quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Moisés - A oração como queixa - 01


Moisés - A oração como queixa - 01
Série: Orações na Bíblia - Dia 27/02/2013 (Quarta) 
Igreja Batista Central em Toledo
Textos: Êxodo 5.20 - 6.1

INTRODUÇÃO
Antes de estudar o nosso texto base, devemos saber o que o antecede. Leia com calma a história (4.18 a 5.19). O que temos diante de nós? Simples: Deus prometeu fazer alguma coisa (3.16-18), mas Moisés esperava que as coisas acontecessem sem contratempos. Faraó ainda zombou de Moisés (5.1-5) e mandou pressionar mais o povo (5.6-9,14-19). Então,  povo se zanga com Moisés: (5.20-21). E Moisés com Deus (5.22-23).

Será que podemos nos queixar de Deus? Nos queixar à Deus? Ou as duas coisas? Será que Ele compreende a nossa queixa? Como agir nestas horas, em que tudo dá errado e as pessoas não nos compreendem? Simples: Entendendo algumas verdades a respeito de Deus e da postura de seu povo.

1ª VERDADE: DEUS NÃO PROMETEU VITÓRIAS SEM LUTA
Como a maioria das pessoas hoje em dia, Moisés esperava um triunfo imediato e arrasador de Deus. O povo queria livramento, solução imediata e fácil para seus problemas. Mas isto não aconteceu. Na verdade, Deus não prometeu isto, disse que não seria muito fácil, Êxodo 3.19-20: "19 Eu sei que o rei do Egito não os deixará sair, a não ser que uma poderosa mão o force. 20 Por isso estenderei a minha mão e ferirei os egípcios com todas as maravilhas que realizarei no meio deles. Depois disso ele os deixará sair".

A vitória demoraria, mas quando viesse, seria grande e com benefícios, Êxodo 3.21-22: "21 E farei que os egípcios tenham boa-vontade para com o povo, de modo que, quando vocês saírem, não sairão de mãos vazias. 22 Todas as israelitas pedirão às suas vizinhas, e às mulheres que estiverem hospedando em casa, objetos de prata e de ouro, e roupas, que vocês porão em seus filhos e em suas filhas. Assim vocês despojarão os egípcios". Confira com Êxodo 11.1-3; 12.36.

Existe uma teologia que afirma que "o cristão genuíno" não passa pela dor, por problemas de saúde e por falta financeira, é tudo 100%! Uma belezura! E quem sofre é porque não tem fé suficiente. Mas isso é contra o próprio evangelho que fala a respeito de lutas e dificuldades que o cristão passa em sua vida. Passar por dificuldades não é falta de fé, assim como prosperidade não é sinal de fé. Há sim, muitas lutas na vida cristã, Jesus disse que passaríamos por isso, mas disse também que não era para desanimarmos, João 16.33: "Eu vos tenho dito essas coisas, para que tenhais paz em mim. No mundo tereis tribulações; mas não vos desanimeis! Eu venci o mundo".

Como diz aquele ditado popular: "O que vem fácil, vai fácil". Sempre digo que o maná caiu do céu apenas uma vez em um tempo específico, não cai mais (a não ser que Deus queira), por isso é necessário lutarmos dia após dia. Sem lutas não se amadurece. Sem lutas não há alvos, nem sonhos, nem projetos. Como o apóstolo Paulo disse em 2Coríntios 4.8-18, e também em Romanos 8.36-39. Estejamos firmes nesta confiança. DEUS NÃO PROMETEU VITÓRIAS SEM LUTA. Faça a sua parte, Deus já tem feito a Dele.

No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth