domingo, 28 de dezembro de 2014

É para Deus?


É para Deus?

“Minha mensagem e minha pregação não consistiram de palavras persuasivas de sabedoria, mas consistiram de demonstração do poder do Espírito” (1 Coríntios 2.4).

Hoje em dia tem “pregador” de todo e qualquer jeito para tudo e todos os gostos. Têm os atores, chorões, milagreiros, místicos, eloquentes, iletrados, exibicionistas, enganadores, midiáticos, anônimos, hereges, puritanos, moralistas, legalistas, juízes, liberais, libertinos... e assim vai!

Reconhecemos poucos pregadores segundo o coração de Deus. Assim como tem sido difícil reconhecer ouvintes interessados na vontade de Deus. Existe um enorme esforço pessoal para tentar impressionar pessoas, para receber aplausos ou simplesmente para viverem não terem opositores. Isso acontece porque o EU está em evidencia. O pensamento é mais ou menos assim: O que ganho ou perco com isso?

"O DOM é para o SERVIÇO e não para SER VISTO" e que quando Deus manda o profeta falar, ele tem que falar. Não deve se calar, negligenciar ou camuflar a mensagem de Deus para o povo como medo de represarias. Temos que vigiar, pois todos nós podemos cair no erro de focar demais em nós mesmos para impressionar ou agradar homens. Falar a verdade de Deus e não falácias humanas.

Quando falamos sobre com outras pessoas, é muito mais importante que elas entendam a Palavra de Deus e encontrem na mensagem transmitida as verdades bíblicas apontadas para Cristo e seu propósito de vida eterna, do que ficarem impressionadas por qualquer outra razão. Ou seja, quão melhor recompensa é esta; de saber que você abriu os olhos de alguém para a vida eterna, do que simplesmente alimentar o teu orgulho momentaneamente.

Portanto, seja pregando, cantando, dançando, tocando, servindo ou fazendo qualquer coisa, que seja para o Senhor não para homens, por isso pedimos sinceramente: “Senhor livre-nos desta terrível vaidade e que o TEU nome seja glorificado sempre”.


No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth