sexta-feira, 27 de maio de 2016

#SALMO 4 – parte 1

Estudos em Salmos
Salmo 4 “UMA ORAÇÃO EM MEIO A ANGÚSTIA” – Parte 1
INTRODUÇÃO
Há algumas semelhanças entre o salmo 3 e o 4, o Salmo 3 é conhecido como Salmo matutino (v.5), e o Salmo 4, como noturno (vv. 4 e 8), provavelmente o 3 foi composto ao amanhecer e o 4 antes de dormir. Ambos possuem o mesmo contexto de perseguição, Davi estava cercado por sofrimento, injustiça e opressão. No Salmo 3, Davi estava sendo perseguido por seu filho, Absalão (2Samuel 15-19). Mas este Salmo, que é também uma oração, foi composto quando ele estava sendo perseguido por Saul, porque Deus o rejeitara e escolhera a Davi para ser Rei (1Sm 21 a 31 – onze capítulos. Essa guerra durou muitos anos: 2Sm 3.1).

Eis o momento específico do salmo: 1Samuel 22, quando Davi se escondeu na caverna de Adulão. Como se podia dormir numa hora desta? Ao final de mais um dia de pressão, dor e perseguição, Davi trava três diálogos que o leva da angustia à paz, e então, o sono tranquilo.

1. DAVI OROU A DEUS PEDINDO POR SUA ANGÚSTIA (v.1)
2. DAVI FAZ ADVERTENCIAS AOS INIMIGOS E INSTÁVEIS (VV 2-5)
3. DAVI LOUVOU A DEUS POR TER OBTIDO UMA PERSPECTIVA CORRETA (vv. 6-8)

1. DAVI OROU A DEUS PEDINDO POR SUA ANGÚSTIA (v.1)
"Responde-me quando clamo, ó Deus que me faz justiça! Dá-me alívio da minha angústia; Tem misericórdia de mim e ouve a minha oração".

Na hora do aperto, DAVI fez o que todos nós deveríamos fazer, orar. Ele está em aperto, na caverna (leia o Salmo 142). Caverna é lugar estreito, escuro, desajeitado. Não é lugar para se viver bem. Interessante que a palavra traduzida por “angústia” traz essa ideia de “aperto”. Nós usamos uma expressão parecida para dizermos que estamos angustiados, dizemos assim: "estou com um aperto no coração" ou "com o coração apertado".

Por isso Davi pede: "Alivia a minha angustia, tenha misericórdia de mim e ouve a minha oração". Eis o fundamento da oração: Deus ouve e muda a situação. Davi cria nisso e é por isto também que devemos orar. Deus pode mudar a situação se Ele quiser, pois Ele é misericordioso.

No aperto, Deus lhe deu “largueza”, "refrigério", "confiança" e "paz" (v.8). Ele usa a expressão:  “ó Deus que me faz justiça!”, ou, “Deus da minha justiça”. Com tal confiança, Davi sabia que a intervenção é divina e ela reside em Deus, não em si mesmo. O Deus justo, dono da justiça do salmista com base em sua misericórdia e graça, ouve a oração. Ouve o clamor de seus servos.

Em Filipenses 4.6-7, Paulo diz exatamente isto: "Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus".

  • Creia, ore, clame e Deus irá aliviar sua angústia assim como aliviou a de Davi.
 No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Vimos
1. DAVI OROU A DEUS PEDINDO POR SUA ANGÚSTIA (v.1)
Ainda falta...
2. DAVI FAZ ADVERTENCIAS AOS INIMIGOS E INSTÁVEIS (VV 2-5)
3. DAVI LOUVOU A DEUS POR TER OBTIDO UMA PERSPECTIVA CORRETA (vv. 6-8)



Um comentário:

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth