quarta-feira, 6 de junho de 2012

Insensíveis



"3 E eles me responderam: 'Aqueles que sobreviveram ao cativeiro e estão lá na província, passam por grande sofrimento e humilhação. O muro de Jerusalém foi derrubado, e suas portas foram destruídas pelo fogo'. 4 Quando ouvi essas coisas, sentei-me e chorei. Passei dias lamentando, jejuando e orando ao Deus dos céus" (Neemias 1.3-4).

Vivemos tempos difíceis, isso é fato. Cada vez mais maldade, tragédias, crimes como assassinato, estupro, pedofilia, sequestros e outros. O que diríamos sobre a corrupção dos políticos, a desigualdade social, a área da educação e saúde do nosso pais? Ligamos a TV e os noticiários são sempre os mesmos. Agora, difícil mesmo é olhar e ouvir todas essas noticias e não se importar, não se compadecer e achar normal, permanecendo insensível diante de tais fatos.

Neemias recebeu a noticia sobre a situação do Povo, v3: 'Aqueles que sobreviveram ao cativeiro e estão lá na província, passam por grande sofrimento e humilhação. O muro de Jerusalém foi derrubado, e suas portas foram destruídas pelo fogo'.

Como o texto mesmo diz, a situação do povo era terrível. E qual foi a reação dele? (v.4):  "Quando ouvi essas coisas, sentei-me e chorei. Passei dias lamentando, jejuando e orando ao Deus dos céus".

A atitude de Neemias me fez pensar o quanto precisamos chorar com os que choram. Ser mais sensíveis com os problemas alheios, sentir a dor do outro como se fosse nossa. Precisamos imitar Jesus. É inevitável não se lembrar do texto em Mateus 9.35-36:

"Jesus ia passando por todas as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas, pregando as boas novas do Reino e curando todas as enfermidades e doenças. Ao ver as multidões, teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor".

Jesus se compadeceu deles, sentiu a dor que eles estavam sentindo, teve compaixão, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor". Pode ser que tenha pessoas à nossa volta necessitando de amparo, conforto, consolo, de oração. Você e eu precisamos estar sensíveis as necessidades dos outros.

Será que este sentimento está nos faltando?

No amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth