domingo, 16 de março de 2014

Cristão, a Igreja de Cristo

Cristão, a Igreja de Cristo
Mensagem do dia 16/03/2014 (Domingo/Manhã) 
Igreja Batista Central em Toledo

“Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” (1 Pedro 2.9).

Introdução
O Cristão é a Igreja de Cristo. A igreja é o povo chamado por Deus das trevas para a maravilhosa Luz, da escravidão para a liberdade, do pecado para a santidade, da perdição para a salvação. O homem natural está longe de Deus, é rebelde contra Deus, e por isso ainda se encontra morto em seus delitos e pecados. Deus resgata o pecador arrependido. Deus tira a viseira dos seus olhos e o tampão dos seus ouvidos. O homem é regenerado, justificado e será glorificado. Obtêm a vida eterna por causa de sua graça e misericórdia, não por esforços humanos.

A igreja é o povo chamado do mundo para um relacionamento particular com Deus. Fomos adotados na família de Deus. Somos filhos de Deus, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo. Fomos chamados para um lugar de vida e não para as sombras da morte. Fomos chamados para vivermos de forma abundante e excelente e não para nos apresentarmos no palco do mundo com as ilusões da vida, mas com as verdades de Cristo. Fomos chamados para a liberdade em Cristo e não para colocarmos novamente nosso pescoço no jugo da escravidão.

A igreja é um lugar de vida, e nós podemos nos alegrar, agradecer e glorificar a Deus, por pelo menos três razões:

Em primeiro lugar, A DÍVIDA FOI PAGA: Aqueles que estão em Cristo ao olharem para o PASSADO têm convicção de que seus pecados foram perdoados. Todo aquele que pela fé veio a Cristo, e o recebeu como único e suficiente Salvador e Senhor, foi justificado e não pesa mais sobre ele nenhuma condenação. Com respeito à justificação foi liberto da condenação do pecado. Seus pecados foram perdoados. Sua dívida foi paga. A lei foi plenamente cumprida e as demandas da justiça satisfeitas em Cristo . Quem está em Cristo é nova criatura. Recebe um novo coração, uma nova mente, uma nova vida, uma nova família, uma nova pátria. Nosso passado foi passado a limpo e fomos lavados no sangue de Jesus, temos uma nova vida, sem as algemas da culpa.

Em segundo lugar, UMA VIDA ABUNDANTE: Aqueles que estão em Cristo ao olharem para o PRESENTE têm convicção de que podem viver apoiados no poder de Deus. Aquele que está em Cristo não está mais debaixo do poder do pecado. Não é mais escravo do pecado, embora peque. O poder que opera nele não é mais o poder da morte, mas o poder da Ressurreição e da Vida. Nele habita plenamente a palavra de Cristo. Ele foi feito templo do Espírito Santo. Cristo habita em seu coração pela fé. Ele morreu para o pecado e, agora, está vivo para Deus. Vive para Deus e não para si mesmo. A suprema grandeza do poder de Deus está à sua disposição para viver vitoriosamente dia após dia, pois com respeito à justificação, o preço foi pago. E com respeito a santificação foi feito livre e santo pois o PAI o chamou para si como seu povo. Chamados para anunciar a Cristo. E pode viver uma vida abundante até sua morte ou a vinda de Cristo, com paz, com amor, com alegria, comunhão e intimidade com Deus e com seus irmãos em Cristo.

Em terceiro lugar, UM DESTINO GLORIOSO: Aqueles que estão em Cristo ao olharem para o FUTURO têm convicção de que caminham para a glória. O futuro de todos já está certo, para os que creem em Cristo verão a glória de Deus e os que não creem sofrerão a condenação eterna (João 3.18). Aqueles que receberam Jesus como Senhor e Salvador, Deus salvou e justificou, a estes Deus também glorifica. A nossa glorificação é um fato do futuro, mas Deus é atemporal, e na sua mente e nos decretos de Deus já está consumado. Não caminhamos para um ocaso fúnebre, mas para a eternidade bendita. Não marchamos para um túmulo gelado, mas para a ressurreição gloriosa. Não nos assombramos diante de um futuro incerto, mas gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. Receberemos um corpo semelhante ao corpo da glória de Cristo. Viveremos e reinaremos com Cristo por toda a eternidade. Deus, então, enxugará dos nossos olhos toda a lágrima, porque com respeito à glorificação seremos libertos da presença do pecado.

Conclusão
No passado, no presente ou no futuro, o cristão, que é a Igreja de Cristo possui várias razões para nos alegrar, agradecer e glorificar a Deus, pensei em pelo menos três:

Olhando para o passado: A DÍVIDA FOI PAGA.
Olhando para o presente: UMA VIDA ABUNDANTE.
Olhando para o futuro: UM DESTINO GLORIOSO.

Você tem consciência de quem você é em Cristo?
Tem consciência dos benefícios de ser cristão?
Tem consciência das responsabilidades de todo cristão?


No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Clique no link e baixe o slide da Mensagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth