sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Santificação VI

(Benignidade e Bondade)

“Mas o proprietário, respondendo, disse a um deles: Amigo, não te faço injustiça; não combinaste comigo um denário? Toma o que é teu e vai-te; pois quero dar a este último tanto quanto a ti. Porventura, não me é lícito fazer o que quero do que é meu? Ou são maus os teus olhos porque eu sou generoso?” Mateus 20.13-15

Os próximos frutos do Espírito Santo são Benignidade e a Bondade. Destacarei os dois frutos juntos, pois no português as duas palavras se confundem, até mesmo são usadas como sinônimos. No entanto, o apóstolo Paulo não descreveria os frutos do Espírito Santo repetindo um mesmo fruto. Observando o texto, percebo que suas palavras na verdade se completam, ou seja, no contexto Benignidade e Bondade se completam e não possuem o mesmo sentido, embora sejam parecidos. Vamos então estudar o significado e como o cristão deve deixar tais frutos se desenvolverem em suas vidas.

Benignidade a palavra utilizada por Paulo é chrestótes. A Bíblia NTLH traduziu como “delicadeza”. E a NVI como “amabilidade”. Eu particularmente não gostei muito, não que esteja errado, mas neste sentido – Refere-se a uma disposição gentil e bondosa para com os outros, aí se confundiria com bondade. Como dizia um professor meu do Seminário, o Pr Natanael: “É isso, mas não somente isso, é mais que isso”. Explicarei.

Chrestótes vem da palavra chrestós que significa útil, digno, bom. Aquele que é moralmente bom, respeitável. A palavra Chrestótes também pode ser traduzida por “retidão”. Assim tem o sentido exato do que significa – “Aquele que faz o que é certo, correto, justo e reto, aquele que age com retidão”. Como na parábola dos trabalhadores (Mateus 20.1-16).

Um proprietário saiu de madrugada para contratar os trabalhadores para a sua vinha. Ele combinou com os trabalhadores o salário de um denário por dia (Um denário era o pagamento por um dia de trabalho braçal). E ele fez isso 4 vezes durante o dia e todos os trabalhadores receberam um denário. Quando os primeiros vieram pensaram que receberiam mais, por terem trabalhado o dia inteiro e queixaram-se ao proprietário dizendo que os últimos trabalharam menos que eles. E o proprietário respondeu: “não te faço injustiça, não combinamos 1 denário?”. O proprietário agiu com retidão, ele foi justo, pois cumpriu o que havia combinado. Se olhássemos para este proprietário poderíamos dizer que ele é um homem benigno, que tem uma boa moral, é um homem reto e não trapaceiro. Assim temos que agir.


Bondade o dicionário da língua português diz que é a qualidade do que é bom; benevolência; inclinação para o bem. A palavra utilizada pelo apóstolo Paulo é agathosyne deriva da palavra agathós e significa bom, benefício, generosidade. Aquele que é benevolente, benfeitor, justo, generoso. Seus atos beneficiam os outros e não a si mesmo.

Nesta mesma parábola o proprietário faz uma pergunta no v. 15 “Porventura, não me é lícito fazer o que quero do que é meu? Ou são maus os teus olhos porque eu sou generoso?” É a mesma palavra agathós, “generoso”.

A meu ver, aprendemos que nesta parábola o proprietário demonstrou os dois frutos que nós devemos demonstrar. Ele foi Benigno, foi reto e justo com todos de acordo com o que combinou. E foi Bondoso para os que trabalharam menos, pois mesmo tendo trabalhado menos ele desejou pagá-los como se tivessem trabalhado o dia todo, ele pensou no benefício dos trabalhadores. Afinal de contas eles passaram o dia todo esperando por trabalho. Lindo isso! Eis a nossa missão...

Oração.
“Senhor nos ajude a desenvolver a Benignidade e a Bondade em nossas vidas, que nosso caráter reflita estes dois frutos. Em nome de Jesus Cristo. Amém”

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

2 comentários:

  1. Que possamos viver em santidade, sem a qual não veremos a Deus! Gostei muito da série santidade.
    Deus te abençoe Paulinho

    Teresa Cintra

    ResponderExcluir
  2. Olá irmao q a paz esteja convosco,
    muito boa esta serie e é sim pedindo a Deus q Ele dara para nós estes frutos porque na verdade sao coisas que infelizmente tem faltado no meio de muitos servos de Deus!!!Parabens pela boa explicaçao.Que o senhor continue te abençoando hoje e sempre.

    Isabela Sabina

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth