terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Elias: Oração Eficaz - 03

Elias: Oração Eficaz - 03
Mensagem do dia 02/11/2011 (quarta-feira) 
Igreja Batista Aeroporto de Campo Mourão

Série: Orações na Bíblia-05
Texto Base: 1Reis 16.29 - 19.21; Tiago 5.17-18

II. PELA PERSISTÊNCIA.

Tiago 5.17b-18: Elias ... orou com instância (insistência, perseverança), para que não chovesse sobre a terra, e, por três anos e seis meses, não choveu.  18 E orou, de novo, e o céu deu chuva, e a terra fez germinar seus frutos”.

Nós não sabemos exatamente, quantas vezes Elias orou para que acontecesse seca ou chuva, contudo, temos a certeza de que suas orações eram um bater contínuo nas janelas dos céus para que Deus fizesse valer a Sua Palavra diante do estado de desprezo e rebelião de Israel. Sua atitude foi semelhante à atitude da mulher da parábola dita por Jesus sobre o dever de orar sempre e nunca desanimar (Lucas 18.1-8; 1Rs 18.41-46). Com isso nós aprendemos que a persistência na oração move o coração de Deus (Lc 18.7)

Com Elias, aprendemos que a persistência na oração move céus e a terra: Tiago 5.17b-18: Elias ... orou com instância (insistência, perseverança), para que não chovesse sobre a terra, e, por três anos e seis meses, não choveu.  18 E orou, de novo, e o céu deu chuva, e a terra fez germinar seus frutos”.

O Deus vivo a quem oramos, é soberano. Ele tem o universo todo sob suas ordens. Ele tem domínio sobre tudo e ao Senhor obedecem sem restrições sol, lua, mares e rios.

Só para lembrarmos:
  • No tempo de Moisés e Josué, o Mar Vermelho e o Rio Jordão se renderam ao poder de Jeová, e Israel os atravessou como em terra seca (Êx 14.13-31; Js 3.14-17).
  • Em Gibeom, o sol e a lua se detiveram e pararam até que os hebreus vencessem e derrotassem os inimigos amorreus (Js 10.12-14).
  • Nos tempos de Jesus, o mar e os ventos obedeceram à Sua voz (Mt 8.23-27)

A persistência na oração não foi ensinada apenas por Jesus, os apóstolos também ensinaram  (At 1.14; Ef 6.18; 1Ts 5.17, 25; 1Pe  3.7; 4.7)

Conclusão
Elias orou com insistência e foi atendido. Sua oração satisfazia as aspirações divinas para época e nisso consistia também sua eficácia. A oração que produz o efeito desejado é feita por homens e mulheres sujeitos à fraquezas e sentimentos; a fé ousada os faz perseverar. A oração persistente nos dá a consciência de que se pedirmos alguma coisa segundo a vontade do Senhor, Ele nos atenderá. Sua oração é eficaz não porque Ele atendeu sua solicitação, mas torna-se eficaz quando Ele as ouve e cumpre a vontade Dele para a sua vida.

No amor de Cristo,

Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth