quarta-feira, 9 de março de 2011

Derrotando Gigantes



“Com Cristo somos mais que vencedores” (Romanos 8.37)

Do dia 04 ao dia 08, estive com os jovens e adolescentes de minha igreja em nosso 1º acampamento juntos (ou “retiro”, como alguns gostam de chamar). O tema foi: “Derrotando Gigantes”. Adianto que foi uma bênção! Tivemos nesses dias momentos maravilhosos. Acredito eu, que eles não vão esquecer jamais. É sobre isso que gostaria de compartilhar com vocês.

Como jovens e adolescentes, e acima de tudo como cristãos, podemos afirmar que estamos em uma guerra. Podemos afirmar também que há muitos Gigantes querendo nos derrotar. Mas podemos afirmar principalmente que: “Com Cristo somos mais que vencedores”. E que nós já conhecemos o resultado desta guerra, exatamente porque temos o Deus Todo Poderoso lutando por nós.

Se eu fosse escolher um texto bíblico para “tentar” expressar o meu sentimento de gratidão a Deus pela concretização deste acampamento, o texto seria:
20 Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós, 21 a ele seja a glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém!” (Efésios 3.20-21)

Explico as razões para isso:
1º Pela forma que o acampamento aconteceu;
Havia certa expectativa quanto a organização e se os jovens dariam conta do recado, se eles “fariam a coisa acontecer” ou não. Eu louvo a Deus, pois todos eles (sem exceção), todos eles mesmo, trabalharam muito para que pudéssemos desfrutar nesses dias de momentos preciosos. Não apenas antes, mas durante e até o final eles estavam cumprindo o combinado, trabalhando. Não tivemos nenhum problema de indisciplina, eles respeitaram todas as “regras” que foram propostas. Agora as coisas ocorreram bem porque eles já foram para o acampamento preparados para servir e para obedecer a liderança. Isso muito me alegrou e com certeza passou ainda mais confiança para minha igreja demonstrando que dia após dia nossos jovens e adolescentes estão amadurecendo e que eles já estão preparados para assumirem responsabilidades de tal nível. Fiquei muito feliz por isso.

2º Pelo o que Deus fez;
Não me canso de dizer que: Deus é Maravilhoso! E que jamais encontrarei palavras para expressar exatamente o que meu coração sente neste momento. Mas Deus tocou no coração de vários irmãos para nos ajudarem, tanto financeiramente quanto se dispondo para trabalhar conosco e o mais lindo foi vê-los servindo a cada jovem com tanto amor que só de lembrar a dedicação deles já me emociono e choro. Comemos verdadeiros banquetes e desfrutamos de um local extraordinário, tudo de bom! Deus seja louvado por todos eles, não citarei nomes para não ser injusto com alguém, mas desejo que o Senhor continue abençoando e derramando sobre suas vidas Graça e que ELE multiplique sobre eles o amor, sim! Pois somente quem ama de verdade pode se doar tanto assim. Aprendi com eles que preciso ser um servo melhor.

3º O que nós aprendemos;
Aprendemos muitas coisas, vou destacar algumas.
Nós iniciamos nomeando os inúmeros gigantes que precisávamos derrotar e que com certeza travaremos ainda muitas lutas no decorrer de nossas vidas para derrotá-los.

Vimos que somos mais que vencedores, pois temos o mais precioso presente; A Salvação, a Vida Eterna. E que independente das lutas “Se Deus é por nós quem será contra nós?” (Rm 8.31). Podemos ser fortes NELE.

Vimos que o mundo sempre tenta nos puxar de um lado, mas Deus está combatendo juntamente conosco do outro, para não desviarmos do seu caminho e que precisamos fugir das más companhias, que precisamos fazer a diferença no mundo, influenciar e não ser influenciado.

Aprendemos que os nossos gigantes podem ser representados de muitas formas e em várias áreas de nossas vidas: De uma forma figurada, nosso gigante pode ser o medo, a insegurança, a timidez, a baixa auto-estima, o orgulho, o egoísmo, a vaidade, desejo por coisas fúteis, a ansiedade, a impaciência, a religiosidade, o ódio, o rancor, a falta de amor e de perdão, a solidão. Podemos falar também da área financeira, profissional, interpessoal, aliás, temos dificuldades de relacionamentos com nossos familiares, vizinhos, no trabalho, na escola, na igreja, medo de sair dos caminhos do Senhor, de dar maus testemunhos e ceder às tentações, dificuldades em ler a Bíblia, orar, amar o próximo e de praticar a vontade de Deus.

Aprendemos que a fonte destes gigantes citados acima é nada mais nada menos que o nosso próprio coração. E que ele é “enganoso, irremediavelmente corrupto” (Jr 17.9) e que ele é o nosso maior gigante. Um Gigante que precisa ser derrotado. Aprendemos que há uma luta constante do “velho X novo homem” e que devemos nos revestir do novo homem e abandonar o velho homem (Ef 4.17-30).

Bom... é por isso e muito mais que meu coração está extremamente grato a Deus por tudo que aconteceu neste acampamento, de tudo mesmo, desde o inicio quando começamos a pensar no tema, a organizar as atividades, a alimentação, a pensar nas brincadeiras, na parte espiritual, devocionais, gincanas bíblicas, nas músicas e preletores. Deus sempre esteve no controle de Tudo e com toda certeza ELE falou ao coração de cada um que participou. Deus seja Louvado! Deus Seja Exaltado!

“Em Cristo, somos mais que vencedores” (Romanos 8.37)

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

2 comentários:

  1. Poxa, gostei bastante! sem palavras.

    Dani Sales.

    ResponderExcluir
  2. Muito bacana teu espaço...
    Já estou seguindo!

    " Analisando tudo, retendo o que é de proveito, pra ver se me recontruo ou fico guardado"

    Abraços do Rafah
    http://eternizadoempalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth