quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Lições de um dia ruim


"Do Senhor é a Terra e a Sua plenitude; o mundo e aqueles que nele habitam" (Salmo 24.1)

Ontem sofri uma entorse no tornozelo, hilário! Como consegui isso? Deve ser a idade chegando. Kkkk. Pisei em falso e BUM... lá veio o tombão. Pior, foi no ponto de ônibus, acreditem se quiser ninguém me ajudou a se levantar e como se não bastasse deram risada. Quando torci o pé fiquei zonzo e tentei me levantar e cai novamente. Acho que pensaram: “Olha lá, tá bêbado!”. Esperei passar a tontura e fui para casa pulando. Depois liguei para meu amigo e ele me levou ao hospital. Resultado? Ganhei uma “botinha” de presente.

Nessa história toda, como disse um professor de Homilética que tive no seminário, o Pr Elias Soares:  “Os melhores sermões surgem do nosso dia à dia, por isso fiquem atentos, em algum momento Deus pode lhe entregar uma mensagem”. Depois disso, nunca mais deixei de ficar atento e como não poderia ser diferente: O que aprendi com tudo isso?

A 1º coisa é que as pessoas estão cada vez mais insensíveis aos problemas alheios.
Eu me senti como aquele homem que descia de Jerusalém a caminho de Jericó que foi salteado, espancado e que foi abandonado na estrada como morto, passaram por ali um sacerdote e um levita, e ambos não o acudiram, mas depois passou um samaritano e cuidou dele, amou o próximo (Marcos 10. 25-37). Claro que não sofri como aquele homem, todavia ao ver as pessoas rindo de mim, imediatamente pensei: “Como eu, Paulo Berberth agiria se fosse outra pessoa?” Porque doeu muito, talvez muito mais pelo fato de ninguém se importar comigo do que com a dor local do tornozelo. O mundo está cada vez mais insensível para os problemas alheios, somos individualistas, e amar está fora de moda, afinal, “cada um no seu quadrado”. Como nós estamos nos comportando?

A 2º coisa é que não somos nada sem DEUS.
Ao pegar o raio-x em mãos, disse para a minha mãe: “É... somos tão pequeninos diante do Criador, somos muito frágeis!” A Bíblia diz que somos como uma fumaça, nossa vida é breve e necessitamos de cuidados, mais um pouquinho poderia ter quebrado um daqueles ossos fininhos, por isso ao olhar para o raio-x, pensei: “Como Deus é maravilhoso, Ele pensou em cada detalhe, Deus fez tudo perfeito, Ele conhece tudo em nós. Foi Ele quem nos criou. Ninguém conhece melhor o produto, do que seu fabricante. Não tem como viver sem ELE, pois não há vida longe do autor da vida. Precisamos Dele”. Pergunto-me, como alguém pode achar que tantos detalhes e funções que nosso corpo possui surgiram do nada? Eu fico impressionado como Deus nos criou com tanto amor e que de fato não somos nada sem ELE.

E a 3º coisa é que nos julgamos auto-suficientes.
O que nos impede de ver a grandiosidade de Deus e sua soberania é justamente, a soberba de pensar que podemos viver sem ELE. Esses dias atrás, conversei com uma moça que entrou num chat cristão do qual participo e disse: “Eu não acredito em Deus, eu não acredito que ele exista”. E ela me perguntou se era errado o que ela pensava, minha resposta foi mais ou menos assim: “Errado? Creio que não, afinal essa é a sua verdade, bem distorcida aos olhos de Deus, mas é como você pensa, porém acho que você está cega demais para conseguir reconhecer o que Deus fez e faz no universo e principalmente em sua vida, se você não crê Nele, então devolve para Ele o Ar que você respira, a sua saúde, a sua racionalidade e inteligência, pense em cada detalhe de seu corpo e no seu funcionamento, como pode pensar que ele surgiu do nada? Você não precisa de Deus? Então devolve sua vida a Ele”. Ela resistente, retrucou dizendo: “Faz sentido o que falou, mas não me convenceu”.

Muitas vezes agimos como essa moça, somos orgulhosos e resistentes ao toque de Deus e queremos resolver nossos problemas por conta própria, nos julgamos auto-suficientes demais para dizer a Deus, “Oh Pai, me ajude, sem Ti eu não consigo!”.

Olhe para o seu próximo, ajude quem precisa, ame o próximo. Não seja orgulhoso, reconheça a grandeza de Deus em sua vida e saiba que mesmo em um dia ruim, ELE está lá cuidando de você.

No amor de Cristo,

Paulo Berberth
  

4 comentários:

  1. Eee Paulo ( fazendo arte né rsrsrs) brincadeira, melhoras pra você!!! Bom que você não vai ficar passeando por ai, e vai escrever mais no blog, já que a botinha o impede de sair por uns dias, gostei da sua explanação em relação ao fato ocorrido, e acredite se quizer não consigo ter dó dessas pessoas que zombam de Deus e até mesmo não conseguem reconhecer o dom da criação, eu tenho é pena, mas como eu e você existem os filhos de Deus fieis e que reconhecem a graça de Deus em nossas vidas...
    Pr fica na paz do Senhor, abraços.

    ResponderExcluir
  2. Nossa PR Paulo vc sabe que recentemente tive um acidente e atualmente estou em tratamento mas posso falar uma coisa no dia do meu acidente me socorreram pois avia pessoas conhecidas e amigos do meu lado, nao imagino se ninguem tivesse me socorrido como que eu reagiria, me doi muitoo saber que esse fato tao triste e real aconteceu contigo...essa mensagem diz tudo PR Paulo pois a tempo venho percebendo que a Humanidade esta construindo muros em seus coracoes, imagino que sao pessoas que nao amam a Deus e nem querem os principios de Deus para vida delas, pois Se essas Pessoas amassem a Deus tinha certeza que iriam te socorrer pois QUEM AMA SEU PROXIMO ESTA MAIS PERTO DE DEUS...POIS COMO PODEM DIZER QUE AMAM A DEUS SE NAO AMAM SEU PROXIMO! espero de verdade que no meio dessas pessoas que estavam no ponte de onibus que te Negaram socorro espero do fundo da minha alma que nao estivesse nem um CRISTAO pois seria uma vergonha!vai um toque para todos independente de sua crença e religioes;
    NAO CONSTRUA MUROS EM SEU CORAÇAO!!!

    ResponderExcluir
  3. ..Eita Paulinho.. tinha q ser o "goiabinha"... Que sua saúde seja restaurada..e que vc possa em toda a sua vida viver reconhecendo Deus como primeiro e que sem Ele realmente somos nada.. abraços Pastor... Paulinho Berberth...

    ResponderExcluir
  4. È incrível ver e presenciar em que as pessoas
    estão se tornando,cada vez mais frias diante de
    situações inesperadas como a sua, elas são frias não
    apenas com o seu próximo,pior ainda estão frias com o criador do universo ou melhor cegas.é extremamente incrível como não enxergam a magnitude de DeusE,mas como está escritO "por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará." [Mateus 24-12].
    Que não possamos nos tornar srvos frios e insencíveis diante da presença de Deus, mas que venhamos ser vasos na mão do oleirO...
    Amém...Abraços]Paulo

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth