domingo, 6 de outubro de 2013

EU SOU O QUE SOU

EU SOU O QUE SOU
Série: Os Eu Sou da Bíblia – Estudo 01 - Texto: Êxodo 3.14
Mensagem do dia 06/10/2013 (Domingo/Manhã) – Igreja Batista Central em Toledo

“Deus disse a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Assim responderás aos israelitas: EU SOU me enviou a vós” (Êxodo 3.14).

Introdução
O capítulo 3 de Êxodo é bem conhecido por todos nós, ele relata o chamado de Moisés e sua missão difícil de libertar o povo que estava escravo no Egito. Deus fala com Moisés do meio de uma sarça que estava pegando fogo, mas não se consumia. Moisés se aproximou e Deus disse: “Não te aproximes daqui. Tira as sandálias dos pés, pois o lugar em que estás é terra santa. E disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. E Moisés escondeu o rosto, pois teve medo de olhar para Deus” (vv. 5-6). Deus viu e ouviu o clamor de seu povo que estava sendo oprimido no Egito como escravos.

Vamos ler o diálogo entre Deus e Moisés vv. 10-14: 10 Agora, portanto, vai. Eu te enviarei ao faraó, para que tires do Egito o meu povo, os israelitas” 11 Então Moisés disse a Deus: Quem sou eu para ir ao faraó e tirar os israelitas do Egito? 12 Deus lhe respondeu: Certamente eu serei contigo, e isto será um sinal de que eu te enviei: Quando houveres tirado o meu povo do Egito, prestareis culto a Deus neste monte. 13 Então Moisés disse a Deus: Quando eu for aos israelitas e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós, e eles me perguntarem: Qual é o nome dele? Que lhes direi? 14 Deus disse a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Assim responderás aos israelitas: EU SOU me enviou a vós”.

Porque Deus falou desta maneira? EU SOU O QUE SOU. Pensei em pelo menos 3 razões:

A 1ª RAZÃO: POR SER QUEM ELE É. Essa expressão que Deus usou aponta para a sua autoexistência e para o fato de que ELE é eterno e soberano sobre todas as coisas. No versículo 6 vemos a importância Dele ser reconhecido como o “Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó”. O “Deus de vossos pais” é imediatamente discernível: ELE é o mesmo e único Deus ao longo de todos os tempos.

A 2ª RAZÃO: POR UMA QUESTÃO CULTURAL. Deus falou dessa maneira por uma questão cultural. O povo entenderia a expressão. Aquele que tem nome é dominado por alguém. Por exemplo, o domínio de Adão sobre a criação é revelado quando ele dá nome aos animais (Gn 1.26; 2.19-20). Assim, Deus não pode ser nomeado, pois não pode ser dominado pelo homem, ELE quem domina sobre tudo e sobre todos, por isso que ELE disse: “... EU SOU O QUE SOU. Assim responderás aos israelitas: EU SOU me enviou a vós”.

Com isso, Deus deu para Moisés legitimidade, deu “Suas Credenciais”, para que o povo confiasse nele e soubesse que realmente fora enviado pelo grande “EU SOU”. Assim Moisés não seria considerado um charlatão. O povo entenderia que Moisés estava sob a autoridade de Deus e não estaria querendo tomar para si o domínio e a autoridade que os egípcios tinham sobre o povo.

A 3ª RAZÃO:POR UMA QUESTÃO DE FÉ. Também, porque a relação entre criatura e Criador parte do princípio da fé, e não de fatos compreensíveis ao homem, Deus não tem falar seu nome e nem tem que explicar quem Ele é, Ele apenas é o que ELE é. E ponto final.

CONCLUSÃO
Deus é Soberano sobre toda terra. ELE é o grande EU SOU. Isso basta para crermos e confiarmos plenamente NELE, em Seus planos e propósitos eternos.

No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth


Clique no link e baixe o slide da mensagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth