quinta-feira, 24 de junho de 2010

Fila da humildade


26 Não é assim entre vós; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; 27 e quem quiser ser o primeiro entre vós será vosso servo;  28 tal como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”. Mateus 20.26-28

Como o orgulho e a vaidade podem subir à cabeça de uma pessoa, assim como o poder a autoridade, o cargo e a liderança podem transformar, digo isso porque se a gente reparar (claro não podemos generalizar), mas percebemos que há pessoas incorporam-se num personagem quando estão à frente de algo e se esquecem que na verdade o líder é líder para servir e não para ser servido, assim como Jesus ensinou e deu exemplo.

No contexto de Mateus 20 a mãe de Tiago e João faz um pedido “simples” para Jesus, ela pediu para que Ele permitisse que seus “queridinhos” sentassem um a sua direita e outro a sua esquerda no reino (v.21). Outro fato interessante é que os outros 10 se indignaram quando ouviram isso (v.24). Porém fico pensando: Porque eles se indignaram? Porque eles quem gostariam de estar ao lado de Jesus? Ou porque eles se escandalizam com a prepotência dos dois e de sua mamãe? Bom, não sei a resposta de fato, no entanto ambas são cabíveis e vale a pena refletir, portanto faça sua analise.

Já ouviram a expressão: “este (a) aí já passou pela fila da humildade um monte de vez”. É uma forma irônica de dizer que a pessoa não tem “um pingo” de humildade. Lembro-me de uma situação desagradável quando era seminarista. Fui dar um treinamento para os jovens e adolescentes de COMO PREPARAR UM ESTUDO BÍBLICO, então elaborei uma apostila simples sem muitos apetrechos. Quando fui entregar para as pessoas, duas líderes não quiseram pegar a apostila e perguntei por quê? Uma disse: “Já tenho um monte de material em casa”. A outra: “Dou treinamentos e nem sei se vou ficar o tempo todo, pois tenho outras atividades para fazer”.

Noutras palavras elas disseram: “Eu já sei e não preciso”. Elas são tão boas que já poderiam ir direto para o céu, pois já atingiram a “nirvana cristã” (sei que isso não existe), mas a postura delas era de quem não tinha nada para evoluir, crescer e aprender, muito menos de um seminarista, triste isso. Enfim, há um ditado assim: “Onde há pessoas, há problemas”. Sim, pode até ser verdade, afinal de contas, quando temos vários pecadores juntos o resultado não poderia ser outro. Todavia gosto de pensar que: “Onde há pessoas, há potenciais”.

A meu entender um bom líder é aquele que consegue garimpar potenciais do grupo em que lidera. É aquele que dá oportunidades para crescimento e amadurecimento. Que motiva a pessoa a se desenvolver com seus dons e talentos. É aquele que mesmo quando a pessoa erra, diz: Vai você consegue, confio em você, vai dar tudo certo, eu te ajudo, estamos juntos. Sempre tem uma palavra de motivação. Yes, You Can!

Independente de ser líder ou não Jesus nos deu o exemplo para ser imitado e todos nós temos que praticar a humildade e servir de todo o coração ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo e também todas as pessoas que nos cercam. Que assim sejamos.

Oração
“Senhor, a começar em mim, peço-te que tires do meu coração qualquer sentimento que possas me colocar como alguém importante aos meus próprios olhos. Senhor quero servir, tu conheces o meu coração, ajude-me a ser servo. Assim também peço pelos meus amados irmãos. Ajuda-nos a imitar-te. Em nome de Jesus Cristo. Amém”. 

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth