sexta-feira, 8 de julho de 2016

#SALMO 6 – parte 3

Estudos em Salmos
Salmo 6 “PEDIDO POR MISERICÓRDIA” – Parte 3

3. A declaração de Davi (vv. 8-10);
8 Apartai-vos de mim, todos vós que praticais a maldade, porque o SENHOR já ouviu a voz do meu pranto. 9 O SENHOR já ouviu a minha súplica, o SENHOR acolheu a minha oração. 10 Todos os meus inimigos serão envergonhados e muito perturbados; abruptamente eles se retirarão de vergonha.

Davi faz um pedido, não que passe ileso, mas que Deus amenize sua disciplina, tenha misericórdia (vv. 1-4), e mostra a sua profunda angústia (vv. 5-7). Agora, a sua confiança é renovada depois de ouvir a resposta de Deus. Aliás, o salmista declara que Deus “ouviu sua voz de pranto, ouviu sua súplica e acolheu a sua oração”.

Bela lição: Temos um Deus presente, pessoal que ouve nossas orações. Então (vv. 8-9) Davi fala para os inimigos se afastarem e que agora são os inimigos que devem sentir vergonha e medo.
Em meio às suas dificuldades, a coragem surge de modo surpreendente quando ele se dirige aos seus inimigos. Essa ousadia também tem uma única base, a de que a confiança do salmista está totalmente alicerçada na atenção e intervenção absoluta de seu Senhor. Uma outra bela lição: Em meio a dor, não perca a fé. Chore, mas mantenha-se confiante no Senhor. Agora está na mão de Deus. V. 10: Tranquilidade.

CONCLUSÃO
Quem nunca chorou de dor? Quem nunca foi vítima de pessoas maldosas? A gente chora, pensa até na morte. Mas se dependemos da misericórdia de Deus e clamamos a ele, podemos crer que a vitória virá. O v. 9 é a chave do salmo. “Deus ouve nossas orações”. Então, os que apostam na nossa derrota passarão vergonha. Deus livra, mesmo que demore. Mas livra. Deus sempre cuida dos seus!

No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth


Nós vimos...
1. O Pedido de Davi (vv. 1-4);
2. O Sentimento de Davi (vv. 5-7);

3. A declaração de Davi (vv. 8-10);

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth