segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Uma Bela Carreira


“Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé”. (2 Timóteo 4.7)

Hoje foi um dia muito triste para todos os amantes do bom futebol mundial e principalmente para nós brasileiros. Um dos maiores e mais queridos jogadores de futebol de todos os tempos, o craque Ronaldo ou simplesmente “fenômeno”, disse adeus aos gramados, ele pendurou as chuteiras. Achei impressionante a cobertura que foi organizada para este momento. Ganhou repercussão no mundo inteiro, milhares de vídeos e reportagens contando a trajetória deste grande jogador, seus gols, contusões, vitórias, derrotas, títulos, mas acima de tudo alguém que marcou nos gramados não apenas pela sua capacidade, mas pela superação de tantos desafios.

Tá certo Ronaldo, Parabéns pela carreira vitoriosa que teve. Mas pensando em uma “outra” carreira e como não poderia ser diferente, quero pesar com vocês quais lições podemos tirar? E como podemos aplicar em nossas vidas tais lições?

O apóstolo Paulo foi um homem fantástico, poderia dizer que ele foi o “fenômeno” dos apóstolos. Sua vida cristã foi empolgante. Seus testemunhos são maravilhosos. Sua dedicação era impressionante. Ele foi amado e também foi odiado. Mas “em todas as coisas se achou mais que vencedor” (Rm 8.37). E sabia de onde vinha sua força, pois “Cristo o fortalecia, por isso sabia passar por muitas coisas” (Fp 4.13). Todavia, toda carreira há um INICIO; um DESENVOLVIMENTO; E um FIM;

1 – O INICIO da carreia: Vamos para Atos 9 onde está relatado a conversão de Saulo. Saulo era perseguidor da Igreja. Jesus Cristo aparece a ele no caminho de Damasco e o questiona: “... Saulo, Saulo, por que me persegues? Ele perguntou: Quem és tu, Senhor? E a resposta foi: Eu sou Jesus, a quem tu persegues; E ele, tremendo e atônito, disse: Senhor, que queres que eu faça? Levanta-te e entra na cidade, onde te dirão o que te convém fazer (ACF e ARC), vv. 4-6. Senhor, que queres que eu faça? Ter dito isso fez toda a diferença na vida de Paulo. Iniciou muito bem! Com a motivação correta, se dispondo a fazer tão somente a Obra e Deus e para isso estava disposto a obedecê-lo.

2 – O DESENVOLVIMENTO da carreira: Depois a carreira pode ou não decolar, tudo dependerá do alvo que cada pessoa possui. Tratando-se do apóstolo Paulo como não citar o texto de Atos 20.24: “Em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus”.

Este era o maior desejo dele, muitas coisas ainda haveria de acontecer. Agora ele já era alguém experiente, um conselheiro, alguém que muitos imitavam, digamos que em sua carreira tornou-se alguém “bem sucedido”, por isso ele disse ao seu amado filho na fé Timóteo: “Procura apresentar-te APROVADO diante de Deus, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”. (2 Timóteo 2.15)

Na mesma carta Paulo continua orientando Timóteo a respeito da Palavra da verdade: 2 Prega a palavra, insiste, a tempo e fora de tempo, admoesta, repreende, exorta, com toda longanimidade e ensino. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos,  4 e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas.  5 Tu, porém, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério” (2 Timóteo 4.2-5).

3 – O FIM da carreira: O apóstolo Paulo sabia do que estava falando quando aconselhou seus filhos na fé. Um grande homem de Deus, que em certa ocasião disse que sua vida não era nada e o que ele mais desejava era completar a sua carreira e o ministério que foi chamado para realizar e por ser coerente, anos depois no final da sua vida afirmou:Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé”.

Que belo final de vida!  No entanto, infelizmente muitos cristãos ao longo da história estão dizendo: “Acabei com o bom combate, Guardei a Carreira e Combati a Fé”.

Pensando na vida do grande apóstolo Paulo e você, que história escreverá sobre a sua carreira?

No Amor de Cristo,

Paulo Berberth

3 comentários:

  1. a carreira do Fenomeno acabou, mais aprendi uma lição nunca desista de seus sonhos, ele superou tantas barreira e deu volta por cima admiro muito Ronaldo.

    abraços...

    ResponderExcluir
  2. que texto maravilhoso Pr Paulo
    que Deus continue abençoando
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Bom Texto Pastor
    Grande Abraço
    Que Deus continue te abençoando

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth