segunda-feira, 8 de março de 2010

Santificação IX

(Domínio Próprio)

“Quem tem paciência é melhor que guerreiro, quem tem domínio próprio é melhor que aquele que conquista uma cidade”. Provérbios 16.32

Quero antes de tudo, dar um importante esclarecimento, na verdade, eu me atentei para um detalhe importante que não foi mencionado no inicio desta série sobre Santificação. Em Gl 5.22 o apóstolo Paulo diz assim: “... Mas o fruto do Espírito é...”. No entanto é significativo o uso do singular “fruto” ao invés do plural (já que são destacadas nove virtudes do fruto, ou como normalmente é usado talvez por uma questão semântica, nove “frutos”). O fato é que o apóstolo Paulo quis demonstrar as várias virtudes de uma única colheita. Ou seja, é um fruto com suas nove virtudes.

Por exemplo: a laranja possui vários elementos chamados de composição nutricional, então possui hidratos de carbono, de gorduras, de proteínas e de vitamina C. Poderíamos dizer que esses são os aspectos da fruta “laranja”. Isso significa que todo cristão deve deixar Deus desenvolver em sua vida todos os nove aspectos deste “fruto” do Espírito Santo, fazendo parte do processo de santificação.

Enfim chegamos ao ultimo fruto mencionado em Gálatas 5, o domínio-próprio. Em Provérbios 16.32 descreve a pessoa que consegue usar o domínio próprio. “Melhor é dominar o espírito do que ser um valentão e dominar uma cidade”. É muito mais virtuoso se dominar do que conquistar uma cidade pela força física, pois a vitória mais difícil é a vitória sobre o próprio “eu”.

Trata-se do domínio sobre os desejos do ego, de uma vida dirigida pelo Espírito Santo, o “EU” deve ser mantido no seu devido lugar. O autocontrole, no entanto não significa a negação de si mesmo, mas uma avaliação real da função do ego na forma mais nobre da vida. Não poderá haver exemplo melhor do que o de nosso Senhor, que jamais enfatizou a sua própria vontade, mas nunca deixou de impressionar os demais com o poder da sua personalidade. O Espírito Santo reproduz no cristão o mesmo tipo de conceito equilibrado do “eu”.

Há uma luta entre a carne e o espírito. “Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer”. Gálatas 5.16-17

Na passagem de 1Co 7.9, a palavra “domínio próprio” egkráteia é usada em relação ao controle do impulso sexual, mas em 1Co 9.25, refere-se a toda forma de autocontrole e autodisciplina que o atleta precisa exercer para ser bem sucedido em suas tentativas para obter a vitória. O cristão precisa de uma completa autodisciplina e de total autocontrole, mas isso só pode ocorrer com a ajuda do Espírito Santo. Que o domínio próprio seja desenvolvido em nossas vidas.

Oração:
“Senhor Jesus, precisamos desenvolver o caráter que Tu aprovas, precisamos crescer, amadurecer e santificar-nos, pois esta é a Tua vontade. Nas mais variadas áreas de nossas vidas, que nós possamos permitir que o Espírito Santo desenvolva o SEU ‘FRUTO’ que é o amor, a alegria, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão e o domínio próprio. Em nome de Jesus. Amém”.

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth