quarta-feira, 5 de maio de 2010

Influências


“E não vos amoldeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.  Romanos 12.2

Você é Uma Pessoa Influenciável? 
Sim ou não?
Fiz essa pergunta para 100 pessoas e o resultado foi esse:
þ  34 responderam SIM
þ  66 responderam NÃO

Não entrei no mérito se a influencia é positiva ou negativa, apenas se a pessoa é ou não influenciada. A maioria quis justificar o porquê da resposta (principalmente quem respondeu o NÃO). Confesso que foi muito divertido observar como as pessoas têm a tendência de não reconhecermos o óbvio. A meu ver, é no mínimo ingênuo alguém pensar ou afirmar que não é influenciado, embora boa parte das pessoas resistem em admitir que SIM, pois acreditam que ser influenciado é sinônimo fraqueza e que isso acontecem com pessoas sem personalidade.

Mas, o fato é que somos influenciáveis por natureza e o nosso círculo de convivência social tem relativa participação nisso. A sociologia chama de “processo de socialização”. O indivíduo é influenciado desde criança pelos pais, pelo circulo familiar como avós, tios, amigos dos pais e depois na escola pelos professores e amiguinhos e assim por diante vai aprendendo comportamentos, palavras e hábitos, o seu caráter e personalidade são formados a partir daquilo que vivencia ao longo de sua vida. 

Se você insiste em dizer que não é influenciável, lamento lhe informar, pois se você está lendo este texto seja através do blog ou por e-mail, já é um bom argumento para dizer que você já foi influenciado, sem mencionar outras ferramentas da mídia cibernética como Orkut, MSN, Skype, Formspring.me, Twitter, Facebook, Badoo, Flogs, Sonico, Youtube e muitos outros sites, jornais, televisão, revistas,  rádio, pessoas, o mundo da moda, até álbum de figurinhas da copa do mundo e por aí vai as mais diversas formas que eu e você podemos ser facilmente influenciados. Isso é fato. 

Agora cabe aqui uma segunda pergunta:
Que tipo de influência você recebe e qual você aceita?

A orientação bíblica é que devemos julgar todas as coisas, retendo o que é bom, o que edifica as nossas vidas e evitar toda a forma e aparência do mal”. (1 Ts 5.21-22). É certo que existem boas e más influencias. Cabe nós buscar a sabedoria e discernimento do Senhor para não deixar que sejamos influenciados por coisas que nos prejudicarão e desagradarão ao Senhor nosso Deus. Há um ditado que diz: “Diga-me com quem anda e eu direi quem és”. Prefiro ir para a Bíblia e citar o versículo que diz assim: Não vos enganeis: as más conversações (ou companhias) corrompem os bons costumes” (1 Coríntios 15.33).  

Em Romanos 12.2 a orientação é clara: “E não vos amoldeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.  A palavra transformai-vos”, tem em sua etimologia algo bem intrigante, a palavra utilizada é metamorfou/sqe metamorfouste que no português deu origem para a palavra metamorfose que significa “ser transformado em sua natureza interior”.

É basicamente a mesma palavra usada por Jesus em Mateus 3.8 “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento. Aqui o autor do evangelho Mateus, utiliza para “arrependimento” a palavra Metanoia que literalmente significa “mudança de mentalidade”. Era este fruto que Jesus desejava que os fariseus e saduceus demonstrassem, tanto é que no v 7, ele os chama de “raças de víboras”, comprovando que haviam demonstrado o fruto.

Da mesma forma devemos fugir de todas más influencias e permitir que a única influência que nos atinja e transforme seja a vinda por Deus, através de sua palavra “E todos nós, com o rosto descoberto, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Espírito do Senhor”. (2 Coríntios 3.18). E que principalmente sejamos instrumentos abençoadores influenciando e não sendo influenciados. Para isso... “Buscai e Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra” (Colossenses 3.1-2)

Oração:
“Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento”. Filipenses 4.8   

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

4 comentários:

  1. Bom, muito bom, a influência na vida de uma pessoa, deve sempre pender para o lado bom, reter o que vale a pena, principalmente nós cristãos, pois o mundo é influênciado por nós também, então devemos nos policiar e sermos bons influêntes do evangélio de Cristo!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre tive muitas dúvidas sobre esse tipo de assunto, mas essa leitura me fez abrir mais a mente sobre isso. Gostei muito mesmo!!! Deus continue te abençoando! abraço =)

    ResponderExcluir
  3. Muito bom,gostei!É isso mesmo que acontece.Geralmente somos influênciados o tempo todo,mas cabe a nós o saber discernir entre o q é edificante e o que não nos edifica....parabens,que Deus continue te usando e dando sabedoria para vc continuar fazendo esse tipo de pesquisa! rsrsrrsrs.....um abraço..

    ResponderExcluir
  4. Talvez não percebemos mas somos muito influenciados. Seja por música, por televisão, por uma leitura ou até por uma vitrine. O que não queremos é admitir que isso aconteça. Resta a nós julgar o que é bom e deixar de lado o que não presta.

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth