quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Sabedoria dos Gafanhotos



“Há quatro coisas na terra que são pequenas, mas extremamente sábias... Os gafanhotos, que não tem rei, mas avançam em bandos”. Provérbios 30.24 e 27

A formiga é um exemplo de grupo organizado, mas elas têm hierarquia. Já os gafanhotos – pelo menos ao que sabia nos dias de Salomão, quando este texto deve ter sido escrito – nem rei têm, portanto são desprovidos de hierarquia. O povo daquela época conhecia os gafanhotos de perto, como ameaça destruidora e fatal para suas plantações, porque eles chegavam aos milhares ou milhões, em bandos e devastavam a plantação. Pequeno, fraco, sem grandes habilidades – mas unidos.


Olhando para este exemplo inspiro-me a dizer que: somo mais quando o “nós” age do que quando o “eu” age. Sempre podemos mais, aprendemos mais, sabemos mais, conseguimos mais, fazemos mais, agüentamos mais – nunca o “eu” supera o “nós”. E mesmo que para isso não haja alguém necessariamente investido de autoridade, dentro de uma hierarquia, como um rei. Porém em nosso caso, temos um Rei, Jesus Cristo é o nosso Rei. Somos Teu exercito e um exercito não é constituído de apenas um soldado, é constituído por tropas, batalhões de soldados.

Não se isole. Os gafanhotos jamais fazem isso, porque eles sabem que unidos são mais fortes e eficientes. Isso me faz lembrar de que a vida cristã não é apenas o culto aos domingos, nem as reuniões da igreja. Também não é apenas orar todos os dias e ler a Bíblia o tempo todo. Muito menos ser batizado ou membro de uma igreja. Essas coisas são ótimas e necessárias, no entanto a vida Cristã é ter nascido de novo, é não viver mais para o “eu”, é viver em comunhão com Deus e com os irmãos da igreja é viver em constante novidade de vida sendo dirigido pela vontade de Deus.


Para quem entende e vive isso com firmeza, somar forças não é difícil, mas evidentemente exige um grau de comprometimento compatível. Podemos ser mais unidos do que os gafanhotos, até porque eles causam destruição e nós edificação, sem falar que temos o Espírito Santo e isso faz toda a diferença.

Queridos, que o “nós” esteja mais em evidencia do que o “eu”. Que “nós” sejamos no mínimo tão sábio quanto um gafanhoto. Juntemo-nos as nossas forças. Tenhamos o mesmo pensar, o mesmo objetivo o mesmo alvo. Ganhar vidas para Cristo. E aí, você está dentro?

Oração:
“Pai querido, quero ser parte importante do Teu projeto neste mundo, quero ser tolerante com as pessoas e ajudá-las a se fortalecerem e quero cooperar para que o Teu Reino cresça. Em nome de Jesus. Amém”

No Amor de Cristo,

Paulo Berberth

Um comentário:

  1. Pr Paulo
    eu gostei muito principalmente pela forma que vc comparou os gafanhotos conosco
    Que Deus continue dando sabedoria para vc
    beijosss

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth