segunda-feira, 1 de agosto de 2011

A Voz que Eu quero Ouvir


Mensagem do dia 31/07/2011 (Domingo/Manhã)

“Pois chegará o momento, e realmente, a hora é esta, quando sereis espalhados cada um para sua família. Vós me deixareis sozinho. Mas Eu não estou desamparado, pois meu Pai está comigo” (João 16.32).

Poucas coisas são tão desestruturadoras como a solidão. No filme náufrago, um avião da Federal Express (FedEx),empresa multinacional de cargas e correspondências sofre um acidente, então o personagem principal Chuck Noland (Tom Hanks) fica preso em uma ilha completamente deserta por 4 anos. Ele precisa lutar para sobreviver, tanto fisicamente quanto emocionalmente, a fim de que um dia consiga retornar civilização. E neste tempo ele conversa consigo mesmo, até mesmo com uma bola de voley, a quem chama de Wilson. Assista ao filme quem não assistiu e você perceberá o sofrimento e a angustia que este homem viveu naquela ilha.

Há pessoas que sentem solidão mesmo estando no meio de muitas pessoas, a multidão trás solidão. Há pessoas que se isolam e por isso sentem solidão. Essa semana eu senti solidão. Acordei uns 3 dias com a horrível sensação de estar sozinho e não gostei nenhum pouco disso. Sou um ser totalmente sociável, preciso de pessoas à minha volta, neste momento pensei na minha família, minha mãe e irmã que estão em SP, nos meus amigos que ficaram lá e me bateu uma saudade enorme. Então, foi refletindo sobre isso que Deus me ensinou algumas coisas e queria compartilhar com vocês.

Conversei pelo MSN com uma amiga que mora muito longe de mim, no Peru, a Karin. E compartilhei com ela este meu sentimento. Na conversa eu falei como em alguns momentos era ruim morar sozinho. Naquele momento o silêncio estava sendo angustiante. Eu estou gostando daqui, sei que estou no centro da vontade de Deus, mas é estranho acordar e não ouvir nenhuma voz e não ter ninguém para conversar. É ruim almoçar e jantar sozinho. É muito chato cozinhar para você mesmo.

Talvez você goste de ficar sozinho, todavia, eu sinto tédio e tenho pavor só de pensar que um dia posso ficar só. Às vezes ligo a TV apenas para ter um “barulho” em casa, ou então ligo o som do carro para ouvir algumas músicas. No entanto, não é o que exatamente preenche aquele sentimento de vazio, eu queria mesmo ouvir uma voz...

Então a Karin me disse: "o SENHOR vai ser a voz no seu interior... Será como rio de Águas vivas fluindo em seu viver..."

Neste momento eu aprendi que pode haver Bênçãos na solidão: "DEUS É A VOZ QUE EU QUERO OUVIR".

A partir daí, como dizer que a solidão é uma bênção?

A solidão pode ser uma bênção para a pessoa desfrutar de sua própria companhia. Para ler. Para pensar, reunir dados em sua mente, organizar seus pensamentos, estruturar sua vida.  A solidão é um excelente momento para o auto-exame. Sócrates disse que “A vida que não é examinada não é digna de ser vivida”. É bom auto examinar-se.

A solidão é uma bênção porque nela a pessoa pode ouvir Deus. Moisés estava só quando Deus lhe falou e o chamou para uma obra que marcaria o mundo para sempre. Elias estava só (e queixou-se disso) quando Deus o alcançou e o mandou refazer seu caminho. Na solidão do ventre do grande peixe, Jonas teve muito tempo para examinar sua vida. Após seu batismo, Jesus foi ao deserto, para a solidão. E o Diabo foi lhe fazer companhia, porque ele sempre se aproveita de nossa solidão (há uma famosa frase: “Mente vazia é oficina do diabo”). Mas o Salvador se fortaleceu, porque Deus também marcou sua presença ali. DEUS sempre marca sua presença quando estamos sós, no deserto.

Há até mesmo uma “teologia do deserto” na Bíblia, mostrando-o como lugar de solidão, de crise, mas também lugar de se ouvir a voz de Deus. Porque o silêncio nos quebranta. Mostra que não somos tão fortes como pensávamos. Mostra que os amigos falham e nem sempre podemos contar com eles. Bendita solidão! Ela pode nos ajudar a enxergar as coisas com mais clareza e como de fato são.

A grande bênção da solidão é que podemos ouvir mais claramente a voz de Deus. Não há tumulto nem distrações. Há apenas a pessoa e Deus. “Vós me deixareis sozinho”, disse Jesus, este seria Seu pior momento.  Mas na solidão produzida pelo abandono dos amigos, ele também disse: “Meu Pai está comigo”. Tinha essa convicção.

Na solidão, tudo o que o fiel tem é a companhia de Deus e isto basta! E como basta! Na realidade, o fiel nunca está só. Pode estar sem pessoas ao lado dele, mas tem a promessa de Jesus: “Eu estarei convosco todos os dias, até o fim dos tempos” (Mt 28.20). Na solidão descobrimos que nunca estamos sós, pois o Senhor está conosco. Bendita solidão! Porque o Deus da Bíblia é o amigo dos solitários.

Já me senti só noutras ocasiões. Já fui acusado, caluniado, humilhado e apenas a família e poucos amigos comigo. Alguns “amigos” desapareceram. Bem, se os amigos de Jesus desapareceram, por que seria diferente comigo? Mas nestes momentos da solidão, fiz a grande descoberta: O SENHOR estava junto comigo. Bendita solidão!

Saiba que você nunca estará só. Se você é de Cristo, terá Sua companhia. Será fortalecido. Os amigos falharão, mas Ele nunca falhará. Os amigos se ausentarão, mas Ele nunca se ausentará.

Solitários: vocês podem contar com a companhia do Salvador. “… Porque Ele mesmo declarou: ‘Por motivo algum te abandonarei, nunca, jamais te desampararei’” (Hebreus 13.5). Creia nisto!

No Amor de Cristo,

Pr Paulo Berberth

3 comentários:

  1. Eu estou tbm convencida que o Senhor marca sempre a sua presência na nossa vida...e ainda na "solidâo" podemos sentir ela e ouvir com muita mais claridade... Um forte abracinhoooooooooooo!!! Deus conosco esta!

    ResponderExcluir
  2. Esse foi o texto mais fantástico que li nesse blog! São 3:38 minutos, dia 02 de janeiro de 2012, me encontro acordada e profundamente angustiada e triste. Ai resolvi passar aqui no seu blog em busca de uma palavra de conforto.

    ResponderExcluir
  3. Esse foi o texto mais fantástico que li nesse blog! São 3:38 minutos, dia 02 de janeiro de 2012, me encontro acordada e profundamente angustiada e triste. Ai resolvi passar aqui no seu blog em busca de uma palavra de conforto.

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth