segunda-feira, 3 de outubro de 2011

As Bem-Aventuranças 06

AS BEM-AVENTURANÇAS 06:
“OS LIMPOS DE CORAÇÃO”
Mensagem do dia 02/10/2011 (Domingo/Noite) – Igreja Batista Aeroporto de Campo Mourão

Mateus 5.8: “Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus”.

INTRODUÇÃO
Ver a Deus? Que promessa pesada e estranha! Moisés suplica a Deus que lhe mostre sua glória.  Mas Deus diz não, Êxodo 33.20: “... Não me poderás ver a face, porquanto homem nenhum verá a minha face e viverá”. João diz que ninguém jamais viu a Deus” (1João 4.12a). Espere aí, a Bíblia está se contradizendo? Como alguém verá a Deus se ninguém pode resistir a sua glória? O que significa essa promessa? O que Jesus quis dizer exatamente?

1.     CORAÇÃO
Não é o órgão físico. Hebraico lêb ou lêbab. Também não são os sentimentos, como em nossa cultura. É o centro de decisões, o volitivo, o centro da vontade do ser humano. É mais que impulsos. A interioridade da pessoa. É aquilo que ela “quer” e não o que a pessoa “sente”. É a força que produz os atos, que nos leva às ações. Salomão disse: Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Provérbios 4.23). Podemos dizer que o coração para os orientais são as motivações do ser humano. Por isso Jesus interiorizou a religião, leiamos:

Mateus 5.21-22: 21 Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; e: Quem matar estará sujeito a julgamento. 22 Eu, porém, vos digo que todo aquele que sem motivo se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento; e quem proferir um insulto a seu irmão estará sujeito a julgamento do tribunal; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito ao inferno de fogo”.

1 Joao 3.15: “Todo o que odeia seu irmão é assassino e sabeis que nenhum assassino tem a vida eterna permanecendo em si”

Mateus 5.27-28: 27 Ouvistes que foi dito: Não adulterarás. 28 Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela”.

Mateus 6.16-18: 16 Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram o rosto com o fim de parecer aos homens que jejuam. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. 17 Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o rosto, 18 com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim ao teu Pai, em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará”.

É o de dentro que rege a vida: Mateus 15.11: 11 não é o que entra pela boca o que contamina o homem, mas o que sai da boca, isto, sim, contamina o homem”. E vv. 17-19: 17 Não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre e, depois, é lançado em lugar escuso? 18 Mas o que sai da boca vem do coração, e é isso que contamina o homem”.

Você precisa guardar o seu coração, “porque onde está o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” (Lucas 12.34).

2.     LIMPOS
Ou “puro”. Grego: katharos. Idéia de uma roupa limpa em contraste com a suja. Como a água pura de uma fonte. Vinho e leite não falsificados. Cereal que foi peneirado e que não tem impureza. Exército que (purificou) os maus soldados. Pessoa que não tem débito com a justiça.

Desta palavra katharos, vem a palavra katharsis, “purgante” que originou o conceito de “catarse”, o expurgo de emoções usado na Psicologia, por para fora o que está atrapalhando o interior, o que não presta.
A LXX (AT grego) usa para “pureza ritual e cerimonial”. Algo externo. Mas também de emoções puras. Isso fica evidente no diálogo entre a mulher samaritana e Jesus.

João 4.19-24: 19 disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que tu és profeta. 20 Nossos pais adoravam neste monte; vós, entretanto, dizeis que em Jerusalém é o lugar onde se deve adorar. 21 Disse-lhe Jesus: Mulher, podes crer-me que a hora vem, quando nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. 22 Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos, porque a salvação vem dos judeus. 23 Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores.  24 Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”.

Devemos adorar em espírito e em verdade. Com sinceridade de coração. Sem se prender à coisas materiais. Adoração é todos os dias, todas as horas e não se limita apenas aos cultos que acontecem na igreja, naquele período. Não podemos ter este conceito de adoração em nossos corações: Vestimos uma roupa de crente, vamos à igreja, adoramos, depois voltamos para casa, penduramos a roupa de crente para usá-la na próxima semana. Não podemos viver assim. O interior (o que somos) determina o exterior (o que fazemos):

Mateus 23.25-28: 25 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque limpais o exterior do copo e do prato, mas estes, por dentro, estão cheios de rapina e intemperança! 26 Fariseu cego, limpa primeiro o interior do copo, para que também o seu exterior fique limpo! 27 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia! 28 Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas, por dentro, estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade”.

Devemos limpar o interior. Se for katharos (limpo, puro) por dentro, seremos katharos (limpo, puro) por fora. O que está em seu coração é puro? Sua fé é pura. Há aqueles que precisam de outras coisas, como outros intermediadores, superstições, mandingas, crenças místicas. Jesus não é suficiente para estes, por isso não são puros, estão contaminados. Todavia, Jesus purifica todo coração que deseja ser limpo por Ele.

3.     VERÃO A DEUS
O que significa?  No AT, o rei é uma figura emblemática e ver o rei era algo difícil, eles viviam reclusos e somente os amigos podiam vê-lo, assim como os conselheiros e mesmo assim com a sua autorização, quem chegasse à presença dele sem autorização, era morto. Mas ver a Deus é uma promessa espiritual, ver a Deus significa que ser amigo Dele e ser amigo de Deus é um privilégio. Jesus disse: 14 Vós sois meus amigos, se fazeis o que eu vos mando. 15 Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer” (João 15.14-15).  

Isso significa ter um relacionamento especial, de amizade com Deus. Quem tem um coração limpo é amigo de Deus. O desejo sincero de muitos é ver a Deus, mas nem todos verão a Deus. Verão todos aqueles que creram e crêem em Jesus Cristo, na sua obra redentora da Cruz, esses um dia O verá face a face (Ap 22.3-4).

CONCLUSÃO
Ser amigo de Deus não ser chato, rabugento, sistemático, metido a santarão, não é impostar a voz nem dar gritos nos cultos ou ser esquisitão. É muito mais o que ser diferente, é ter um interior limpo, é ter motivações santas, genuínas e corretas. Podemos ter uma espiritualidade falsa, deturpada. Há igrejas que são organizadas por brigas. Trabalho cristão que é feito por vaidade. Oferta que é dada para “comprar” a Deus. Coração limpo, motivações santas, eis as chave para se ser amigo de Deus. Você é amigo de Deus? Você verá a Deus?

“Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus”.

No amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth