domingo, 20 de janeiro de 2013

SALMO 3 - Vitória sobre momentos difíceis


SALMO 3 - Vitória sobre momentos difíceis

Mensagem do dia 20/01/2013 (Domingo/Noite) 

Igreja Batista Central em Toledo

INTRODUÇÃO

Este era um momento difícil para Davi. Perseguido pelo filho, Absalão. Queria ser rei. A história encontra-se em 2Samuel 15-19. Na realidade, Davi chegou a ser destronado (2Sm 15.14). A perseguição do filho já doía bastante. Além disto, Davi sofreu com a deslealdade de amigos (vv. 1, 6, cf. 2Sm 15.12), havia o boato de que Deus o abandonara (v. 2), e crise no meio do povo por causa de uma guerra civil que Absalão desencadeara (v. 8 , onde ele pede pelo povo). Há QUATRO IDEIAS no salmo, vamos analisá-las:

1ª IDEIA: HÁ PESSOAS QUE FALHAM E SÃO DESLEAIS (VV. 1-2).
V. 1 – Davi estava espantado com o que estava acontecendo. Ele não esperava.  Diminuíam os amigos e aumentavam os inimigos. Aprendemos uma lição: Muitos que se dizem "amigos" somem na hora da crise, ou mudam de lado, quando estamos passando por momentos difíceis. Davi não tem amigos, eles o abandonaram. Os adversários esperam sua ruína.

Davi estava com o coração machucado. As atitudes de seu filho e amigos doia. O salmo 55  tem o mesmo pano de fundo, Absalão tentava depor o pai e seus amigos Aitofel e Husai trairam Davi e passaram para o lado do seu filho rebelde (2Sm 16.15-17), Davi teve medo e lamentou o que fizeram com ele: "Se um inimigo me insultasse, eu poderia suportar; se um adversário se levantasse contra mim, eu poderia defender-me; mas logo você, meu colega, meu companheiro, meu amigo chegado, você, com quem eu partilhava agradável comunhão enquanto íamos com a multidão festiva para a casa de Deus!" (Salmos 55.12-14). Amigos considerados como irmãos.

Odiado pelo filho e traído pelos amigos. Que situação triste e lamentável. Nas horas escuras da vida devemos buscar a Deus. Davi levantou seu clamor ao Senhor (v. 4). As pessoas podem nos trair e nos decepcionar, porém, Deus é fiel e verdadeiro!

Há Pessoas que Falham e São Desleais
2ª IDEIA: MAS HÁ UM DEUS QUE PROTEGE OS SEUS SERVOS (VV. 3-4).
Davi diz v. 3 – Diante disto: "MAS TU, SENHOR". É assim que ele começa a confiar. Não em si próprio, nas suas forças ou táticas de guerras, mas em Deus. Que és o seu "escudo". Proteção. O exército estava contra ele, queriam matá-lo. Deus é seu escudo. "Exalta a minha cabeça", em vez de abaixar a cabeça, Deus a levanta. Deus nos levanta e fortalece. As pessoas podem nos fazem cair, querem que baixemos a cabeça, tentam nos intimidar, contudo Deus nos levanta e protege.

Ele não é apenas o escudo, mas também a "glória". Jesus disse em  Lucas 14.11: "Todo aquele que se exalta será humilhado, e o que se humilha será exaltado". Deus é o justo juiz que julga as causas de maneira justa e perfeita. Ele glorificará os humilhados e humilhará  os arrogantes.
Esta compreensão do Deus protetor, Davi tinha porque era um homem de oração, ele ora ao Senhor, tinha a certeza de que Deus responde (v. 4-b). Na hora da aflição, ele ora. "Clamo ao Senhor... Ele me responde..." E nós: Que fazemos? Arrancamos os cabelos? Ficamos com medo dos homens e das situações terrenas? Oramos por orar ou na certeza de que Ele ouve e responde? Pode confiar, há um DEUS que protege os seus servos.

Há Pessoas que Falham e São Desleais, mas há um Deus que protege os seus servos,
3ª IDEIA: SUA PROTEÇÃO NOS DÁ TRANQUILIDADE E OUSADIA  (VV. 5-6).
V. 5: Davi dorme sereno porque sabe que Deus vai ajudá-lo. Nós perdemos o sono. Ele foi dormir tranquilo. Que contraste com a situação dele em 2Sm 15.30. "Davi subia chorando pela encosta dos montes da Oliveira... ". No v. 6 vemos que por confiar em Deus ele não teme. “O Senhor me sustenta” (v. 5). Orar é mais que dizer palavras. É descansar totalmente em Deus.

A igreja primitiva, na sua primeira hora de crise, agiu com a mesma confiança, depois de Pedro e João testemunharem do que havia acontecido no Sinédrio, Atos 4.24-31:
"24 Ouvindo isso, levantaram juntos a voz a Deus, dizendo: "Ó Soberano, tu fizeste o céu, a terra, o mar e tudo o que neles há! 25 Tu falaste pelo Espírito Santo por boca do teu servo, nosso pai Davi: ‘Por que se enfurecem as nações, e os povos conspiram em vão? (Citação do Salmo 2) 26 Os reis da terra se levantam, e os governantes se reúnem contra o Senhor e contra o seu Ungido’. 27 De fato, Herodes e Pôncio Pilatos reuniram-se com os gentios e com os povos de Israel nesta cidade, para conspirar contra o teu santo servo Jesus, a quem ungiste. 28 Fizeram o que o teu poder e a tua vontade haviam decidido de antemão que acontecesse. 29 Agora, Senhor, considera as ameaças deles e capacita os teus servos para anunciarem a tua palavra corajosamente. 30 Estende a tua mão para curar e realizar sinais e maravilhas por meio do nome do teu santo servo Jesus". 31 Depois de orarem, tremeu o lugar em que estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e anunciavam corajosamente a palavra de Deus.

Uma bela Lição para todos nós. Orar e clamar ao Senhor, Ele nos ouve e protege gerando em nós ousadia para Pregarmos a Palavra de Deus, agradando a ELE e não aos homens.

Há Pessoas que Falham e São Desleais, mas há um Deus que protege os seus servos, e sua proteção nos dá tranquilidade e ousadia.
4ª IDEIA: NO SENHOR HÁ VITÓRIA E BÊNÇÃO PARA O QUE CONFIA NELE (VV. 7-8).
Davi era o rei. Não esperava apenas alívio. Esperava vitória. Devemos esperar mais que alívio. Buscar vitória. O v. 7 parece duro? Os inimigos deviam ser vencidos (Davi não era um cristão, mas um hebreu). Sua salvação não vem de Aitofel, nem de Husai, nem do exército. Vem de Deus (v. 8).

Davi pede bênçãos para o povo também (v. 8). Há pessoas que nunca intercedem. Só pedem por si. Eternos pidões, que nunca amadureceram. Uma pessoa que não ora é fraca espiritualmente, uma pessoa que não intercede pelos outros não ama o próximo e acaba sendo egoísta. Outra lição que Davi nos ensina: Quem recebe bênção, quer que os outros a tenham também. A vitória do outro é almejada assim como a própria. Quando o outro vence, eu também venço!

CONCLUSÃO
Há pessoas que falham e são desleais, mas há um DEUS que protege os seus servos, e sua proteção nos dá tranquilidade e ousadia. No senhor há vitória e bênção para o que confia nele. Do espanto (v. 1) à certeza da vitória (v. 8). Do pedido por si ao pedido pelo povo. Quem ora deve crer que será atendido. Quem recebe bênção deve desejar a bênção e a vitória dos outros. Mas a grande lição é: a dor e as dificuldades devem nos levar para mais perto de Deus.

No amor de Cristo, Pastor Paulo Berberth

Clique aqui e baixe o slide da mensagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth