domingo, 24 de fevereiro de 2013

SALMO 4 - A ORAÇÃO EM MEIO A ANGÚSTIA



SALMO 4 - A ORAÇÃO EM MEIO A ANGÚSTIA

Mensagem do dia 24/02/2013 (Domingo/Noite) 

Igreja Batista Central em Toledo

INTRODUÇÃO
Há algumas semelhanças entre o salmo 3 e o 4, o Salmo 3 é conhecido como Salmo matutino (v.5), e o Salmo 4, como noturno (vv. 4 e 8), provavelmente o 3 foi composto ao amanhecer e o 4 antes de dormir. Ambos possuem o mesmo contexto de perseguição, Davi estava cercado por sofrimento, injustiça e opressão. No Salmo 3 Davi estava sendo perseguido por seu filho, Absalão (2Samuel 15-19). Mas este Salmo, que é também uma oração, foi composto quando ele estava sendo perseguido por Saul, porque Deus o rejeitara e escolhera a Davi para ser Rei (1Sm 21 a 31 – onze capítulos. Foi algo tenso, essa luta durou anos: 2Sm 3.1). O momento específico do salmo: 1Samuel 22, quando Davi se escondeu na caverna de Adulão. Como se podia dormir numa hora desta?  Ao final de mais um dia de pressão, dor e perseguição, Davi trava três diálogos que o leva da angustia à paz e sono tranquilo.
 
1. DAVI OROU A DEUS PEDINDO POR SUA ANGÚSTIA (v.1)
"Responde-me quando clamo, ó Deus que me faz justiça! Dá-me alívio da minha angústia; Tem misericórdia de mim e ouve a minha oração".

Na hora do aperto, ele ora. Ele está em aperto, na caverna (leia, depois, o Salmo 142). Caverna é lugar estreito. Não é lugar para se viver bem. interessante que a palavra traduzida por “angústia” traz essa idéia de “aperto”. Nós usamos uma expressão parecida para dizermos que estamos angustiados, dizemos assim: "estou com um aperto no coração" ou "com o coração apertado".

Por isso Davi pede: "Alivia a minha angustia, tenha misericórdia de mim e ouve a minha oração". Eis o fundamento da oração: Deus ouve e muda a situação. Davi cria nisso e é por isto que devemos orar. Deus pode mudar a situação se Ele quiser. No aperto, Deus lhe deu “largueza”, "refrigério", "confiança" e "paz" (v.8). A base suprema para a intervenção divina reside em Deus, não no salmista. O Deus justo, dono da justiça do salmista com base em sua misericórdia, ouve a oração. Ouve o clamor de seus servos.

Em Filipenses 4.6-7, Paulo diz exatamente isto: "Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus".

  • Creia, ore, clame e Deus irá aliviar sua angústia assim como aliviou a de Davi.

2. DAVI FAZ ADVERTENCIAS AOS INIMIGOS E INSTÁVEIS (VV 2-5)
"2 Até quando vocês, ó poderosos, ultrajarão a minha honra? Até quando estarão amando ilusões e buscando mentiras? Pausa 3 Saibam que o Senhor escolheu o piedoso; o Senhor ouvirá quando eu o invocar. 4 Quando vocês ficarem irados, não pequem; ao deitar-se reflitam nisso, e aquietem-se. Pausa 5 Ofereçam sacrifícios como Deus exige e confiem no Senhor".

* AOS INIMIGOS (vv. 2-3). Saul fora rejeitado. Davi, o escolhido. Seguir a Saul era seguir a vaidade (futilidade) e a mentira. Seguir Saul era desobedecer ao próprio Deus. Era ignorar a verdade. No versículo 3, vemos um contraste com v 2, Davi era distinguido como piedoso, seus inimigos como aqueles que manchavam a glória da escolha de Deus para Davi.

Deus separou Davi, “aquele que é piedoso”- “piedoso” é hassid, que significa “o que é fiel ao pacto, aliança ou voto com Deus”. É a melhor definição para uma pessoa abençoada pela graça de Deus. Por isto que Deus o ouve. Eles fizeram um pacto. Se firmamos uma aliança com Deus (e ela está em Jesus – veja Mateus 26.28: "no seu sangue"),  confiemos que Ele nos guardará e que Ele ouvirá nossas orações. E as pessoas saberão que somos "piedosos" como Davi também era reconhecido.

* AOS INSTÁVEIS (vv. 4-5). Em algumas versões “Irai-vos e não pequeis” (segundo o texto grego). Na versão da B.Séc 21: "Na vossa ira, não pequem, consultai o coração no travesseiro e aquietai-vos". Mas no texto hebraico a idéia da expressão é: “Tremei de medo”. Nesse contexto, a admoestação significa tremer ou estremecer no temor do Senhor para não pecar.

Eis então uma palavra ao grupo: "Tremam e temam ao Senhor, e ao deitar-se reflitam nisso". É a mesma idéia de Efésios 4.26, "Irai-vos e não pequeis, não se ponha o sol sobre sua ira". A ira deles era contaminada por Saul, Davi não os odiava, mas mostrava-se compassivo ao revelar o desejo de Deus para eles. Temor, obediência, v. 4; adoração e confiança no Senhor, v. 5.

  • Mais uma vez o apelo: Confie no Senhor.

3. DAVI LOUVOU A DEUS POR TER OBTIDO UMA PERSPECTIVA CORRETA (vv. 6-8)
"6 Muitos perguntam: "Quem nos fará desfrutar o bem? " Faze, ó Senhor, resplandecer sobre nós a luz do teu rosto! 7 Encheste o meu coração de alegria, alegria maior do que a daqueles que têm fartura de trigo e de vinho. 8 Em paz me deito e logo adormeço, pois só tu, Senhor, me fazes viver em segurança".

No versículo 6: “Bem”. Heb.: tôv, “bom”, uma “coisa boa”.  Quem não gosta de coisas boas? Na versão da BLH: “Há pessoas que oram assim: Dá-nos mais bênçãos, ó SENHOR Deus, e olha para nós com bondade”. Elas querem "o bem" tôv, "as coisas boas", querem felicidade, querem bênçãos, mas será que querem o Deus das bênçãos?

Que felicidade Davi deseja? A do versículo 7. Maior que fartura e abundância, maior que as riquezas e os bens materiais. Versículo 8: "Em paz me deito e logo adormeço, pois só tu, Senhor, me fazes viver em segurança". O Bem maior é dormir em “paz”. O hebraico é shalom, mais que bem-estar ou felicidade que as coisas do mundo podem trazer. É a realização, integralidade. É o refrigério da alma, o equilíbrio em todas as áreas da vida. Só Deus pode fazer isto. E não há bem maior que este.

  • Você tem dormido em paz? Você tem este refrigério quando coloca sua cabeça no travesseiro? Em Deus você pode ter.

CONCLUSÃO
Depois de ouvir tudo o que foi dito aqui nesta noite, talvez uma questão paira sobre sua mente e coração: Pastor, como se pode dormir no meio de tanto tumulto? Certa ocasião havia uma terrível tempestade, Jesus dormia no barco, os discípulos sentiram medo, mas ELE agiu acalmando o mar e a tempestade, e se fez grande bonança (Mc 4.37-38). Confiança absoluta em Deus. “É difícil!”. Eu sei. Mas é um bom teste. E guardemos o versículo 8, não como um mantra, mas como uma promessa Fiel de que Deus realmente tem cuidado de você. Amém!

No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Clique aqui e baixe o slide da mensagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth