domingo, 20 de outubro de 2013

A Cruz de Cristo

“A Cruz de Cristo”
Mensagem do dia 20/10/2013 (Domingo/Noite) 
Igreja Batista Central em Toledo

“Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo” (Gálatas 6.14).

INTRODUÇÃO
·         O que você pensa acerca da Cruz de Cristo?
·         O que a Cruz Significa para você?
·         Quais são os resultados da Cruz de Cristo?

Talvez você não considere esta questão como algo tão importante, talvez você pense na Cruz e possa imaginar apenas sofrimento e dor e não consegue ver a vitória que ocorreu nela. Talvez você não tenha a dimensão exata do que a Cruz representa. A grande verdade é que DELA depende intensamente o bem-estar eterno de toda humanidade.


Houve um homem que disse gloriar-se na Cruz de Cristo. Foi alguém que revirou o mundo de cabeça para baixo, fez a diferença e foi muito relevante em sua época e até os dias de hoje o seu exemplo é admirável. De todos os homens que já viveram neste mundo, foi ele quem mais contribuiu para o progresso e estabelecimento do cristianismo. E o mais incrível que mesmo assim, foi este mesmo homem quem disse humildemente:

“Longe esteja de mim gloriar-me (orgulhar-me), a não ser na Cruz de nosso Senhor Jesus Cristo...” (Gl 6.14).

A “cruz de Cristo” com toda certeza é um assunto importantíssimo para o apóstolo Paulo, diria que essencial, melhor ainda, é o assunto principal.

Quero refletir juntamente com os irmãos, a respeito da Cruz de Cristo. Sua importância para os cristãos e sobre os resultados que ela causa na vida da humanidade e principalmente nos que crêem Nela.

1. A palavra cruz, na Bíblia, algumas vezes faz referência à cruz de madeira na qual o Senhor Jesus foi cravado e posto para morrer no Calvário. Isto é precisamente o que Paulo tinha em sua mente quando falou aos Filipenses que Cristo “foi obediente até a morte, e morte de cruz (Fp 2.8). Contudo, esta não era a cruz na qual Paulo se gloriava (a de madeira). Jamais se gloriaria em um mero pedaço de madeira. Julgaria tal ato como um ato profano, blasfemo e idolátrico.

2. A cruz, em outras vezes, é direcionada às aflições, provações e dificuldades que os cristãos atravessam por professarem sua fé e quando seguem a Cristo fielmente. Este é o sentido no qual nosso Senhor usa a palavra, quando diz: “Aquele que não toma a sua cruz, e segue-me, não é digno de mim” (Mt 10.38).  O apóstolo Paulo sabia muito bem o que significa Sofrer por Cristo. Ele Sofreu.

3. Mas a palavra cruz também se refere, em alguns outros lugares da Escritura, à doutrina de que Cristo morreu pelos pecadores sobre a Cruz. A expiação (o resgate) que Ele fez pelos pecadores, por Seus sofrimentos em favor deles lá sobre a Cruz. O completo e perfeito sacrifício pelo pecado da humanidade que Jesus ofereceu quando deu Seu próprio corpo para ser crucificado. Ele é O Cordeiro de Deus. Em suma, este termo,a cruz, aponta para Cristo crucificado, o Único e suficiente Salvador. Por isso Paulo diz:

“Longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na Cruz de nosso Senhor Jesus Cristo...”.

O apóstolo Paulo respirava isso. Tinha paixão. A Obra de Jesus na Cruz era a alegria e o deleite, o conforto e a paz, a esperança e a confiança, o fundamento e o lugar de descanso, a fortaleza e refúgio, o lugar seguro, o alimento e o remédio da alma de Paulo.

Ele não considerava que teria de executar algo por si mesmo ou padecer por si mesmo. Ele não era mediado por sua própria bondade, inteligência e nem por sua própria retidão e vontade. Ele amava pensar naquilo que Cristo havia feito e naquilo que Cristo havia sofrido por amor a ele. Nisto, sim, ele se gloriava.

Este era o assunto que sobre o qual ele mais amava pregar. O apóstolo Paulo foi um homem que percorreu a terra anunciando a Cruz de Cristo aos pecadores. Ele caminhou por vários lugares neste mundo falando às pessoas que Jesus Cristo as amava, a ponto de morrer pelos seus pecados sobre a cruz e que poderia dar Vida Eterna.

Este foi o tema sobre o qual ele amava alongar-se ao escrever suas cartas. É maravilhoso observar suas palavras. Seu coração estava cheio, transbordava sobre este assunto. Ele parece pensar que mesmo para o cristão mais maduro, nunca é demais ouvir sobre a cruz.

Ele – outrora um blasfemo, fariseu perseguidor da Igreja de Cristo, havia sido lavado pelo sangue do Cordeiro. Por isso ele nunca se cansava de falar da Cruz de Cristo. O perseguidor passou a ser perseguido e por várias situações participou do sofrimento da Cruz.

Trazia em seu corpo as marcas. Ele não apenas pensava e escrevia sobre o tema, ele vivia a Cruz de Cristo. Foi isso que ele disse aos Gálatas:

“Já estou Crucificado com Cristo. Portanto, não sou mais eu quem vive, mas é Cristo quem vive em mim. E essa vida que vivo agora no corpo, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim” (Gálatas 2.20)

Irmãos, agora eu lhes pergunto:
ü  O que o fazia tão forte para o labor?
ü  O que o fazia tão disposto para a obra?
ü  O que o fazia tão incansável em esforçar-se para salvar alguns?
ü  O que o fazia tão perseverante e paciente?
ü  O que o fazia tão obstinado e disposto a morrer por Cristo se preciso fosse?

Ele compreendeu.... Os resultados da Cruz de Cristo

1. Os benefícios da Cruz (que são enormes):
A Vida eterna com Deus. Vida abundante com Paz, Alegria, O amigo verdadeiro, Novos valores e princípios. Vida com uma nova família, Comunhão com os irmãos. Ajuda, exortação e motivação mútua.

2. Mas também a Cruz de Cristo nos atribui Responsabilidades.

O cristão deve Adorar a Deus; Não só na Igreja, mas ter uma vida de adorador, não é circunstancial, é permanente. Ter intimidade com Deus e com sua Palavra. BO = Bíblia e Oração.

O cristão deve Servir a Deus; Pensando em contribuir para o Reino de Deus. Com sua vida, bens, dons e talentos. Não ficar parado, sentado nos bancos. Participar dos sofrimentos e das alegrias da Cruz. Ser um soldado de Cristo.

O cristão deve Servir ao próximo; Ser servo. Jesus deu o exemplo.

O cristão deve Proclamar a cruz de Cristo; Evangelizar, Testemunhar.

O apóstolo Paulo entendeu “os dois lados da moeda”. O PROBLEMA é que hoje em dia, boa parte dos “cristãos”, estão acomodados e querem apenas desfrutar dos Benefícios da Cruz de Cristo (Estou salvo mesmo). E não querem exercer suas Responsabilidades como autênticos filhos de Deus, verdadeiros servos, assim como Paulo foi.

Muitos dizem conhecer Jesus, mas saiba que: “O conhecimento não quer dizer muita coisa quando não há prática, na verdade, neste caso o conhecimento não significa nada”.

Você pode conhecer uma boa porção da Bíblia. Pode conhecer os contextos históricos de cada livro e até mesmo citar datas dos eventos que a Bíblia descreve, nomes. Você pode conhecer vários preceitos da Bíblia e até mesmo os admira-los. 

Você pode conhecer bastante acerca de Cristo. Você pode conhecer bem quem Ele foi, onde e como Ele nasceu, o que Ele fez. Você pode conhecer Seus milagres, Suas falas, Suas profecias, e Suas ordenanças. Você pode saber como Ele viveu, como Ele sofreu, como Ele morreu e como Ele Ressuscitou e subiu aos céus.

Você pode conhecer todas essas coisas, contudo, apenas pode-se conhecer intimamente o poder da Cruz de Cristo Experimentando-a; Vivenciando-a dia após dia, Refletindo a Graça de Deus para os que estão a sua volta. Se você ainda não vivencia a Cruz de Cristo, dizer que é cristão, não fará sentido algum. Se assim for, apenas viverá uma religião, terá ritos, costumes e tradições.

Lembro-me das palavras de Jesus à Igreja de Laodicéia em Apocalipse 3:

Igreja em cima do Muro, vv. 15-16:15 Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente! 16 Assim, porque és morno e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca”. ELE não aceita indecisos.

Igreja com valores distorcidos, vv. 17-18: 17 pois dizes: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma, e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu. 18 Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas”. Ele deseja purificar os impuros.

Jesus estava de fora da Igreja, vv. 19-20: 19 Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso e arrepende-te.20 Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo”.Ele deseja ter intimidade com você.

Conclusão
Irmãos, faça uma autoanálise: Assuma o seu papel como um genuíno cristão, tendo uma real imagem da Cruz. Não apenas desfrute dos seus Benefícios, mas Participe das Responsabilidades da Cruz de Cristo. Por mais que façamos, nunca será suficiente, não podemos nos conformar com o jeito que está. Deus merece sempre o melhor. Portanto, dê sempre o melhor para o Senhor.


No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Clique no link e baixe o slide da mensagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth