terça-feira, 13 de setembro de 2011

As Bem-Aventuranças 03

AS BEM-AVENTURANÇAS 03:
“OS MANSOS”
Mensagem do dia 11/09/2011 (Domingo/Noite
Igreja Batista Aeroporto de Campo Mourão

MATEUS 5.5: “Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra”.

INTRODUÇÃO

Como eu já mencionei nas outras mensagens: O pensamento de Cristo é ao contrário do mundo. Guarde este princípio. Muitos de nós não queremos ser chamados de mansos, até porque, “manso” não é um elogio para o mundo. A primeira coisa que nos vem à mente é “corno manso”, isso não é nada bom. Nossa cultura trás a idéia também de um homem “efeminado”, não é machão, trás a idéia de “pateta”, de “bobo”. A história ensina: “o mundo é dos violentos”.  Lembro no tempo de escola: Você era valorizado por sua valentia e não por ser manso, aquele que batia mais, sofria menos. Ser forte para o mundo é machucar as pessoas. Os Sociólogos dizem que: “todas as nações são produto de sangue, pólvora e violência”. Então, porque ser manso? O que ganho com isso?

Mas ao contrário do que muitos pensam ser manso não é sinônimo (não é a mesma coisa) de ser bobo, de ser frouxo, ser aquele que aceita tudo, aquele que fazem o que querem e fica por isso mesmo. Na verdade, não é uma característica fraca, mas é uma grande virtude que poucos possuem.  A mansidão não é uma qualidade natural do ser humano, porque se fosse, não teria sido destacada pelo apóstolo Paulo como virtude do fruto do Espírito Santo (em Gl 5.22-25). O fruto é a conversão e o cristão desenvolve em sua vida as 9 virtudes do fruto. Então, é necessário a ação do Espírito Santo para frutificar em nós cristãos, a mansidão. Precisa de cultivo espiritual. Este é o processo de santificação.

Todavia, o que Jesus quis dizer? Vamos analisar nosso texto e extrair dele, lições preciosas.

1.     OS MANSOS. “Bem-aventurados os mansos...”

A Palavra manso, prautes é traduzida normalmente por “mansidão”, “humildade” ou “amabilidade”.  Prautes deriva da palavra praus “gentil”, “meigo”, “humilde”, “bondoso”, “amável”, “cortesia” ou “consideração”.

Portanto, Mansidão transmite o sentido de brandura, que é visto como a disposição de submeter-se a vontade de Deus. É uma atitude humilde que se expressa na submissão às ofensas, livre do desejo de vingança.  Mansidão é o antônimo (o contrário) de Ira na outra lista que trata das obras da carne (Gálatas 5.19-21).

Esta virtude me faz lembrar das palavras de Jesus Cristo: Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma” (Mateus 11.29). Temos de imitar o mestre, se ELE é manso, então nós também devemos ser.

Praticar a mansidão não é algo fácil. Oswald Chambers, (pastor e professor escocês 1874-1917), observou certa vez que o chamado de Deus ... “visa a tornar-nos ‘pão partido’ e ‘vinho derramado’ Deus nunca poderá tornar-nos vinho se resistirmos ao seu toque quando ele vier nos esmagar.”

Para Deus nos transformar, para ele espremer tudo que há em nós que precisa ser mudado é necessário, humildade e mansidão.  Ao passarmos por este processo doloroso (porque Deus coloca o dedo em nossas feridas), que faz parte do processo de santificação do cristão, aprendemos a olhar os outros ao nosso redor com a mansidão que Jesus teve. Tolerar o outro e suas atitudes não é algo fácil, mas é uma atitude necessária.

Há uma frase que diz: “Para se defender o orgulhoso ataca”. O humilde e manso pondera os fatos, avalia, pensa antes de agir, ele não agride, ele ama, não arde em Ira, ele age com brandura e bondade, ele vence o mal com o bem. Ele procura imitar a Cristo, que nos deixou o exemplo a ser seguido, pois em momentos de ataques, acusações, difamações, injúrias e maus tratos (que não foram poucos) “entregou-se ao justo Juiz” (1 Pedro 2.21-23).

Nossa atitude deve ser como esta registrada pelo aposto Paulo:
Pelo contrário, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem” (Romanos 12.20-21).

É interessante a expressão amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça”, pois se você faz o bem para alguém e a pessoa só lhe maltrata, fará com que ela pergunte: “Eu faço maldade, brigo, implico, acuso e ele me ama, mas faz o bem. O que é isso? Ele só pode ser mesmo de Cristo, pois tem algo diferente nele”.

Agindo com mansidão as pessoas perceberão a virtude do fruto em você. Na Bíblia temos os exemplos de: Moisés foi veemente atacado pelo povo que murmurava muito e sua postura era a oração, ele intercedia pelo povo.  José que foi injustiçado mais de uma vez e nunca se defendeu, pois confiava nos desígnios de Deus. Ele mesmo disse que “Deus transformou o mal em bem”.

Se depender de nós, pagamos o mal com mal, não gostamos de ser injustiçados e muitas vezes nos sentimos injustiçados sem a injustiça existir. Que possamos deixar que o Espírito Santo desenvolva em nossas vidas esta virtude, a Mansidão, a humildade.

  • Bem-aventurado quem se domina e não apela para a violência.


2.     HERDARÃO A TERRA. “... porque eles herdarão a terra”.

Essa segunda parte do versículo ficará claro a mensagem e Jesus. Não podemos nos esquecer do contexto. Jesus está falando da Eternidade, do reino dos céus. “O manso herdará a terra”. Mas que terra é essa? Não é o planeta, não é essa terra, nossa pátria não é daqui.

Os mansos herdaram. Não são terras conquistadas por guerras como Josué conquistou com o povo. Mas eles possuíram. Herdar é receber do dono. Posse não é pela violência é por concessão de Deus. É Deus quem dá e não o homem quem conquista.

Jesus está citando o Salmo 37.8-14: 8 Evite a ira e rejeite a fúria; não se irrite: isso só leva ao mal. 9 Pois os maus serão eliminados, mas os que esperam no Senhor receberão a terra por herança. 10 Um pouco de tempo, e os ímpios não mais existirão; por mais que os procure, não serão encontrados. 11 Mas os humildes receberão a terra por herança e desfrutarão pleno bem-estar. 12 Os ímpios tramam contra os justos e rosnam contra eles; 13 o Senhor, porém, ri dos ímpios, pois sabe que o dia deles está chegando. 14 Os ímpios desembainham a espada e preparam o arco para abaterem o necessitado e o pobre, para matarem os que andam na retidão”.

Trata-se de não ser como o ímpio. O que age com maldade. É uma chamada à confiança em Deus. Quem confia tem a posse final. Quem é humilde e manso herdará a terra. Não depende de força e sim de fé.

Efésios 2.8-9: Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;  não de obras, para que ninguém se glorie”.

CONCLUSÃO
Ser manso é uma virtude do fruto do Espírito Santo. Não é natural do ser humano. É Deus quem trabalha na vida de cada pessoa e isso é individual. O manso herdará a Terra. Em meio há muitas doutrinas que são ensinadas que o homem tem como manter ou conquistar a sua salvação pessoal, Jesus diz que aquele que é manso, aquele que é humilde o suficiente para confiar plenamente NELE e não em si próprio, herdará a Terra, porque a terra não pode ser conquistada. Nada mais é que a Graça de Deus atingindo a vida da pessoa que creu em Jesus Cristo como Salvador e Senhor. Amém!

No amor de Cristo,

Pr Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth