domingo, 13 de novembro de 2011

A Bíblia e a Fé

A Bíblia e a Fé
Mensagem do dia 12/11/2011 (Sábado) – Culto do Chá 
Organizado pela MCA - Igreja Batista Aeroporto de Campo Mourão

29 E Jesus lhe disse: Porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram. 30 Jesus, na verdade, realizou na presença de seus discípulos ainda muitos outros sinais que não estão registrados neste livro. 31 estes, porém, foram registrados para que possais crer que Jesus PE o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome” (João 20.29-31).

Introdução
Faremos uma reflexão sobre a nossa fé e a Bíblia. Primeiramente, vamos lembrar-nos do contexto: Jesus havia ressuscitado e apareceu aos discípulos. Tomé, um dos doze, duvidou que fosse realmente Jesus ali no meio deles. Por isso Jesus disse: “Bem-aventurados os que não viram e creram”.

A Bíblia tem como uma de suas finalidades, ser um registro dos fatos do que aconteceram na vida de todos os servos de Deus e de seu povo no passado. João concluiu dizendo que muitas coisas foram realizadas por Jesus, mas que não estão registradas, as que foram é para que as pessoas cressem que Jesus é o Salvador do mundo.

Uma Dúvida: Alguém pode dizer: “A Bíblia foi escrita por homens”. Claro que sim! Deus não usaria os macacos para escreverem, muito menos uma arvore ou qualquer outro tipo de animal. E se não existisse a Bíblia. Se apenas a tradição oral existisse, você continuaria crendo?

Uma Certeza: A Bíblia é a Palavra de Deus. Ela é Infalível e inerrante. Ela é poderosa e suficiente para resolver qualquer tipo de dilema humano. A fé do cristão está baseada nela. É a regra de fé e prática do cristão. Algumas religiões têm outros tipos de literaturas além da Bíblia, outras têm sua própria literatura que não é a Bíblia, e também tem aquelas que possuem uma Bíblia modificada de acordo com suas crenças formuladas por homens.

Uma relação entre a Bíblia e a Fé: A fé não consiste em crer que minha salvação está assegurada por algo de bom que há em mim ou por alguma obra que realizei (Ef 2.8-9), mas em crer que é a Graça de Deus que me alcançou, pois estava como uma ovelha perdida. Jesus me resgatou! E onde está fundamentado isso? Na Bíblia! Por isso devemos receber a Palavra de Deus e crer que ela é verdadeira.  “A fé vem pelo ouvir e o ouvir a Palavra de Deus” (Rm 10.17). Se nós cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus, que ela é a verdade de Deus para nós, então temos de obedecê-la, buscá-la, estudá-la e acima de tudo, praticá-la.

Um Exemplo prático: Quando Espírito Santo acusa dos erros que cometi, posso por meio da fé, confiar no Senhor Jesus que salva “perfeitamente os que se achegam a Deus” (Hb 7.25) e pedir perdão, pois ela me assegura que: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1João 1.9). Mas se nos opusermos, por pouco que seja à autoridade da Bíblia nossa fé não terá base segura, exatamente porque nossa fé está fundamentada na Palavra de Deus, a Bíblia. A fé está estritamente ligada às Escrituras Sagradas. Seria incoerente dizer que existe algo na Bíblia que não devo praticar, ou dizer que a Bíblia contém erros ou não tem respostas para mim.

Conclusão
A Bíblia resiste à passagem dos séculos. Embora seus primeiros escritos tenham sido registrados há mais de quatro mil anos e os últimos, ao final do primeiro século de nossa era (por volta de 65 d.C.), a Palavra de Deus é o livro mais atual que existe. Dizem que a Bíblia “é o jornal de ontem, de hoje e de amanhã”. Ela é atual. Ela é Atemporal. Sua mensagem atravessou o tempo, anunciando eventos presentes e futuros. E ainda hoje continua falando comigo e com você. “Tua Palavra é lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho” (Salmo 119.105). Pedro afirmou: “A Palavra de Deus permanece para sempre. E esta é a Palavra que entre nós foi evangelizada” (1Pedro 1.25). Que possamos crer, observar, estudar e praticar a Palavra de Deus.

No Amor de Cristo, 

Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth