segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Fé Como Batatas

“se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra”. (2 Crônicas 7.14)

Ontem assisti o filme “O Fazendeiro e Deus”. O titulo original em inglês é Faith Like Potatoes“Fé Como Batatas”. Fiquei pensando o filme inteiro e curioso porque o título original do filme tem este nome, bom no final do filme obtive a resposta. Claro que não serei chato em contar o final do filme, mas quero sim fazer uma reflexão do que Deus falou ao meu coração através deste maravilhoso filme.

Um breve resumo: "O Fazendeiro e Deus" baseia-se na história real. África do Sul – Angus Buchan é um fazendeiro de origem escocesa, muito trabalhador, dedicado à mulher e aos filhos, mas violento diante das contrariedades. Quando a situação em Zâmbia fica perigosa, ele decide mudar-se para KwaZulu Natal e recomeçar do zero. Morando num trailer, com a ajuda de Simeon Bhengu, um zulu que se oferece para o trabalho, a família Buchan luta para instalar-se nesta nova terra. Na medida em que as dificuldades se avolumam, Angus mergulha num misto de medo, fúria e desespero. Neste momento ele é convidado para uma reunião de agricultores na Igreja Metodista local. Como conseqüência, em vez de riqueza, o fazendeiro passa a buscar Deus, e o que ele encontra? (Assista o filme e conseguirá entender a aplicação deste texto, depois comente para nossa edificação).

Angus tinha um grande desafio diante de toda uma cidade e agricultores incrédulos. Ele iria plantar batatas numa época de seca e solo impróprio para o plantio. Ele orou por chuva e para Deus sarar a terra. Angus compara a fé em Deus à cultura de batatas, por isso do título: Faith Like Potatoes “Fé Como Batatas” – aqui então cabe uma pequena explicação e depois uma aplicação para as nossas vidas. A colheita da batata inicia-se 3 a 4 meses após o plantio. Elas permanecem invisíveis até o momento da colheita, ou seja, ficam debaixo da terra. Não veio a chuva e depois chegou o tempo da colheita e Deus abençoou Angus e aquela cidade.

Assim como agricultor deve crer que a batata está crescendo, mesmo sem ver o seu crescimento, assim deve ser nossa fé em Deus, mesmo sem muitas vezes perceber sua ação em nossas vidas. Vivemos de fé em fé. “O Justo viverá pela fé”. E nesta jornada temos épocas de secas, assim como épocas de fartura. Hoje, talvez assim como eu, você deve estar passando por momentos de incertezas, onde a ansiedade, o desespero e o medo podem atrapalhar a fé em Deus, sua provisão e cuidado.

O nosso desafio é CRER que Deus está no controle e que no tempo certo mesmo sem chuva e com seca, colheremos as “batatas”. Os planos de Deus jamais poderão ser frustrados creia que conforme a vontade soberana Dele os seus sonhos e planos serão realizados. Esteja pronto para o não, mas vá ao plantio e deixe que o crescimento é Deus quem dá.

Oração:
“Senhor, muitas coisas eu não entendo e em várias situações o temor e medo me vêem à mente, me dominam deixando-me sem reação. A questão está toda em torno de crer que o Senhor proverá aquilo que é necessário para a minha vida e de minha família. Ajude-me a ter “fé como batatas”. Em nome de Jesus. Amém!”

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

6 comentários:

  1. ai, se eu poderia te contar, o que nestas 2 semanas comenzoú acontecer na minha vida e na minha familia, entendería o que eu escrivo agora.. "realmente estas palavras que vc escriviú son de Deus, pois elas falan pra mi, que estou certa confiando nele, mesmo que agora noa vejo as batatas, mais a fidelidade do Senhor jamais tive faltas... e nao penso voltar pra atrás..naum, ele é tudo o que precisamos agora nesta vida, e na eternidade"..

    Abrazos e bendiciones Pau.
    Deus sempre direccione seus pasos.
    amém.

    ResponderExcluir
  2. Eita como Deus é misericordioso viu...Deus usa pessoas certas com palavras certas e no tempo certo...essa texto me edificou muito Paulin.

    Que papai do céu te capacite a cada dia mais e mais.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Belo texto como sempre, amado do Senhor...
    Como precisamos de FÉ, e tbm de PERSEVERANÇA para esperámos o "tempo da colheita". Estamos vivendo um tempo do "aqui e agora", como se a nossa recompensa fosse terrena...Claro que "plantamos" e queremos "colher", mas não queremos esperar o tempo do crescimento, o que nos leva muitas vezes à preciptação de "arrancarmos do pé o fruto antes de estar maduro". Clamemos as Senhor por mais fé, perseverança e paciência!!!
    "...bem-aventurados os que não viram e creram." (João 20 : 29)

    ResponderExcluir
  5. é amigo as coisas são dificil,to na luta mais numca me desanimo,lembro o dia que assisti esse filme até hoje é uma liçao de vida para mim,passo lutas sol a sol sem nenhuma gota de chuva, mais sim de lagrimas,mas sei que no tempo certo irei colher porque eu creio no DEUS MAIOR que qualquer dificuldade que posso passar,eu clamo sei que ele me ouviras,tenho fé hoje choro amanhã será meu tempo de colheta JESUS esta comigo.....

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth