sábado, 29 de maio de 2010

Como soldado de Cristo


1 Tu, pois, filho meu, fortifica-te na graça que está em Cristo Jesus.  2 E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros.  3 Participa dos meus sofrimentos como bom soldado de Cristo Jesus”. 2 Timóteo 2.1-3

Hoje pela manhã, em minha leitura diária me deparei com este texto maravilhoso que o apóstolo Paulo escreveu destinado à Timóteo e algumas coisas me chamaram a atenção.

Primeiro, pela forma carinhosa e especial que o apóstolo Paulo trata a Timóteo, ele usa a expressão: “filho meu”. O apóstolo Paulo demonstra isso por mais 3 vezes referindo-se a Timóteo e usa a mesma estrutura. Na apresentação das cartas e depois quando passa a Timóteo o seu dever ou missão.

  þ  APRESENTAÇÃO: Em 1 Timóteo 1.2  “Timóteo meu verdadeiro filho na fé...”;  DEVER: Em 1 Timóteo 1.18-19  18 Este é o dever de que te encarrego, ó filho Timóteo, segundo as profecias de que antecipadamente foste objeto: combate, firmado nelas, o bom combate,  19 mantendo fé e boa consciência, porquanto alguns, tendo rejeitado a boa consciência, vieram a naufragar na fé”.
       þ  APRESENTAÇÃO: 2 Timóteo 1.2  “...ao amado filho Timóteo” e  o DEVER: em  2 Timóteo 2.1-3 (texto acima).
A Segunda coisa que chamou a atenção foi a responsabilidade depositada por Paulo em seu “amado filho” Timóteo. Fica evidente aqui o discipulado. E em ambos os casos Timóteo é convocado para uma batalha. Na 1ª epístola ele deveria combater o bom combate, mantendo a fé e a boa consciência, pois vários naufragaram na fé. Na 2ª epístola ele tinha a missão de comunicar o que aprendeu para homens aptos com o objetivo de ensinar outros. É a idéia de “multiplicação”, como se Paulo estivesse se multiplicando em Timóteo, Timóteo nos homens aptos e tais homens noutros.

E a Terceira coisa está ligada ao versículo 3 – “Participa dos meus sofrimentos como bom soldado de Cristo Jesus”. Que privilégio! Ser convocado por Deus e ter a confiança depositada pelo seu mestre de discipulado. Foi exatamente isso que aconteceu com Timóteo. Só que eu entendo que este convite se estende a nós. A convocação de ser Soldado de Cristo, posto glorioso diante do General mais fabuloso de todos os exércitos.

Participa dos meus sofrimentos como bom soldado de Cristo Jesus”.

E aí você topa? Eu já estou alistado e em batalha. Tenho combatido e participado dos sofrimentos que na verdade são ricos privilégios comparados à Glória que todos os seus soldados terão diante do nosso Senhor e Salvador. Já se alistou?

Oração
“Senhor, obrigado por ter me convocado e me achado digno de servir em Teu exército. Peço-te que me dê firmeza para os combates do dia a dia, que eu não desfaleça jamais. Eu desejo poder dizer um dia como o apóstolo Paulo disse no final de sua vida: Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé’. 2 Tm 4.7  Em nome de Jesus Cristo, nosso general, Amém!”

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

Um comentário:

  1. Porque não temos que lutar contra carne e o sangue, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os principes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. (Efésios 6:12)
    O General, Jesus Cristo, espera de seus soldados disposição para as lutas...e confiados no teu Poder, Senhor é que nos revestimos de tuas armaduras e dizemos: Eis - nos aqui.

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth