo está o maligno”, o mundo é mal, há muitas pessoas más e sabemos que o mundo pode nos causar muitos medos. Sabendo disto também, foi que Jesus, quando enviou seus apóstolos, deu-lhes esta (estranha) instrução: “Eu vos envio como ovelhas no meio de lobos; portanto, sede astutos como as serpentes e sem malícia (simples) como as pombas” (Mateus 10.16). Ou seja, o cristão não precisa ser bobo diante das situações do mundo, tem que estar esperto e ligado com as coisas que acontecem para não ser enganado e nem mesmo amedrontado pelas possíveis circunstancias que o assolam.

Esta mesma passagem, no entanto, nos adverte que a nossa força pode ser nossa fraqueza. O valente Davi teve medo. Davi estava sendo perseguido por Saul e estava diante do rei de Gate, embora confiasse em Deus, teve medo!

Talvez devêssemos julgá-lo: Matou o gigante Golias e agora estava com medo? Que estranho! Será que este é mesmo o Davi que conhecemos? Mas ao invés de julgá-lo, devemos nos identificar com ele: A verdade é que há situações que nos põem medo. Por que não admitir quando sentimos medo? O que não podemos é deixar o medo nos dominar. Se tivermos medo, seja lá qual for a área, devemos pedir a Deus que nos fortaleça e nos dê coragem e sabedoria para enfrenta-los. Deus tire seus medos e siga em frente com confiança no Senhor.


No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

3 comentários:

  1. Uma grande verdade. Acredito que o medo era a prova da humanidade de Davi. Davi era humano!!

    ResponderExcluir
  2. Querido Deus, ajuda-me a lidar com meus medos...principalmente aqueles que têm me deixado angustiada... Em nome de Jesus!🙏🏻

    ResponderExcluir
  3. Querido Deus, ajuda-me a lidar com meus medos...principalmente aqueles que têm me deixado angustiada... Em nome de Jesus!🙏🏻

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth