domingo, 20 de outubro de 2013

EU SOU – O MESSIAS

EU SOU – O MESSIAS
Série: Os Eu Sou da Bíblia – Estudo 02 
Mensagem do dia 20/10/2013 (Domingo/Manhã) 
Igreja Batista Central em Toledo

João 4.25-26: 25 E a mulher respondeu: Eu sei que o Messias, que se chama o Cristo, vem; quando ele vier nos anunciará todas as coisas. 26 E Jesus lhe disse: Sou eu, o que está falando contigo”.

Introdução
O contexto de nosso texto está registrado o diálogo que Jesus teve com uma mulher samaritana. Antes de tudo, é interessante pensar no que Jesus fez, em sua decisão, com isso JESUS quebrou alguns paradigmas.

Primeiro, quando os judeus iam da Judéia para Galiléia e vice-versa, nunca passavam por Samaria. Os samaritanos representavam uma ofensa tão grande que eles nem queriam por os pés na Samaria. Embora a rota mais curta atravessasse essa província, os judeus nunca usavam este caminho. Eles tinham a própria trilha, que ia ao norte da Judéia, a leste do Jordão, entrando na Galiléia.

Jesus bem poderia ter seguido por essa rota, muito usada, que unia a Judéia à Galiléia. Mas o texto diz que Jesus deixou a Judéia e foi outra vez para a Galiléia, e Era-lhe necessário passar por Samaria (v.3-4). Jesus quis passar por Samaria, ELE tinha propósitos específicos, Ele tinha coisas para revelar tanto aos judeus como aos samaritanos. O resultado daquele diálogo foi a conversão de muitos samaritanos (4.39). Fico imaginando a cara dos discípulos depois da conversão dos samaritanos!

Segundo, além de entrar em Samaria, Jesus inicia um diálogo com uma mulher e esta mulher era samaritana e além de ser samaritana, era adultera. Tudo que os judeus repugnavam. Mais uma vez Jesus queria ensinar algo, e na carta para Tito o apóstolo Paulo que compreendeu muito bem o evangelho escreveu: “Porque a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação a todos os homens” (Tt 2.11).

Jesus é para todos! A salvação é para todos os que aceitarem o evangelho de Cristo, seja judeus, gregos ou samaritanos. Jesus Universalizou a Graça. Na verdade, os judeus que não entenderam os propósitos de Deus que era o de alcançar todos os povos. Os judeus deveriam anunciar a Deus, mas eles fizeram o contrário, se fecharam.

Voltemos ao nosso texto, João 4.25-26: Os samaritanos também aguardavam a vinda do Messias (v. 25) e a mulher sabia que quando viesse o Messias “anunciaria todas as coisas”. É por isso que o diálogo com Jesus foi tão significante, os samaritanos não adoravam em Jerusalém, então aquela mulher pergunta:

20 Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que Jerusalém é o lugar onde se deve adorar. 21 Então Jesus lhe disse: Mulher, crê em mim, a hora vem em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. 22 Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos; porque a salvação vem dos judeus. 23 Mas virá a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai no Espírito e em verdade; porque são esses os adoradores que o Pai procura. 24 Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem no Espírito e em verdade”.

A mulher ainda não entendera com quem estava conversando: 25 E a mulher respondeu: Eu sei que o Messias, que se chama o Cristo, vem; quando ele vier nos anunciará todas as coisas. 26 E Jesus lhe disse: Sou eu, o que está falando contigo”.

Jesus declarou diretamente ser o Messias. O uso da expressão “eu sou” autentica ainda mais a sua identidade, é a mesma expressão usada em Êxodo 3.14 “EU SOU O QUE SOU”, Jesus falou isso de propósito, ELE é o MESSIAS, o Cristo, o Ungido de Deus. João tem o objetivo de mostrar que Jesus é o próprio Deus (Jo 1.1-3), que o Pai e o Filho, Jesus são um (Jo 10.30), e que Jesus é o Messias que os judeus rejeitaram (Jo 1.11-12).

Tempos depois quando Jesus havia sido traído e preso, agora estava diante do Sinédrio, fora interrogado, Marcos 14.60-62: 60 Então, o sumo sacerdote levantou-se no meio de todos e perguntou a Jesus: Não respondes coisa alguma ao que estes depõem contra ti? 61 Ele, porém, permaneceu calado e nada respondeu. E o sumo sacerdote voltou a interrogá-lo, perguntando-lhe: Tu és o Cristo, o Filho do Deus bendito? 62 Jesus respondeu: Eu sou. E vereis o Filho do homem assentado à direita do Poderoso, vindo com as nuvens do céu”.

Jesus disse ser o Messias, àquele que deveria vir, o salvador do mundo, o cordeiro de Deus, o príncipe da paz, aquele que liberta, que transforma, que cura. Jesus é o nosso Deus, o nosso Senhor e Salvador. Nele temos a vida eterna. Louvado seja o Teu Santo nome, JESUS.

No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth


 Clique no link e baixe o slide da mensagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth