quinta-feira, 7 de abril de 2011

Pescadores de homens


 “Disse lhes Jesus: Vinde após mim e eu vos farei pescadores de homens” (Marcos 1.17)

Primeiro vamos ao contexto: João Batista aparece no cenário, ele é “a voz que clama no deserto”. Sua missão foi anunciar a necessidade de arrependimento e todos os que criam na mensagem eram batizados (2-8). E dizia também que: “... viria aquele que é mais poderoso do que ele, do qual ele não era digno nem de curvar-se e desatar-lhe as correias das sandálias” (7).  

Jesus foi batizado e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma de pomba e se ouviu uma voz que dizia: “Tu és meu Filho amado, em ti me comprazo” (9-11). Em seguida Jesus passou por quarenta dias sendo tentado por satanás e nos deu exemplo de como suportar as tentações e as inclinações de nossos corações às coisas deste mundo (12-13).

Então, chegamos ao nosso texto, conhecido como: “A vocação dos primeiros discípulos” (14-20). Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galiléia pregando o evangelho do Reino de Deus, dizendo: “O tempo está cumprido e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no Evangelho”. Então junto ao mar da Galiléia viu Simão e seu irmão André, que lançavam suas redes ao mar, pois eram pescadores. Então Jesus disse: “Vinde após mim e eu vos farei pescadores de homens”.

Pescar não é uma coisa fácil e nem para qualquer um. Eu mesmo sou muito atrapalhado, na verdade e com muita sinceridade, sou um desastre como pescador! Certa vez fui pescar e me machuquei inteiro, eu não conseguia por a isca no anzol corretamente, a minhoquinha escorregava, pode? O bendito do anzol furou meu dedo algumas vezes e quando fui lançar no rio, armei o lançamento e... a linha enroscou numa arvore (só eu mesmo!). Com isso, tive a certeza de que não levo jeito nenhum para ser um pescador de peixes (não me convidem para pescar).

No entanto assim como aos discípulos, JESUS NOS DIZ: Vinde após mim e eu vos farei pescadores de homens”.

Pense: Para quantas pessoas em 3 meses você falou de Jesus? Ok! Vamos diminuir. Em 1 mês? Quem sabe em 1 semana? Pensou? Então lá vai outra pergunta: Quantos “peixes” você pescou para Jesus ao longo de sua vida?

Na verdade a quantidade em si não é a minha ênfase nesta reflexão, tanto quanto se somos de fato pescadores de almas, você é? Perceba que foi o próprio Jesus quem nos comissionou para isso. O apóstolo Pedro escreveu: “Que somos a geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; vós, sim, que, antes, não éreis povo, mas agora, é povo de Deus, que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora, alcançastes misericórdia” (1 Pedro 2.9-10).

Alcançamos misericórdia e a Graça de Deus se manifestou salvadora a nós. O amor de Deus nos constrange e nos dá motivação e alegria para cumprir a vontade de Deus para nossas vidas de sermos instrumentos em suas mãos. Você tem refletido ao mundo essa mensagem de Salvação? Sejamos pescadores de homens!

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth