quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Esperança em tempos de Crise


Para onde ir quando as portas se fecham e não há luz no fim do Túnel? Você já foi pego por um temporal? Daqueles que mesmo com guarda-chuva acaba encharcando dos pés à cabeça? Pois é... Eu já fui. E mais de uma vez!

Imaginem os raios, como rápidos chicotes de néon, rasgam os céus deixando rastros de luz extremamente claros, seguidos de estrondosos trovões que encoam como assustadoras bombas. As pessoas correndo buscando abrigo enquanto seus guarda-chuvas acabam virando ao contrário e tornando-se inúteis, vulneráveis e impotentes com a fúria do vento. Imaginando estas cenas automaticamente pensei em Naum 1.3 “O seu caminho está no vendaval e na tempestade...”

Sabemos que, além do fenômeno físico propriamente dito, Deus também caminha através das tormentas de nossa vida. Conhecemos essa característica do Pai, mas...
  • Como podemos perceber a sua presença quando a “água vai subindo, subindo e inunda a nossa vida”?
  • Como Deus atua em meio aos “furacões” das enfermidades, divórcios, falências financeiras, conflitos familiares, os filhos em situações de decadência envolvidos com vícios e rebeldia, relacionamentos estremecidos e abalados, acidentes e morte de entes queridos, crise emocional, quando parece não haver mais esperança?
  • O que acontece em meio às “tempestades” das irritações, frustrações e decepções?
  • Como ficam os “redemoinhos” decorrentes de nossa própria desobediência e pecado? Ou quando as conseqüências de pecados alheios simplesmente desabam sobre nós?

Veio em minha mente 5 textos maravilhosos, na Palavra de Deus teria muitos outros, mas a princípio prefiro compartilhar estes abaixo, peço que leia e tire suas conclusões...

Salmo 46.10 “Aquietai-vos e sabei que EU SOU Deus...”

Isaias 41.10 “não temas, porque EU SOU contigo; não te assombres, porque EU SOU o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel”.

Isaías 43.19 “Eis que faço coisa nova, que está saindo à luz; porventura, não o percebeis? Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo”.

Salmo 23.4 “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam”.

João 16.33b “No mundo, tereis aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo”.
Oração:
“Senhor, Ajude-me a olhar para estas questões e para tua palavra e achar as resposta em Ti, até porque para quem iremos? Se apenas Tu tens as palavras de vida eterna, ajude-me a entender o que não consigo entender e me fortaleça com o teu poder. A tua Graça me Basta, e Ela é melhor do que a vida. Em nome de Jesus Amém.”

No amor de Cristo,

Paulo Berberth

2 comentários:

  1. Excelente reflexão Paulo. Que você continue um instrumento nas mãos do Senhor.

    Teresa Cintra

    ResponderExcluir
  2. “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra.” - Salmo 121:1-2

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth